Beleza Natural

Óleo de rosa-mosqueta: para que serve e como usar

Imagem de um pequeno frasco transparente contendo óleo de rosa mosqueta. dentro dele também tem um botão de uma rosa na cor roxo. Sobre a mesa ainda temos algumas cestas de vime e uma delas está decorada com um botão de rosa e uma margarida na cor roxa.
Silviarita / Pixabay
Eu Sem Fronteiras
Escrito por Eu Sem Fronteiras

As mulheres mais lindas do mundo, as mais radiantes e com aparência descansada têm a pele impecável e livre de manchas. Mesmo com o passar dos anos e com o surgimento de algumas rugas, o que, aliás, é muito natural, elas sempre se apresentam muito bem. E algumas não são adeptas de intervenções plásticas, apenas utilizam produtos de boa qualidade em rituais diários de beleza.

Um exemplo a ser observado é a Duquesa de Cambridge, Kate Middleton. Ela é rica, bem assessorada e, sendo da realeza, tem uma gama de itens à sua disposição, produzidos com absoluto cuidado. Contudo, quando se soube que ela usa diariamente o óleo de rosa-mosqueta, um produto relativamente barato, para manter a beleza e a saúde da pele, ela se tornou uma inspiração para muitas mulheres e homens no mundo todo.

Em algum momento, talvez alguma mulher que lhe seja muito familiar tenha aplicado um creme à base de rosa-mosqueta, rosa-canina ou rosa-selvagem na pele, pois essa planta é usada desde a antiguidade. Por isso vamos conhecê-la e identificar por que, além de Kate, outras pessoas estão usando o óleo extraído dela.

O que é a planta rosa-mosqueta?

A rosa-mosqueta (Rosa rubiginosa affinis) é uma planta silvestre da família Rosaceae, conhecida por rosa-canina, rosa-selvagem, rosa-de-cão e rosa-primitiva. Ela é natural da Ásia, mas foi trazida pelos espanhóis aos Andes na época da colonização e lá cresce espontaneamente, sendo o Chile atualmente o maior fornecedor dessa matéria-prima no mundo. No Brasil, ela é apenas ornamental.

A planta é conhecida na Europa desde a Roma antiga, quando era utilizada para fins medicinais. Ela se desenvolve bem em clima frio e chuvoso, sendo muito requisitada na indústria de cosméticos e na medicina natural. São comumente aproveitados o fruto, a casca do fruto e o óleo das sementes.

Imagem de um frasco de vidro e dentro dele óleo de rosa-mosqueta. No frasco também tem algumas rosas-brancas. Ao lado do frasco que está disposto sobre uma mesa, um botão aberto de uma rosa na cor amarelo-claro.
Silviarita / Pixabay

Muito parecida com outras espécies de rosa, ela tem a flor rosada, branca ou amarela, com poucas pétalas, sendo uma planta mais rústica. Quando as pétalas caem, elas dão lugar a um fruto ovalado vermelho, alaranjado ou roxo, de 1,5 cm a 3,0 cm de diâmetro, sem odor, de sabor ácido, que tem tamanho aumentado sob geada. Dentro dele estão as sementes de onde se extrai o óleo de rosa-mosqueta, por prensagem a frio ou com uso de solvente. Ele é rico em ácidos graxos como oleico, linoleico, linolênico, esteárico, mirístico, palmítico e outros; cetonas, tretinoína, ácido transretinoico e vitaminas A, B1, B2, C (oito vezes mais que o kiwi e 20 vezes mais que o limão), E e K e sais minerais como potássio, ferro, magnésio, sódio, cálcio e fósforo.

Para que serve o óleo de rosa-mosqueta?

O óleo de rosa-mosqueta pode ser utilizado em tratamentos cosméticos para minimizar as linhas de expressão e rugas e para manter a pele hidratada, pois é rico em ômega 6 e ômega 9. Além disso, ele combate o fotoenvelhecimento, observado nas manchas causadas pelo excesso de exposição solar, formando uma barreira protetora para a pele, protegendo-a contra a poluição e os raios UV.

Ainda contribui na síntese de colágeno e elastina, fortalecendo e nutrindo profundamente a pele. Além disso, o óleo de rosa-mosqueta pode ser usado durante a gravidez para prevenir o desenvolvimento de estrias, desde que o médico obstetra seja consultado antes de iniciar o uso. Pode, ainda, ser utilizado nas alterações da pele decorrentes do processo de radioterapia. Apoia a redução do escurecimento da pele provocado por olheiras.

Auxilia na preparação pré-cirúrgica de feridas abertas e na cicatrização da acne, de queimaduras, de eczemas e contra a formação de queloides. Atua na regeneração tecidual, corrigindo escaras decorrentes de psoríase. Quando é 100% concentrado e puro, o óleo de rosa-mosqueta reconstitui integralmente o tecido da pele, porque penetra em suas camadas mais profundas. Além disso, ajuda na hidratação das mãos, dos cotovelos, dos joelhos e dos calcanhares, mantendo a suavidade e a elasticidade da pele desses locais. Ele pode, ainda, ser aplicado nos cabelos ressecados para hidratar, dar maciez e brilho.

