Ervas e Chás Nutrição Receitas

Para que serve o gengibre

Eu Sem Fronteiras
Escrito por Eu Sem Fronteiras
Você já deve ter experimentado alguma vez o gengibre, seja num suco ou em algum prato. Quem já provou conhece o sabor apimentado e, ao mesmo tempo, refrescante dessa raiz. Mas você sabia para que serve o gengibre e quais são seus benefícios?

Você também pode gostar de:

Uma rápida história sobre o gengibre

O gengibre é uma raiz tuberosa (assim como a cenoura, a mandioca e o nabo). Pertence à mesma família da cúrcuma (ou açafrão-da-terra).

Foi o explorador veneziano Marco Polo quem levou essa especiaria da Ásia tropical para a Europa. É um tempero muito usado na culinária japonesa e também é base de pratos indianos.

O princípio ativo do gengibre é o gingerol. Além dessa substância, a planta também contém cafeno, felandreno, zingibereno e zingerona. Sua raiz é composta por vitamina B6 e por alguns minerais, como potássio, magnésio e cobre (mas em quantidades não muito significativas).

Gengibre

Para que serve o gengibre?

O gengibre tem várias utilidades, tanto na culinária quanto medicinais. Tem ação anti-inflamatória, antifúngica (ajuda a prevenir caspa e candidíase) e antioxidante, graças ao gingerol (substância ativa na planta), que também tem efeito termogênico, ajudando na aceleração do metabolismo e no favorecimento ao emagrecimento. O gengibre também ajuda a desentupir as vias aéreas.

É muito usado para aliviar cólicas e problemas digestivos (como enjoo, gases e má digestão). É, inclusive, componente de remédios antieméticos (que combatem enjoos) receitados para gestantes.

O gengibre também serve para amenizar dores musculares e articulares. Tem ação cardiotônica e protege as células nervosas contra doenças cardiovasculares.

Gengibre

Mas tome cuidado, porque o gengibre também tem contraindicações

Você já descobriu para que serve o gengibre, mas precisa saber que ele também tem contraindicações, então pode causar efeitos colaterais. Entre as reações adversas, as mais comuns são: dor e desconforto estomacal, azia e diarreia.

Por ser um alimento termogênico, o gengibre não é recomendado para quem sofre com hipertireoidismo, já que essas pessoas já têm o metabolismo acelerado, então podem perder massa muscular. Pelo mesmo motivo (termogênese), o gengibre não é indicado para quem sofre com alguma cardiopatia, já que ele pode causar o aumento da pressão arterial, além de hipoglicemia e taquicardia. Quem tem cálculos biliares também deve evitar o consumo, pois o gengibre aumenta a produção de bile, o que demanda maior trabalho da vesícula biliar.

Embora o gengibre seja ingrediente de medicamentos antieméticos indicados na gestação, existem controvérsias da ingestão por gestantes. Agora que você já sabe para que serve o gengibre e quem deve evitar seu consumo, aproveite os benefícios dessa planta.

Gengibre

Separamos duas superdicas aqui:

Para o resfriado, chá de gengibre! Em uma panela com 200ml de água, ferva 2 a 3 cm de raiz de gengibre por 5 minutos. Coe e deixe esfriar. Você pode beber até 3 vezes por dia. Se preferir, adicione limão e mel.

Para o reumatismo, compressa de gengibre! Rale o gengibre e aplique na região dolorida. Cubra com uma gaze e deixe agir por 20 minutos. Lembrando que esta dica não exclui a consulta ao médico especialista e o tratamento convencional receitado por ele.

Sobre o autor

Eu Sem Fronteiras

Eu Sem Fronteiras

O Eu Sem Fronteiras conta com uma equipe de jornalistas e profissionais de comunicação empenhados em trazer sempre informações atualizadas. Aqui você não encontrará textos copiados de outros sites. Nossa proposta é a de propagar o bem sempre, respeitando os direitos alheios.

"O que a gente não quer para nós, não desejamos aos outros"

Sejam Bem-vindos!

Torne-se também um colunista. Envie um e-mail para [email protected]