Energia em Equilíbrio Tai Chi Chuan

O que é Tai Chi Chuan?

Pessoa praticando Tai Chi Chuan
michelangeloop / Getty Images / Canva
Escrito por Eu Sem Fronteiras

Se onde você mora tem parques e você costuma passar por eles de manhã, é possível que já tenha visto um grupo de pessoas praticando movimentos coreografados por um mestre e que envolvem mudanças lentas e suaves de posição. É comum ver idosos participando dessa prática. Sim, esse é o tai chi chuan, uma arte marcial milenar chinesa recomendada para pessoas de todas as idades e que estimula o relaxamento do corpo e da mente, bem como melhora a flexibilidade e a força muscular.

Mas o que é o tai chi chuan? Como e onde ele surgiu? Quais são os princípios e os benefícios dessa prática? Tire todas as suas dúvidas agora mesmo e entenda como o tai chi chuan pode beneficiar a sua vida!

O que é o tai chi chuan

O tai chi chuan é uma arte marcial chinesa. Apesar disso, não é uma técnica de luta e combate, como se pode imaginar, já que é considerada uma arte marcial interna (o termo em chinês para esse tipo de técnica é “neijia”), o que indica que o seu foco é o cultivo e o desenvolvimento do chi, a energia vital, segundo a Filosofia Tradicional Chinesa, não no combate corporal externo. Alguns mestres de tai chi chuan até mesmo evitam chamar a prática de arte marcial e preferem usar a expressão “meditação em movimento” para definir a técnica.

Ao contrário de outros tipos de arte marcial que existem no mundo, com foco no embate, no combate e na superação do adversário, o tai chi chuan tem foco no desenvolvimento interno e tem suas raízes na corrente filosófico-religiosa chamada taoísmo, que prega, entre outras coisas, o autoconhecimento e a busca por equilíbrio e harmonia em todos os campos da vida.

Homem praticando Tai Chi Chuan
Moma7 / Getty Images / Canva

Também em contraposição a outras artes marciais, que objetivam o desenvolvimento da agilidade e da tensão dos músculos, o tai chi chuan promove o relaxamento muscular, já que tem um estilo suave. Os movimentos da técnica são circulares e, quando combinados a um determinado ritmo respiratório, promovem um alongamento e um relaxamento no corpo. É uma prática indicada para todas as idades.

Origem do tai chi chuan

Há duas origens para o tai chi chuan: a oficial e a lendária. Segundo a lenda, um monge taoísta chamado Chang San Feng foi o responsável pelo desenvolvimento da técnica após ver um embate entre uma águia e uma cobra, entendendo que movimentos suaves e harmônicos é que faziam um dos dois animais se destacarem na luta, em vez de ataques agressivos e com força. Segundo a lenda, depois que conseguiu chegar ao ápice dessa técnica, Chang San Feng tornou-se imortal.

A origem oficial, porém, dá conta de que os principais princípios da arte marcial foram definidos pela família Yang, mais especificamente por Yang Lu Chang (1789-1872). Mas foi somente anos depois que o mestre Yang Cheng Fu (1883-1936) difundiu o tai chi chuan da família Yang por toda a China. Assim como acontece com outras artes marciais, porém, há diversas escolas e estilos de tai chi chuan, cada um com origens ligeiramente diferentes.

Além do tai chi chuan estilo Cheng, desenvolvido por Yang Cheng Fu, os outros estilos mais populares são Yang, Wu/Hao, Wu e Sun.

Os princípios do tai chi chuan

Quando desenvolveu o tai chi chuan, Yang Cheng Fu delineou também os princípios que norteiam a prática, para além dos movimentos que fazem parte da técnica. Estes são os 10 princípios dos movimentos do tai chi chuan estilo Cheng:

Homem praticando Tai Chi Chuan
michelangeloop / Getty Images / Canva
  1. É preciso suspender a cabeça a partir do topo com leveza e sensibilidade;
  2. Esvaziar o peito e alongar as costas é necessário;
  3. Relaxar a cintura;
  4. Distinguir o cheio do vazio;
  5. Relaxamento dos ombros e soltar os cotovelos;
  6. Sempre usar a mente, não a força muscular;
  7. Fazer a interligação entre os movimentos da parte superior e da parte inferior do corpo;
  8. Constantemente unir o interior ao exterior;
  9. Mover-se sem rupturas, de maneira contínua;
  10. Buscar a quietude enquanto realiza o movimento.

