Arteterapia Saúde Integral

Arteterapia e o desapego das infelicidades e ressentimentos passados

Celso de Godoy Junior

Diante do cotidiano diário e inúmeros acontecimentos, responsabilidades e respectivos complexos pessoal, um novo cliente procurou-me em Arteterapia, em busca de apaziguar e equilibrar algumas das suas supostas magoas, dificuldades passadas. Além disso, necessita de estímulos motivacionais, para crer e se direcionar a novas oportunidades em sua Vida.

Feito esta triagem, o profissional realizou diversas pesquisas, estudos e produziu um projeto, seqüência de propostas Arteterapeuticas, com o objetivo de ajudá-lo sucessivamente em suas dificuldades e necessidades atuais.

Após algumas semanas, encontros com atividades terapêuticas, foi possível criar vínculos com o participante e acesso ao seu “eu interior”, com o propósito de explorar e resignificar os seus sentimentos de Paz, Amor, Segurança […].

Seguido dessas propostas, realizamos uma atividade expressiva, com o fim de se desprender das tristezas e ressentimentos anteriores, em que o mesmo teve e lhe tem causado certas perturbações atuais.

De acordo com então, iniciamos a atividade, com a leitura da história: A lata de sentimentos – Mônica Guttmann.

Nesta, conta-se sobre uma Vila, em que muitos dos seus moradores, sentem vários sentimentos ruins, como: a inveja, a raiva, o ciúmes, a vergonha entre outros. E na mesma Vila, tem um morador vilão, que se diz solucionador das dificuldades alheias, instruindo as pessoas, para lhe contarem e sempre se lembrarem dos seus problemas, que assim as coisas se resolveriam naturalmente.

Crentes nele, cada morador o procurava e contava-lhe tudo o que estava sofrendo e viviam remoendo essas suas lembranças negativas.

Assim, os dias foram se passando, mas os moradores daquela Vila, não conseguiam se livrar dos seus problemas e quanto mais se lembravam, ficavam ainda piores.

Porém, um dia eles ficaram sabendo que a Vila seria visitada por um sábio artista e que ele iria ajudá-los a aprenderem a solucionar os seus problemas.

Ao saberem disso, todos os moradores ficaram muito ansiosos e felizes. E quando a noite chegava, ao surgir o brilho das estrelas, ele chegou, trazendo grande admiração e simpatia a todos.

Depois de conversarem por um longo tempo, o sábio artista explicou com muita atenção e carisma aos moradores, como se livrar, resolver os seus problemas, ocorridos no passado, através da aceitação, reconhecimento destes males e mudança de comportamentos, atitudes que somem potenciais otimistas, conseguindo encará-los e pouco a pouco resignificar, superar as tristezas passadas: paciência e determinação para deixar de ser ansioso e se tornar uma pessoa mais calma e atenciosa, equilíbrio e paz para aceitar aquilo que não deu certo ou que não tenha se saído melhor em certas experiências passadas, entre outras.

Assim, ele ensinou a cada um, que além reconhecer os nossos males, temos que gradualmente mudar as idéias, para ações que transformem essas forças negativas em potenciais ao seu próprio favor, gerando sabedoria e conquistas na solução desses.

Logo em seguida, ele foi embora e todos os moradores se despediram com muita alegria e esperançosos há dias melhores em sua Vida, de seus familiares e amigos.

Com o término da história, conversamos um pouco sobre o entendimento e ensinamentos que ela trouxe.

Após, o Arteterapeuta, entregou alguns materiais ao participante e explicou como fazer a proposta expressiva deste dia.

Enquanto ele manuseava os materiais, recortando cada detalhe dos seus corações de papel, o Arteterapeuta orientava-o, que ao longo dos seus recortes, ele imaginasse se libertar das suas lembranças ruins, através de soluções pacifica e aprendizagens com as mesmas. E que, por meio da sua determinação e cautela ao resolver os seus problemas, tende a gerar mudanças e inovações em sua Vida, beneficiando-se com novas oportunidades de alegria, amor e sucesso em suas experiências em geral.

Terminado os trabalhos artísticos, o participante demonstrou estar mais tranqüilo e confiante em suas expectativas futuras.

Para finalizar, ouvimos a música:

Volta por cima – Maria Bethânia

Reconhece a queda e não desanima,

Sacode a poeira e dá a volta por cima […]

Todos os personagens da história, fazem parte de cada um de nós:

O sábio artista é aquele nosso lado mais criativo e corajoso que deseja crescer, enfrentar e transformar as coisas. Aquele nosso lado que aceita que ninguém é perfeito e que todos temos algo para ser melhorado!

O morador vilão é aquele nosso lado medroso, que tem medo de olhar as coisas de frente e prefere deixar tudo como está, sem mudar nada!

Fica a dica:

Onde quer que esteja,

Seja o que for que deseje almejar beneficamente,

Com amor,

Tudo se ilumina e vêem ao seu encontro.

Arte com terapia, em busca de melhores reflexões e ativação, inovação de elementos saudáveis ao Ser humano.

Oficina de Arteterapia, facilitada por Celso G. Jr.


Referencias Bibliográficas

Associação de Arteterapia do Rio de Janeiro. A arte conduzindo ao sagrado: Estudos em Arteterapia, vol. 4. Rio de Janeiro – Ed. Wak, 2015.

JUNG, C. G. O homem e seus símbolos. Rio de Janeiro: Nova Fronteira, 2008.

KAUARK, F. Motivação no ensino e na aprendizagem: competências e criatividade na prática pedagógica. 2 ed. Rio de Janeiro: Editora Wak, 2011.

ORMEZZANO, G. Educar com Arteterapia: propostas e desafios. Rio de Janeiro. Ed. Wak, 2011.

Sobre o autor

Celso de Godoy Junior

Celso de Godoy Junior

Atua há mais de dez anos na área da educação e gestão de pessoas, é escritor, terapeuta, palestrante e gestor de treinamento de liderança pessoal e profissional. Possui mais de dois anos de experiência como professor de graduação de pedagogia, pós em arteterapia e psicopedagogia.

Paralelamente às suas inúmeras experiências sociais, em escolas, profissionalmente e demais conflitos humanos (falta de interesse nos estudos, nos trabalhos, desrespeito aos outros profissionais e desmotivações entre ambas as partes), realiza projetos com palestras educacionais em instituições do ensino básico, superior e empresarial. Enfatiza a suma necessidade do desenvolvimento de um novo olhar sensitivo à iniciativa e à resiliência individual, por meio do cultivo da empatia e da humanização recíproca. Orienta cada professor, estudante e colaboradores do meio corporativo à conscientização em suas ações, reações e obtenção de melhores resultados em suas experiências de vida.

Telefone e WhatsApp: 11 99604-7018
Facebook: Celso G. Jr
E-mail: [email protected]

Ateliê terapêutico: em Bragança Paulista-SP