Convivendo Faça você mesmo

Acalme seu animal de estimação com óleos essenciais

Eu Sem Fronteiras
Escrito por Eu Sem Fronteiras
Os óleos essenciais aliviam problemas físicos e emocionais, além de harmonizar ambientes. Mas sabia que os óleos essenciais acalmam animais de estimação? Descubra os mais adequados para cada situação e a maneira correta de usá-los.

Todos os animais podem usar óleos essenciais?

Sim, respeitando sempre as orientações do veterinário. Gatos, por exemplo, têm olfato apurado, devido ao órgão de Jacobson, espécie de sistema olfativo.

Indicações

Existem aromas calmantes, estimulantes, anti-inflamatórios, antissépticos, desodorizantes e repelentes. Veja como usá-los nos problemas mais comuns aos pets:

1. Óleo de citronela
Repelir insetos

O óleo de citronela tem ação repelente, antisséptica e desodorizante. Com ele, dá para fazer xampu e água de colônia. Confira as receitas!

Xampu: 100 ml de base de xampu neutro e 22 gotas de óleo de citronela.

  • Quando aplicar: no água do banho, uma vez por semana.

Água de colônia: 20 ml de álcool de cereais, 80 ml de água mineral ou deionizada e 22 gotas de óleo de citronela.

  • Quando aplicar: uma vez por dia na lombar.
2. Lavanda

Medo de trovões e fogos de artifício

Três gotas do óleo essencial diluídas em dez gotas de óleo vegetal de uva ou amêndoas. Massageie a barriga, parte interna das coxas e o peito.

Agitação sexual e presença de animais do sexo oposto

Misture duas gotas do óleo essencial de lavanda, duas gotas do óleo de limão, uma de hortelã-pimenta, dez gotas de manjerona e 15 ml do óleo vegetal carreador. Uma vez por semana, pingue duas gotas na virilha e nas axilas.

Medo de água

Dilua três gotas do óleo de lavanda em 15 gotas de água destilada. Aplique na nuca vinte minutos antes do banho.

Formas de aplicação

Existem vários tipos de aplicação de óleo essencial em animais. Pode ser massagens na coluna, compressas, difusor de coleira, no banho, nas patas e vaporizador de ambiente com álcool de cereais.

O difusor de coleira vem sendo muito utilizado por não ser invasivo. Pingue o número de gotas recomendado pelo veterinário ou fabricante da coleira. Reaplique quando não tiver mais cheiro. Seja qual for o método escolhido, dilua o óleo essencial em óleo vegetal respeitando a dose.

Para aves, jabutis, coelhos e hamsters, a vaporização é o mais indicado. Esses animais têm menor quantidade de sangue e metabolismo rápido, absorvendo o produto com mais facilidade.

Dicas e recomendações

• Não aplique antes de consultar o veterinário;

• O óleo não pode entrar em contato com olhos, nariz e genitais;

• Não use óleo essencial de alecrim, cravo, cedro e cipreste nas fêmeas que estão amamentando;

• Espere 12 horas para expor o pet ao sol após usar os óleos de laranja, bergamota, limão e tangerina;

• Use somente o vaporizador em ambientes em locais com pets de até 8 semanas;

• Óleos de tea tree, canela e cravo devem ser usados apenas com recomendação veterinária;

• Os óleos de hortelã-pimenta e alecrim são proibidos para bichos com epilepsia.

Você sabia que os óleos essenciais trazem benefícios aos animais? Aprenda mais sobre a aromaterapia!


Texto escrito por Sumaia de Santana da Equipe Eu Sem Fronteiras.

Sobre o autor

Eu Sem Fronteiras

Eu Sem Fronteiras

O Eu Sem Fronteiras conta com uma equipe de jornalistas e profissionais de comunicação empenhados em trazer sempre informações atualizadas. Aqui você não encontrará textos copiados de outros sites. Nossa proposta é a de propagar o bem sempre, respeitando os direitos alheios.

"O que a gente não quer para nós, não desejamos aos outros"

Sejam Bem-vindos!

Torne-se também um colunista. Envie um e-mail para [email protected]