Como se usa o óleo de rosa-mosqueta?

O óleo de rosa-mosqueta deve ser aplicado diretamente sobre a pele, massageando a região com movimentos circulares durante cerca de três minutos ou até que ele tenha sido completamente absorvido. São necessárias apenas de três a quatro gotas e a repetição do procedimento duas vezes ao dia. Os resultados de brilho e elasticidade podem ser observados entre quatro e oito semanas. Ele ainda pode ser empregado num creme para ser aplicado no rosto ou sobre as estrias. Porém é sempre aconselhável que um dermatologista oriente o uso e faça o acompanhamento.

Imagem de um botão de rosa aberto na cor avermelhado. O botão está com os galhos cheios de folhas verdes. Entre os galhos um frasco de vidro marrom com tampa branca contendo óleo de rosa-mosqueta.
Monicore / Pixabay

O óleo de rosa-mosqueta pode ser usado como antifrizz para os cabelos, principalmente para aqueles que estão ressecados. Nesse caso, aplique de três a quatro gotas na palma de uma das mãos e esfregue com a outra para aquecê-lo. Espalhe por toda a extensão dos fios e penteie normalmente. Se preferir, adicione de três a quatro gotas no creme para pentear ou no finalizador e aplique como de costume. Para cuidar do couro cabeludo, faça uma umectação com o produto 100% natural, aplicando o óleo nas mãos e massageando bem a raiz dos cabelos. Deixe agir por cerca de duas horas e proceda ao enxágue com abundância de água. Seque naturalmente ao ar livre.

Prepare o seu creme antioxidante para a pele com óleo de rosa-mosqueta

De uma forma segura e natural é possível elaborar um creme antirrugas e usá-lo diariamente no ritual de beleza e proteção à pele, caso você não queira adquirir uma fórmula industrializada, disponível no mercado. Para isso, é fundamental obter a matéria-prima 100% natural em boas lojas do ramo e cuidar da esterilização do recipiente em que o produto será colocado. Contudo, é possível utilizar o óleo de rosa-mosqueta diretamente sobre a pele do rosto. Veja como elaborar o creme:

Você vai precisar de:

5 ml de óleo de rosa-mosqueta; 30 g de cera de abelha; 20 ml de óleo de coco; uma ampola de vitamina E; uma panela para banho-maria; uma panela para a preparação do produto, preferencialmente esmaltada; uma espátula; um pote de vidro com tampa.

Imagem de dois potes de vidro contendo óleo de rosa-mosqueta. Um deles está decorado com uma fita rosa. Eles estão dispostos sobre uma mesa branca de madeira e ao lado flores de rosa-mosqueta na cor branca e rosa decoram todo o ambiente.
Silviarita / Pixabay

Você vai preparar assim:

Em banho-maria coloque na panela o óleo de coco e a cera de abelha. Misture o conteúdo com a espátula até que os dois estejam homogêneos. Desligue o fogo. Adicione o óleo de rosa-mosqueta e a ampola de vitamina E. Misture muito bem. Esterilize o pote de vidro e a tampa em água fervente durante cerca de quinze minutos. Retire o pote e a tampa da água e seque muito bem. Transfira o conteúdo da panela para o pote de vidro e deixe esfriar. Mantenha no refrigerador. Caso você deseje um creme mais espesso, aumente a cera de abelha em 10 g ou retire 10 ml do óleo de coco. Faça o contrário se desejar um creme menos consistente. Pronto! Você terá cerca de 50 g de creme. Aplique no rosto uma vez pela manhã e outra à noite.

Concluindo, notamos que para ter uma pele saudável, sem manchas e jovem, podemos utilizar produtos naturais e acessíveis. Entre eles está o óleo de rosa-mosqueta, um dos queridinhos das celebridades do mundo artístico hollywoodiano e da Duquesa de Cambridge, Kate Middleton. É extraído da semente de frutos da planta rosa-mosqueta, uma das mais pesquisadas cientificamente, sendo um dos mais seguros e populares produtos fitoterápicos.

Você também pode gostar

Com propriedades antioxidantes, cicatrizantes e emolientes, o óleo de rosa-mosqueta atua eliminando manchas e ativando o colágeno, suavizando linhas de expressão e rugas, fortalecendo e proporcionando viço e uma aparência de pele firme, brilhante e descansada. Experimente o óleo de rosa-mosqueta na sua rotina diária de saúde e beleza do maior órgão do corpo humano, aliado à ingestão regular de água. Note os resultados! Fique sempre muito bem com a sua autoestima.

Sobre o autor

Eu Sem Fronteiras

Eu Sem Fronteiras

O Eu Sem Fronteiras conta com uma equipe de jornalistas e profissionais de comunicação empenhados em trazer sempre informações atualizadas. Aqui você não encontrará textos copiados de outros sites. Nossa proposta é a de propagar o bem sempre, respeitando os direitos alheios.

"O que a gente não quer para nós, não desejamos aos outros"

Sejam Bem-vindos!

Torne-se também um colunista. Envie um e-mail para [email protected]