Energia em Equilíbrio

A experiência de sonhar fora do corpo: EFC e sonho lúcido

Mulher deiatda na cama dormindo ao lado de uma cadeira com planta
cottonbro / Pexels
Escrito por Eu Sem Fronteiras

Alguma vez você já viveu uma situação tão inusitada e tão estranha que só conseguia pensar “Eu devo estar sonhando”? Ou então pediu a uma pessoa que te beliscasse para ter certeza de que algo que você estava vivendo era realidade? Nessas situações, normalmente estamos acordados, apenas ficamos espantados com algo que não parece real.

Mas você sabia que é possível estar dentro de um sonho e ter consciência disso? Você já deve ter reparado que, até nos sonhos mais estranhos, temos dificuldade para perceber que o que está acontecendo não é de verdade, porém algumas pessoas conseguem fazer essa diferenciação.

Sonhos lúcidos são aqueles nos quais a pessoa que está sonhando é capaz de identificar que está em um sonho e, a partir disso, consegue controlar o que irá acontecer a seguir. Nesse caso, ela não pede para ser beliscada, mas tem certeza de que está vivenciando algo que o próprio cérebro criou.

Se você nunca passou por essa experiência, ou se ela é frequente no momento em que você vai dormir, leia os tópicos a seguir e aprenda tudo sobre a experiência de ter sonhos lúcidos! Você vai se encantar com esse novo universo que pode ser desvendado com a cabeça no travesseiro!

O que significa ter sonhos lúcidos?

Os sonhos lúcidos acontecem na fase mais profunda do sono, chamada de sono REM (sigla em inglês para “movimento rápido dos olhos”) e que se manifesta momentos antes de uma pessoa acordar.

Então a experiência de estar consciente do próprio sonho significa que você está entre o seu sono mais profundo e o seu momento de acordar, e que seu cérebro está passando por um processo diferente do convencional.

Durante os sonhos lúcidos, a parte do cérebro que é responsável pelo processamento de informações visuais trabalha a todo vapor. É por isso que, durante um sonho lúcido, é possível visualizar o que está acontecendo com precisão e até acrescentar mais imagens ao seu sonho.

Outra região do órgão que apresenta um funcionamento diferente daquele das pessoas que não estão passando por essa experiência é a parte frontal. Nela ocorrem a tomada de decisões, o desenvolvimento da linguagem e a autoconsciência.

O que significa sonhar que está fora do corpo?

Homem aparentando estar levitando no meio de uma rua.
Gladson Xavier/ Pexels

Quando estão dormindo e sonhando, muitas pessoas podem ter a sensação de que, em um determinado momento, saíram de seus corpos. Algumas podem interpretar que essa experiência é apenas um sonho, mas nem sempre é assim.

Na verdade, sentir que você está fora do seu corpo enquanto está dormindo pode não ser um sonho. Há um fenômeno chamado experiência fora do corpo (EFC), que pode acontecer enquanto uma pessoa está dormindo. Por meio desse fenômeno, um indivíduo consegue se dissociar do corpo físico, atingindo um plano astral. Isso pode acontecer de forma consciente ou não.

Quando a EFC é inconsciente, ou seja, quando uma pessoa não sabe que está dissociada do corpo físico, ela pode ter sonhos e pesadelos enquanto dorme, o que acontece para qualquer um.

Se a EFC é semiconsciente, no entanto, ocorre o sonho lúcido, no qual uma pessoa tem consciência de que está sonhando e não tem controle sobre o próprio corpo físico, porque ainda está dormindo.

Em um último caso, a EFC ocorre de forma consciente, no caso de uma pessoa que tem estudo e preparação para atingir outros planos astrais e separar-se do corpo físico, mesmo estando viva e acordada.

Diferenças entre o sonho lúcido e sonhar que está fora do corpo

Como vimos anteriormente, ter um sonho lúcido pode ser uma experiência fora do corpo semiconsciente. Aprendemos também que o que chamamos de sonhar que está fora do corpo não é exatamente um sonho, mas uma dissociação de quem somos dos nossos corpos físicos.

Tendo isso em mente, observa-se que as diferenças entre um sonho lúcido e sonhar que está fora do corpo são poucas. A primeira delas é que a EFC pode ocorrer mesmo se uma pessoa não estiver dormindo (EFC consciente), desde que ela já tenha treinamento para isso, estando plenamente consciente da dissociação que promoveu.

Mulher negra caindo numa piscina roxa.
Bruce Christianson / Unsplash

Outra diferença é que a EFC pode ocorrer sem que uma pessoa se dê conta disso (EFC inconsciente), ao passo que o sonho lúcido parte do pressuposto de que esse indivíduo está consciente do fenômeno que aconteceu.

Como fazer para ter um sonho lúcido?

