Convivendo

Água, símbolo da espiritualidade e da vida

Água caindo em mãos brancas.
blueaperture15 / 123rf
Escrito por Flávia Rebouças

Certamente você já se deparou com a utilização da água como um recurso para a saúde física e espiritual. Água que banha, cura, provê nosso sustento, presente em muitos mitos e essencial à vida.

Um dos indícios de existência de vida na exploração de outros planetas envolve a presença da água, por ser um recurso essencial.

A ciência já realizou inúmeros estudos sobre a água e seu poder preventivo e curativo. Desde medidas simples, como a sua utilização em compressas quentes ou frias, passando pela indicação de banhos em águas termais para alívio de dores até sobre nossa necessidade de ingestão para o bom funcionamento do corpo — a água que bebemos é essencial para a realização de funções químicas.

Em 2015, no Brasil, tivemos um evento dedicado à água chamado “Água e espiritualidade”. Esse evento ocorre a cada três anos, sendo sediado em diversos países; por aqui tivemos o 8º Fórum Mundial.

Símbolo da espiritualidade e da vida, o emprego acontece de várias formas. Sendo algo cultural, sua percepção ganha aspectos variados, incluindo o uso religioso, desde a Antiguidade, estando vinculada ao sagrado.

Assim temos as águas usadas em credos, seja para as cerimônias de batismo, seja para oferta de fluidos, pela água fluidificada.

Como utilizar os benefícios da água?

Você pode fazer uso da água e usufruir dos seus benefícios em sua própria casa. Identifique uma das formas com que mais se identifica.

Mulher branca numa banheira com flores.
Hanna Postova / Unsplash

No banho:

  • No chuveiro utilize a água com técnicas de meditação;
  • Banho de ervas ou aromas;
  • Em conjunto com óleos essenciais.

A meditação pode ser realizada no banho, aproveitando o momento para sua autopercepção e acolhimento. Enquanto a água escorre pelo seu corpo, de olhos abertos ou fechados deixe-se sentir a sensação da temperatura, lhe trazendo conforto. Sinta que a água retira pensamentos negativos e lhe acalma.

É um bom momento para realizar sua ancoragem no momento presente, diminuindo a ansiedade do pensamento muito voltado ao futuro; situações que ainda não aconteceram, mas que podem ser fonte de estresse por não termos as rédeas das variáveis da vida.

O uso de ervas e aromas também é benéfico. Coloque uma música de que goste para tornar a experiência mais significativa.

De acordo com estudo científico publicado pela Universidade do Oeste Paulista em 2018, o banho com a erva picão-preto, associado à sua ingestão, tem efeitos protetores do fígado, rins e intestino.

A aromaterapia oferta relaxamento, além de restaurar suas energias. Uma delícia repleta de benefícios, com a utilização de plantas, como a lavanda para a insônia e estresse ou ainda para se energizar, com café moído ou hortelã.

Os óleos essenciais, também pela aromaterapia, podem ser uma boa opção. A indicação é pautada pelo objetivo de uso, seja para acalmar, com efeitos para melhoria da respiração, energizar ou ainda com funções afrodisíacas. Para escolher um óleo essencial é importante verificar antes se não tem alergia, fazendo um teste com uma pequena gota em uma área pequena de seu corpo e seguir as recomendações de uso. Mas caso prefira, você pode utilizar o óleo colocando algumas gotas no chão do banheiro. Com o calor do banho, o óleo evapora e exala o aroma no ambiente.

Utilizando uma bacia:

  • banho de assento;
  • escalda pés.

Os banhos de assento são uma técnica antiga, feita pela imersão em água morna, na posição sentada, cobrindo apenas as nádegas e o quadril em bacia ou em louça sanitária apropriada.

A Univás, Universidade do Vale do Sapucaí, publicou um artigo em 2016 sobre os banhos de assento e suas recomendações com uso de plantas medicinais e fitoterápicas. Geralmente o uso é recomendado para doenças genitais e infecções. Sua utilização deve ser discutida com seu médico, como tratamento em conjunto com a orientação que for indicada pelo profissional.