Tai chi chuan é arte marcial, esporte ou prática para uma vida saudável?

Quando foi desenvolvido por Yang Lu Chang, o tai chi chuan era uma forma considerada eficaz de combate contra pessoas e também contra animais. A guarda imperial da China, à época, recebeu treinamento nesta prática, que é ensinada até hoje ao exército chinês.

Quanto ao uso desse tipo de combate em tempos modernos, o famoso ator Jet Li, um dos maiores propagadores do tai chi chuan, escreveu em seu site: “Com o advento da tecnologia, você tem armas, canhões, bombas nucleares e outras armas avançadas. [Aprender tai chi chuan] não serve mais ao objetivo de lutar corpo a corpo contra tigres, invasores etc. Hoje, se você mata ou aleija alguém com um movimento impressionante de wushu aprendido com dez anos de um programa intensivo de treinamento, isso não vai te ajudar a sobreviver. […] [O tai chi chuan] permite que a pessoa exercite o seu corpo e melhore a sua saúde”.

Como, portanto, não é mais usada com propósito de luta nem de prática esportiva, no sentido de haver competições de tai chi chuan, essa arte marcial milenar se tornou uma ferramenta eficaz para o bem-estar, o desenvolvimento e o relaxamento do corpo.

Principais benefícios do esporte

Idosa praticando Tai Chi Chuan
Duncan Smith / Photos Images / Canva

Como não inclui movimentos bruscos, agressivos e que exigem agilidade ou força física, por exemplo, o tai chi chuan pode ser praticado por pessoas de todas as idades, de crianças a adultos. Assim como pode ser usado de maneira preventiva, para evitar problemas futuros, o tai chi chuan também pode ser utilizado como tratamento para prevenir dores e sanar problemas físicos.

Confira abaixo uma lista com os benefícios da prática:

  • Alivia os sintomas da depressão e de transtornos como ansiedade e pânico, já que promove o relaxamento do corpo e da mente;
  • Combate e suaviza problemas de articulação;
  • Ajuda no tratamento da osteoporose;
  • Colabora na regulação das funções cardiovascular, respiratória, hormonal e digestiva;
  • Estimula a perfeita circulação sanguínea;
  • Aumenta a flexibilidade e trabalha a força muscular;
  • Diminui sentimentos de ansiedade e de estresse, bem como os sintomas dessas condições;
  • Desenvolve e/ou restaura a coordenação motora;
  • Melhora o equilíbrio tanto do corpo quanto da mente.

Apesar de haver pouquíssimas restrições em relação à prática, consulte o seu médico antes de cair de cabeça nessa técnica, que pode trazer muitos benefícios para a sua vida, desde que recomendada por um profissional de confiança e após um check-up.

Enfim, mais do que desenvolver capacidades e habilidades corporais, o tai chi chuan estimula um equilíbrio entre corpo e mente, promovendo relaxamento e estimulando a flexibilidade e a força muscular. Se você está procurando uma prática que o ajude a equilibrar benefícios ao corpo e à mente, o tai chi chuan pode ser a melhor opção!

Sobre o autor

Eu Sem Fronteiras

O Eu Sem Fronteiras conta com uma equipe de jornalistas e profissionais de comunicação empenhados em trazer sempre informações atualizadas. Aqui você não encontrará textos copiados de outros sites. Nossa proposta é a de propagar o bem sempre, respeitando os direitos alheios.

"O que a gente não quer para nós, não desejamos aos outros"

Sejam Bem-vindos!

Torne-se também um colunista. Envie um e-mail para colunistas@eusemfronteiras.com.br