Plantas Medicinais Saúde Integral

Rosa Mosqueta: descubra as propriedades dessa planta medicinal!

Você provavelmente já ouviu falar na rosa mosqueta. Ela é conhecida por vários nomes: rosa selvagem, rosa silvestre, rosa canina, rosa primitiva, entre vários outros apelidos que denominam essa belíssima planta medicinal de origem europeia. Encontrada principalmente na parte central e oriental do continente, ela também pode ser encontrada na América Latina, mais especificamente na região sul do Chile.

Ela é rosada, tem entre 1 a 3m de altura e suas flores possuem poucas pétalas. Mas o que falta em pétalas é compensado pela quantidade de benefícios medicinais e cosméticos. Continue lendo para descobrir os usos dados à rosa mosqueta.

Benefícios

O fruto da rosa mosqueta, por exemplo, tem 40 vezes mais vitaminas do que várias frutas cítricas. As vitaminas A, E, C e K não faltam e funcionam como estimulantes do bom funcionamento do sistema imunológico e antioxidante, atuando no combate dos radicais livres. Sendo assim, listamos abaixo as principais vantagens da rosa mosqueta para a saúde:

  1. Ela é fonte de nutrientes: além das vitaminas, os elementos que compõem o fruto dessa planta são carotenoides, ferro, magnésio, fósforo, cálcio e potássio. Cada um deles possui funções essenciais para o bem-estar do organismo;
  2. Ela ajuda no tratamento do escorbuto: esse nome estranho é uma doença que ocorre quando há pouca vitamina C no organismo, fazendo com que a pessoa fique cansada, com dores, manchas na pele, inchaços, infecções recorrentes e problemas odontológicos. Por ser rica em vitamina C, a rosa mosqueta pode ser um alívio a todos esses sintomas;
  3. Ela é um estímulo diurético: para as pessoas que sofrem com a retenção de líquido, problema que pode causar inchaço no corpo; a planta auxilia incentivando a eliminação de água do organismo através da urina;
  4. Ela tem forte ação antioxidante: a rosa mosqueta também é capaz de combater os radicais livres, elementos responsáveis pela inflamação de várias partes do corpo e também associados ao envelhecimento precoce e ao desenvolvimento de câncer;
  5. Ela é boa para o coração: justamente por combater a inflamação do organismo, ela mantém os vasos sanguíneos intactos e evita o surgimento de problemas cardiovasculares;
  6. Ela melhora o sistema imunológico: como vimos, a quantidade de vitaminas e nutrientes fortalece a proteção do organismo, tornando os glóbulos brancos mais eficientes diante da presença de invasores;
  7. Ela auxilia no tratamento da osteoartrite: alguns produtos à base de rosa mosqueta podem amenizar dores e a rigidez causadas pela doença, que se caracteriza pelo desgaste da cartilagem óssea.

Consumo

Agora que você já conhece todos os benefícios da rosa mosqueta, deve estar se perguntando: “Ok, mas qual é a melhor forma de consumir essa planta medicinal?”.

Frutos de rosa mosqueta em árvore.
Vinzenz Lorenz M / Pixabay

Tudo depende do objetivo que você deseja alcançar com a planta. Aqui estão algumas formas de extrair o melhor que ela pode oferecer:

Extratos: a partir da dilatação dos pétalos, o extrato obtido pode ser usado como colírio anti-inflamatório;

Frutos: o fruto, conhecido como roseira brava, é utilizado na indústria alimentar, na forma de aditivo antioxidante, e faz muito sucesso entre aqueles que procuram maneiras mais naturais de preparo da comida;

Infusões: já as infusões, como o chá de rosa mosqueta, tê efeito direto no sistema imunológico do corpo e no estímulo do metabolismo;

Óleos e cremes: os óleos e cremes, por sua vez, são utilizados para o tratamento de acnes ou cicatrizes. Os primeiros são mais ricos em rosa, já os segundos incluem outros aditivos.

Receitas

Para te ajudar a escolher a melhor opção para incluir a rosa mosqueta na sua vida, separamos abaixo várias receitas muito interessantes que incluem a planta medicinal e são bem fáceis de fazer. Acompanhe:

Chá de rosa mosqueta

Ingredientes:

  • Pó seco de rosa mosqueta
  • Água

Modo de preparo:

  1. Coloque 1 colher de pó seco de rosa mosqueta em uma panela, além de ½ xícara de água;
  2. Cozinhe em fogo lento de 10 a 15 minutos;
  3. Coe e sirva quente.

