Autoconhecimento

Expressando a gratidão

Concept of praying and consideration. Headshot of strong featured African woman with shaggy hair closed eyes clasping her hands in meditation and prayer thinking about peace gratitude and Universe
Eu Sem Fronteiras
Escrito por Eu Sem Fronteiras

A gratidão é uma das qualidades mais nobres no ser humano. Por mais ruim e inescrupulosa que a pessoa possa ser, muitas delas ainda levam essa característica de serem gratas para com seus companheiros, vide a história das máfias e o código de ética que rege cada um de seus participantes. Os crimes são estimulados e muita coisa errada é compartilhada, porém são gratos uns para com os outros, elevando a gratidão não só para uma conduta ética, mas para um verdadeiro código de honra.

Apesar de ser uma característica positiva que pode estar presente até mesmo em maus indivíduos, a gratidão geralmente está atrelada àqueles de bom caráter, que se preocupam com o bem-estar de todos e que se esforçam em retribuir cada gentileza recebida ao longo da vida. O problema é que nem sempre conseguimos expressar a nossa gratidão da forma como gostaríamos ou, mais importante, de uma maneira em que a outra pessoa sinta o nosso agradecimento.

O primeiro e mais simples gesto de gratidão é agradecer verbalmente algo recebido. Dizer “obrigado(a)” deveria ser uma lei, assim ninguém se esqueceria de fazer esse esforço mínimo, mas que causa uma sensação boa para aquela pessoa que nos fez alguma coisa. “Oras, mas eu estou pagando para o garçom me servir, então o meu obrigado está sendo em dinheiro”, pode afirmar um mal-agradecido, aquele que pensa que a gentileza tem valor monetário.

Uma pessoa grata também tem uma ótima memória. Aliás, ela deve privilegiar os neurônios da gratidão mais do que os do rancor. Ser grato é para sempre, mas a mágoa deve ser esquecida. Nem sempre é possível expressar a gratidão de imediato. Dependendo da circunstância, nem mesmo um “obrigado” é possível falar, porém é preciso lembrar que na primeira oportunidade a gente deve procurar retribuir a gentileza.

Expressar a gratidão também não precisa estar atrelada necessariamente a algo feito por uma pessoa. Somente o fato dela existir e ser importante na sua vida também é digno da sua gratidão. Então, você procurar agradar esse indivíduo, presenteá-lo fora de data comemorativa ou simplesmente dar um abraço já é uma manifestação de gratidão. Aliás, a pergunta diária que temos de fazer é o quão grato fomos hoje para com aqueles que estão do nosso lado. Afinal, a gratidão não deve ser um gesto pontual, mas sim um hábito diário que precisa estar presente dentro de cada um de nós.


  • Texto escrito por Diego Rennan da Equipe Eu Sem Fronteiras.

Sobre o autor

Eu Sem Fronteiras

Eu Sem Fronteiras

O Eu Sem Fronteiras conta com uma equipe de jornalistas e profissionais de comunicação empenhados em trazer sempre informações atualizadas. Aqui você não encontrará textos copiados de outros sites. Nossa proposta é a de propagar o bem sempre, respeitando os direitos alheios.

"O que a gente não quer para nós, não desejamos aos outros"

Sejam Bem-vindos!

Torne-se também um colunista. Envie um e-mail para [email protected]