Se você quer ter um sonho lúcido e controlar o que vai acontecer no cenário que a sua mente criou, existem algumas atitudes que pode tomar. É importante que você continue tentando, mesmo se não der certo na primeira vez, porque só assim o seu cérebro estará treinado para esse evento.

A primeira medida que você pode adotar é acrescentar mais vitamina B6 à sua alimentação. Consumida sem exageros, ela pode ativar o funcionamento do seu cérebro enquanto você estiver dormindo, proporcionando sonhos lúcidos. Os principais alimentos que apresentam esse composto são pão e arroz integrais, leite, aveia, gema de ovo, alho, limão, abacate, banana e batata.

Estando a sua alimentação já em dia, há uma série de atividades que você pode acrescentar ao seu cotidiano. Veja só! Coloque um despertador para meia hora antes do horário em que você acorda. Sem levantar-se, comece a lembrar-se do que você sonhou e concentre-se nisso. Volte a adormecer, e então retornará para o sonho que teve, conseguindo controlá-lo.

Escrever um diário de sonhos é uma boa técnica para lembrar-se do que sonhou e retornar para cada um deles em outras noites. Com isso, você ainda irá exercitar a sua imaginação, o que tornará o sonho lúcido ainda mais simples de ser alcançado e transformado.

Reduzir o uso de aparelhos eletrônicos é outra medida essencial para que os sonhos lúcidos aconteçam quando você estiver dormindo. Esse tipo de instrumento pode retardar o processo de descanso do seu cérebro, principalmente se for utilizado com muita frequência ou logo antes de adormecer. Dê mais tempo para o seu corpo descansar!

Pratique as dicas que separamos pelo tempo que for necessário, e, quando você menos esperar, o seu corpo irá te presentear com um sonho lúcido, no qual você poderá fazer tudo aquilo que sempre sonhou, sem os limites do seu corpo físico.

É comum conseguir controlar os sonhos?

Um estudo de 1988 referenciado pela revista “Galileu” e pelo Portal R7 apresentou um dado interessante. Naquela época, 20% das pessoas entrevistadas tiveram um sonho lúcido por mês. No entanto, 50% delas disseram que só passaram por uma experiência desse tipo uma vez na vida.

Um dado de 2017, divulgado pela UFRN (Universidade Federal do Rio Grande do Norte), aponta que, entre mais de três mil pessoas entrevistadas, 77,2% delas já tiveram um sonho lúcido, que conseguiram controlar. Então podemos concluir que esse fenômeno é comum, embora aconteça de forma imprevisível.

Benefícios dos sonhos lúcidos

Os sonhos lúcidos são positivos para uma pessoa, não só porque permitem que ela faça coisas que o corpo físico a impede – como voar, por exemplo –, mas também porque eles podem auxiliar em muitos fatores da vida dela.

O primeiro deles é a tomada de decisões. Ao viver uma situação imaginada, quando nada de mal pode acontecer de verdade com um indivíduo, ele tem a possibilidade de testar diferentes resoluções para um problema, imaginando qual se aplica melhor ao que ele está enfrentando. Ao acordar, será mais fácil usar a própria criatividade para lidar com uma crise.

Além disso, um benefício notável dos sonhos lúcidos é a possibilidade de interromper um pesadelo. Se você estiver passando por uma situação que parece impossível de acontecer, provavelmente você está sonhando. Tomando consciência disso, você pode reverter o cenário que foi elaborado pela sua mente e então moldar esse sonho a uma nova experiência, mais positiva.

O último benefício dos sonhos lúcidos é que a pessoa que passa por eles chegará a um ponto no qual será capaz de revisitar traumas e situações que lhe causam ansiedade, depressão ou quaisquer outros sentimentos negativos. Em vez de olhar para elas com tristeza ou raiva, ela terá a chance de adotar uma nova perspectiva sobre o evento, tendo um meio diferente para superá-lo e processá-lo ao acordar.

Mulher branca de olhos fechados no topo de um prédio.
Joshua Rawson-Harris / Pexels

Ter um sonho lúcido pode ser difícil para uma pessoa que nunca passou por uma experiência como essa, mas não é impossível. Com as nossas dicas e muito treino, você vai entender que controlar os seus sonhos é uma maneira positiva de viver a vida, imaginar e desenvolver soluções para os seus problemas. Pratique mais a cada dia e abra-se para esse novo e incrível universo dos sonhos lúcidos!

Sobre o autor

Eu Sem Fronteiras

O Eu Sem Fronteiras conta com uma equipe de jornalistas e profissionais de comunicação empenhados em trazer sempre informações atualizadas. Aqui você não encontrará textos copiados de outros sites. Nossa proposta é a de propagar o bem sempre, respeitando os direitos alheios.

"O que a gente não quer para nós, não desejamos aos outros"

Sejam Bem-vindos!

Torne-se também um colunista. Envie um e-mail para colunistas@eusemfronteiras.com.br