Loção com óleo de rosa mosqueta

Ingredientes:

  • 80mL de soro fisiológico
  • 1 colher de sopa cheia de gel de babosa
  • 30 gotas de óleo de rosa mosqueta

Modo de preparo:

  1. Retire as pontas, as laterais e a casca da folha de babosa para extrair o gel;
  2. Junte-o com os demais ingredientes em um recipiente, feche-o e chacoalhe até misturar bem;
  3. Lave o rosto e aplique a loção.

Creme de rosto com rosa mosqueta

Ingredientes:

  • 1 pote de 40g de creme hidratante neutro para o rosto
  • 20 a 30 gotas do óleo de rosa mosqueta

Modo de preparo:

  1. Acrescente o óleo no creme hidratante e misture bem;
  2. Aplique no rosto, pescoço, colo e outras regiões onde a pele estiver ressecada.

Hidratante para rosto oleoso com rosa mosqueta

Ingredientes:

  • Gel de babosa ou sérum hidratante
  • 2 a 3 gotas do óleo de rosa mosqueta

Modo de preparo:

  1. Coloque na sua mão a quantidade de gel de babosa que deseja aplicar na pele;
  2. Pingue o óleo na porção escolhida e misture com o dedo;
  3. Aplique no rosto, no colo e no pescoço.

Rosa mosqueta para estrias

Ingredientes:

  • 1 pote de creme hidratante neutro para o corpo
  • 30 gotas do óleo de rosa mosqueta

Modo de preparo:

  1. Acrescente as gotas de óleo no creme e misture bem;
  2. Aplique nas regiões da pele onde houver estrias.
Mulher de olhos fechados com máscara hidratante no rosto
Engin Akyurt / Pixabay

Máscara facial com argila e rosa mosqueta

Ingredientes:

  • 1 colher de sopa de argila branca
  • 1 colher de chá de camomila gelado
  • 1 gota de óleo essencial de rosa mosqueta

Modo de preparo:

  1. Misture todos os ingredientes até formar uma pasta homogênea, mas não muito dura;
  2. Lave o rosto e aplique com movimentos de dentro para fora do rosto;
  3. Deixe agir por volta de 15 minutos e retire com água;
  4. Passe o hidratante de sua preferência.

Contraindicações

Mas, antes de tentar qualquer um dessas receitas, preste atenção em algumas contraindicações da rosa mosqueta! Assim como qualquer medicamento ou planta medicinal, ela pode ter efeitos adversos incômodos, como reações alérgicas, irritações, náuseas, vômito, problemas intestinais, cólicas, cálculo renal, deficiências enzimáticas, dor de cabeça e até dificuldade para dormir.

A recomendação geral é conversar com o profissional de sua confiança antes de iniciar qualquer tratamento terapêutico, já que a interação com outros medicamentos ou doenças pode ter graves consequências. Para quem tem diabetes, por exemplo, essa consulta é imprescindível.

Durante gravidez ou amamentação, não há nenhum estudo que comprove a ação benéfica ou maléfica da rosa mosqueta. Por isso o melhor a fazer é ser evitada, a fim de prevenir complicações.

Pessoas com anemia falciforme também não devem fazer uso da planta medicinal. Aqueles que já sofrem com problemas de coagulação ou que estão às vésperas de uma cirurgia possuem contraindicação, já que a rosa mosqueta contém um composto químico que desacelera o processo sanguíneo.

Você também pode gostar:

Ou seja, a rosa mosqueta, além de uma belíssima flor, também possui diversas propriedades terapêuticas escondidas por trás de suas pétalas e frutos que podem ser extremamente benéficas quando usadas adequadamente. Porém lembre-se sempre de consultar fontes e profissionais confiáveis e jamais comece um tratamento por conta própria.

Outras plantas medicinais

Sobre o autor

Eu Sem Fronteiras

O Eu Sem Fronteiras conta com uma equipe de jornalistas e profissionais de comunicação empenhados em trazer sempre informações atualizadas. Aqui você não encontrará textos copiados de outros sites. Nossa proposta é a de propagar o bem sempre, respeitando os direitos alheios.

"O que a gente não quer para nós, não desejamos aos outros"

Sejam Bem-vindos!

Torne-se também um colunista. Envie um e-mail para colunistas@eusemfronteiras.com.br