Energia em Equilíbrio Florais de Bach

Como os Florais de Bach podem auxiliar a evolução humana

Tereza Gurgel
Escrito por Tereza Gurgel

O sofrimento é mensageiro de uma lição, a alma manda a doença para nos corrigir, nos botar no caminho de novo. O mal nada mais é do que o bem fora do lugar.

– Dr. Edward Bach

Além da classificação das essências em sete grupos maiores, o Dr. Bach aprimorou o sistema, buscando na Natureza essências que auxiliariam de maneira eficaz a própria evolução do ser humano. Desta maneira, o sistema de florais do Dr. Bach foi além da cura das mazelas humanas, trazendo a possibilidade de desabrochar todas as nossas potencialidades.

Segundo o Dr. Bach, o ser humano saudável é o indivíduo que respeita sua natureza interna e convive harmoniosamente com a natureza externa, vivenciando a conexão entre a matéria (seu eu físico e o mundo tridimensional) em harmonia com o Eu Superior (parte sutil e elevada do seu ser). Desta maneira, a personalidade de cada um deve ser tratada, corrigindo-se o desequilíbrio emocional do campo energético de cada um. A doença é resultado do conflito da alma e da personalidade.

Assim, temos a classificação seguinte das essências florais em três tipos fundamentais:

  1. Essências curadoras
  2. Essências auxiliares
  3. Essências complementares
Essências curadoras

De acordo com as características físicas, emocionais e comportamentais dos seres humanos, o Dr. Bach classificou-os em 12 tipos e associou uma essência específica para cada um, para que pudessem cumprir sua missão de vida lidando melhor com suas próprias virtudes e defeitos.

Estas essências atuam de forma muito profunda, trazendo um forte poder de transformação, resgatando a maneira de ser natural e oferecendo um estado de ânimo positivo ao indivíduo:

  1. Impatiens – proporciona ritmo e perdão.
  2. Mimulus – segurança e empatia.
  3. Clematis – foco e ancoramento.
  4. Agrimony – paz interior.
  5. Chicory – amor incondicional.
  6. Vervain – respeito à opinião alheia.
  7. Centaury – força e poder interior.
  8. Cerato – confiança na intuição.
  9. Scleranthus – determinação.
  10. Water Violet – envolvimento e serviço ao próximo.
  11. Gentian – perseverança.
  12. Rock Rose – coragem.

É interessante notar que esta classificação foi utilizada pelo astrólogo Peter Damian, levando em conta as características dos doze signos astrológicos e relacionando uma essência curadora para cada um.

Essências auxiliares

shutterstock_149331416 Continuando suas pesquisas, o Dr. Bach nota que muitas pessoas continuavam com as mesmas queixas e não mudavam seu jeito de ser. Verificou que, para estas pessoas, as lições de vida eram situações muito difíceis e penosas, e em vez de serem vivenciadas como chances de aprendizado, acabavam deixando-as desestabilizadas. Para se protegerem, essas pessoas fogem das situações difíceis, criando mecanismos de defesa, impedindo assim sua própria evolução.

Para derrubar estes mecanismos de defesa, o Dr. Bach criou as essências auxiliares, de acordo com as respostas emocionais crônicas às experiências de vida e que devem ser usadas nos momentos em que ocorre a estagnação durante um tratamento:

  1. Gorse – traz de volta o otimismo.
  2. Oak – traz a consciência dos limites físicos e emocionais.
  3. Heather – torna a pessoa atenciosa e cooperativa.
  4. Rock Water – traz autorrealização e flexibilidade.
  5. Vine – desenvolve a liderança positiva.
  6. Olive – resgata a vitalidade.
  7. Wild Oat – clareia o rumo, o propósito de vida.
Essências complementares

As essências complementares possibilitam à pessoa reerguer-se e reatar a conexão com seu Eu Superior, obedecendo a sua individualidade e continuando seu processo evolutivo:

  1. Cherry Plum – serenidade e clareza.
  2. Elm – aceitação das responsabilidades.
  3. Aspen – calma e tranquilidade.
  4. Beech – perfeita tolerância.
  5. Chestnut Bud – autoconsciência e observação de si mesmo.
  6. Hornbeam – força interior.
  7. Larch – autoconfiança.
  8. Walnut – liberdade para mudar.
  9. Star of Bethlehem – paz , consolo.
  10. Holly – Amor e bondade.
  11. Crab Apple – Autoestima equilibrada.
  12. Willow – perdão e autorresponsabilidade.
  13. Red Chestnut – confiança nos outros.
  14. White Chestnut – mente tranquila.
  15. Pine – aceitação adequada das responsabilidades.
  16. Mustard – estabilidade e alegria de viver.
  17. Honeysuckle – viver o tempo presente.
  18. Sweet Chestnut – fé em encontrar consolo sempre.
  19. Wild Rose – entusiasmo e vitalidade.

Desta maneira, além de tratar nossos desequilíbrios e proporcionar nossa liberdade emocional, os Florais de Bach nos auxiliam a entrar em contato com o principal objetivo da vida, a realização de nossa verdadeira missão neste planeta.


Fontes

“Tratado de Medicina Floral” – Ma. Cristina N. G. dos Santos – Madras Editora Ltda. – São Paulo – 1990.

“As Classificações das Essências Florais do Dr. Bach”. Disponível em: <http://gruposernatural.blogspot.com.br/2012/10/as-classificacoes-das-essencias-florais.html>.

Syntonia Alternativa – Manual Básico de Florais de Bach <http://www.syntonia.com/textos/textossaude/textosflorais/manualdeleonardo.htm>.

Sobre o autor

Tereza Gurgel

Tereza Gurgel

Formada em Psicologia (F.F.C.L. São Marcos - SP). Filiada à ABRATH (Associação Brasileira dos Terapeutas Holísticos) sob o número CRTH-BR 0271. Atua na área Holística com Reiki, Terapia de Regressão e Florais de Bach. Mestrado em Reiki Essencial Metafísico e Bioenergético Usui Reiki Ryoho, Shiki, Tibetano e Celtic Reiki. Ministra cursos de Reiki e atende em São Paulo (SP).

E-mail: [email protected]
Telefone: 11 987728173
Site: mtgurgel.wixsite.com/mundoholistico
Skype: tk.gurgel