Energia em Equilíbrio Meditação

Respiração Ajapa Japa

Eu Sem Fronteiras
Escrito por Eu Sem Fronteiras

A respiração Ajapa Japa é citada na Bhagavad Gita, texto religioso que traz vinte características essenciais para o desenvolvimento espiritual, como a falta de egoísmo e de orgulho. Assim como nas demais meditações, é necessário se concentrar na respiração.

Esta técnica de meditação vale-se do som natural da respiração e consiste na repetição de um mantra, geralmente o SOHAM por ser parecido com o som da respiração e inspiração, mas qualquer mantra poder ser usado. A meditação ocorre da seguinte maneira: o ar entra e você mentalmente emite o som “SO” e, ao sair, o som é “HAM”. O exercício deve ser feito até alcançar relaxamento físico e mental.

A Ajapa Japa leva o indivíduo ao Samadhi, um elevado estado de consciência. Já nos primeiros meses de treino é possível expulsar os medos e outros sentimentos negativos da mente que causam doenças mentais e físicas.  

Como praticar a Ajapa Japa?

Se não puder praticar a respiração Ajapa Japa duas vezes ao dia, faça apenas durante a noite. Esta técnica de meditação é a porta de entrada, devido sua facilidade. Veja como praticar:

  • Sente-se confortavelmente e mantenha a coluna ereta;
  • Feche seus olhos, deixe o corpo relaxado e diga mentalmente: “Durante toda a prática me mantenho no presente, no aqui e no agora”;
  • Concentre-se na respiração e mantenha sua atenção no meio do peito. Você deverá inspirar e respirar por lá;
  • Quando inspirar, emita mentalmente o mantra “SO”;
  • Quando expirar, emita mentalmente o mantra “HAM”.

Você já conhecia a respiração Ajapa Japa? O que achou dela? Quando começar a praticá-la, divida sua experiência conosco.


Texto escrito por Sumaia de Santana Salgado da Equipe Eu Sem Fronteiras

Sobre o autor

Eu Sem Fronteiras

Eu Sem Fronteiras

O Eu Sem Fronteiras conta com uma equipe de jornalistas e profissionais de comunicação empenhados em trazer sempre informações atualizadas. Aqui você não encontrará textos copiados de outros sites. Nossa proposta é a de propagar o bem sempre, respeitando os direitos alheios.

"O que a gente não quer para nós, não desejamos aos outros"

Sejam Bem-vindos!

Torne-se também um colunista. Envie um e-mail para [email protected]