Autoconhecimento

O que há de novo no mundo das terapias? Barras de Access, experimente!

Fabiana Oliveira
Escrito por Fabiana Oliveira
Atendo pessoas com questões diversas há 11 anos, e também passo em atendimento para que eu melhore como indivíduo e profissional. Vinha sentindo no meu coração que tudo pode ser um pouco mais fácil, sem tanto sofrimento para se desenvolver, realizar os sonhos, ser mais feliz. Sim, eu vinha pedindo isso! Uma orientação sobre como me ajudar e ajudar aos outros a viver de forma mais leve, porque eu realmente amo atender as pessoas, faço de todo coração.

Foi quando vieram as Barras de Access ou Acesso. É como se minhas orações fossem atendidas! Recebi a sessão primeiro para experimentar, porque só faço no outro aquilo que acredito ser realmente bom e que teve resultados em mim. Me senti mais leve, como se a mente ficasse mais limpa e eu pudesse enxergar quem sou e para onde devo ir. Investi no curso e estou aplicando, juntamente com outras técnicas para auxiliar as pessoas. Tenho tido ótimos resultados na minha vida, além de ver outras pessoas que foram atendidas terem também.

Já acompanhei casos como: “Quem eu sou realmente nesse mundo, o que eu quero da minha vida? Estou vivendo a vida que eu quero? Quais escolhas eu devo fazer? Posso melhorar minha autoestima? Parar de me sabotar? Como viver mais feliz com a cabeça tão cheia? Estou correndo para onde?” Sim, é possível melhorar isso!

90% do comportamento humano é dirigido pelo nosso inconsciente (às vezes, vamos vivendo no piloto automático e nem sabemos). Esse campo eletromagnético é flexível, podemos reprogramá-lo e limpar o que nos bloqueia e atrasa, para que a vida se torne mais leve e mais fácil! Pontos de vista de outras pessoas, arquivos que fomos armazenando ao longo da vida são alguns exemplos do que pode ser modificado.

Sabe aquilo de viver um dia de cada vez, sentindo a vida e rindo sem motivo, muitas vezes? É isso! Sabe ter aquele start, aquele insight que faltava e dizer para si mesmo, é isso!? Mas de onde vem essa técnica? Ela foi desenvolvida em 1995 pelo psicólogo Gary Douglas nos EUA, e há 3 anos está no Brasil. No mundo, já está presente em 173 países.

O que é essa terapia de barras de acesso à consciência? É uma prática com toques suaves na cabeça, em que são tocados 32 pontos energéticos, responsáveis por questões ligadas a dinheiro, medos, traumas, fobias, corpo, saúde, paz interior e relacionamentos consigo e com seu corpo. Ao longo da terapia esses pontos são liberados e com isso ocorre um desbloqueio de tudo que está travando a vida da pessoa.

Com a mente, digamos, mais “limpa” somos nós mesmos, enxergamos e sentimos qual caminho é melhor em nossa vida e o que fazer para sermos mais felizes. Sem conotação religiosa, é uma terapia que auxilia na libertação de padrões e crenças a respeito de nós mesmos, da vida, do que é “certo ou errado” para cada um de nós.

Ela também ajuda a lidar com a ansiedade, traumas de infância e eventos na vida que ocasionaram dificuldades na realização dos sonhos e objetivos. A sessão dura em torno de 1 hora e equivale a 2 horas de meditação profunda. As ondas cerebrais irão diminuir e a pessoa se sentirá mais relaxada, mais leve, mais consciente, desligando o piloto automático e acessando informações e percepções que nem mesmo ela sabia que tinha. Qualquer pessoa pode receber uma sessão, não há contra indicação. Como saber se é bom? Testando! Rs. Permita-se!

Sobre o autor

Fabiana Oliveira

Fabiana Oliveira

Uma buscadora do melhor em tudo! Amo o que faço, as pessoas, o novo! Alegre e otimista, vejo o bom em cada coisa. Formada em Secretariado, Estética e Massoterapia Holística. Mestre em Reiki e atendo com Barras de Access, Aromaterapia Egípcia Vibracional, Cromoterapia e Cristais. Atendo há 11 anos na área de terapias, e atualmente numa clínica de Fisioterapia na zona norte, e em dois espaços um na zona leste e sul. Meu lema é “conheça todas as teorias, domine todas as técnicas, mas ao tocar uma alma humana, seja apenas outra alma humana”, de Carl Jung.

Whatsapp: (11) 99436-8179
E-mail: [email protected]
Facebook: Fabiana Oliveira