Pés brancos na água com flores.
Rune Enstad / Unsplash

O escalda pés pode ser feito com 2 litros de água. Após ser fervida e alcançar a temperatura morna, a ela são adicionados ingredientes como sal grosso, óleos essenciais, plantas ou ervas medicinais de sua preferência. Se desejar aproveitar o momento para massagear os pés, é uma excelente ideia! Coloque no fundo da bacia ou recipiente que utilizar para seu escalda pés bolinhas de massagem ou de gude. As bolinhas de massagem você encontra em farmácias ou lojas de artigos para a saúde. Assim estimulará os pontos de tensão, técnica da qual a reflexologia faz grande uso.

Fluidificação da água:

  • Cromoterapia;
  • Mentalização;
  • Em conjunto com uma prece.

Quer fluidificar sua água? Escolha qual das técnicas prefere. Na cromoterapia a utilização das cores está ligada aos benefícios que a pessoa deseja, como melhorar a ansiedade, acalmar e outros.

Para a técnica se acondiciona a água mineral em garrafas de vidro coloridas, deixando o líquido ao sol por 30 minutos para potencializar sua ação vibracional.

A cor azul é indicada para a insônia e dores de cabeça, por exemplo. A verde para promoção de paz e saúde como um todo. Se busca otimismo, a amarela é a cor propícia para uso. O alerta é quanto à cor vermelha, que, de acordo com a cromoterapia, deve ser utilizada com cautela. Para saber mais, indico um profissional para lhe orientar melhor, individualizando seus objetivos.

Como na fluidificação as vibrações são emanadas e a água é um meio em que repercutem muito bem, você pode fazer uma mentalização ou prece também.

Tudo ao nosso redor é energia, utilize a sua. A água é receptiva. É um processo mental, não necessita seguir nenhum roteiro, mas entregar sua energia própria, pelo uso do pensamento.

Faça sua experiência, compartilhe sua opinião dos benefícios que já experimentou, depois de saber o quanto a água é saúde para o corpo e mente.

Fonte: https://www.unoeste.br/noticias/2018/3/banho-de-picao-preto-associado-ao-cha-gera-melhores-efeitos

http://www.univas.edu.br/mpcas/egresso/publicacao/2016102022681842740937.pdf

Sobre o autor

Flávia Rebouças

Minha paixão é compreender e pesquisar sobre nós, seres humanos. Acredito na visão holística, que considera o todo, nesta minha jornada. Na saúde, visão holística significa considerar todas as formas de tratamento para buscar a melhora ou cura.

Minha primeira formação, como publicitária, permitiu-me olhar as necessidades humanas como meios de vendas de produtos e serviços. Foi o início de descobertas que foram aumentadas pouco a pouco com especializações e cursos fora da publicidade.

Hoje sou psicanalista, psicopedagoga, instrutora de mindfulness, terapeuta integral e graduanda em nutrição. Anos de aprimoramento para alcançar um entendimento integral das relações entre comportamento e saúde mental e física.

Para resumir minhas atuações, utilizo uma frase minha: consciência e conhecimentos mudam histórias. E para melhor! Esse, creio ser o objetivo de todos nós, como seres em construção.

Nesse processo profissional das percepções do ser humano, foco em psique, comportamento, formas de aprendizagem e dificuldades, comunicação e expressão.

Resumindo minhas experiências, pelas capacitações, além da psicanálise, da psicopedagogia e da terapia integral:

— Mindfulness pelo IPq do HCFMUSP (Faculdade da Universidade de São Paulo);

— Reabilitação neuropsicológica em adulto e idoso — Albert Einstein;

— TAC em ambiente hospitalar, pelo IPq do HCFMUSP (Escola de Excelência);

— PENNSA – Programa especializado em neuroaprendizagem;

— Pós-graduação em nutrição neuropsiquiátrica, farmacologia aplicada à nutrição e outras.

Nossas experiências, quando acolhidas e bem interpretadas, são fontes de liberdade, em vez de obstáculos. Quando temos consciência das necessidades de mudança e rumamos em direção aos objetivos, refazemos e ressignificamos o passado, abrindo as portas para um futuro todo, que nos aguarda a qualquer tempo. Bem-vindos a este espaço!

Email: [email protected]
Site: conectarecorpoemente.com.br
Instagram: @nutricao_maisconsciente