Nutrição Nutrição Energética

Diabetes e a digestão “emocional”

Juliana Luz
Escrito por Juliana Luz

Diabetes Mellitus é uma doença caracterizada pela elevação da glicose no sangue (hiperglicemia). É considerada Epidemia Mundial pela OMS (Organização Mundial da Saúde). 

Diversos são os fatores que podem desencadear o aparecimento da doença. Hábitos alimentares pouco saudáveis, falta de exercícios físicos e fatores hereditários têm grande importância no aparecimento da Diabetes. Neste artigo, vamos abordar as questões emocionais que também podem servir como gatilhos para o surgimento da doença.

Para a nutrição energética, o fator emocional ligado ao diabetes é a própria falta de “doce” na vida, a perda de um ente querido ou de um emprego, o rompimento de um relacionamento, frustrações ou decepções, enfim, todos os sentimento que nos trazem um certo “amargo” por um período. Todos nós, definitivamente, em algum momento da vida iremos nos defrontar com essas situações, o importante é o tempo que permanecemos nesta fase pouco doce e ainda como cuidamos dos efeitos colaterais deste período. Os pontos energéticos que mais precisam ser fortalecidos durante e pós essas situações são: o cardíaco (ver artigo já escrito – maracujá e baunilha) e o ponto energético do plexo solar.

No coração, é onde acontece a real aceitação da situação, em um nível mais profundo. Porém, antes é preciso que ocorra a digestão emocional da situação, é na região do plexo solar que encontramos diversos órgãos envolvidos na digestão dos alimentos (estômago, fígado, pâncreas e vesícula biliar), do ponto de vista energético a digestão “emocional” também é realizada nesta região, não é à toa que sentimos um frio na barriga quando recebemos uma notícia pouco agradável, assim como um bolo no estômago quando alguma situação não foi digerida.

A nutrição energética atua com dois alimentos para a desintoxicação deste ponto energético: o limão e o abacaxi. O limão auxilia no processo de limpeza dos órgãos desta região, que possam estar sobrecarregados de energia, o limão purifica o amargo que nada mais é do que a raiva, o medo e a falta de entendimento, já o abacaxi auxilia na quebra dos nódulos de energia, amenizando a sensação de que algo está entalado. Este processo de limpeza e digestão é de extrema importância para que a energia não fique estagnada e que venha comprometer o fluxo deste ponto energético. Obviamente a diabetes emocional está associada com aqueles que já possuem pré-disposição para o desenvolvimento da doença, porém, ao longo do tempo, a falta do “doce na vida” pode trazer outras manifestações físicas como depressão, ansiedade, estresse e até mesmo síndrome do pânico.

Leve o tempo que precisar, mas não deixe de “digerir” suas tristezas e frustrações.

Suco para a digestão emocional:

– 1 fatia de abacaxi (procure os mais azedos); 
– Suco de 1 limão verde; 
– 3 folhas de hortelã fresco (para refrescar a raiva); 
– 100ml de água filtrada. 

Bata os ingredientes no liquidificador e tome em jejum logo após o preparo.

 

Sua opinião é bem-vinda, sempre que colocada com a educação e o respeito que todos merecem. Os comentários deixados neste artigo são de exclusiva responsabilidade de seus autores e não representam a opinião deste site.

Sobre o autor

Juliana Luz

Juliana Luz

Nutricionista, terapeuta holística e astróloga. Atende em consultório com aconselhamento terapêutico, é facilitadora de cursos de gastronomia saudável, nutrição energética, autoconhecimento e círculos de mulheres, sendo uma das idealizadoras do projeto “Lua Azul - Despertar do Feminino”.

Pioneira em Nutrição Energética no Brasil e uma das sócias da empresa Cozinha da Iaiá – Geleias Terapêuticas .

Difunde a ideia de que o alimento nutre, não somente o corpo físico, como também fortalece a alma, por meio do equilibro físico, emocional e energético.

Contatos:

E-mail: [email protected]
Facebook: Cozinha da Iaiá | Julliana luz
Instagram: @cozinhaiaia
Celular : 11 9 9951 3398 (WhatsApp)
Site: www.nutricaoenergetica.com.br (Em breve)