Astrologia Autoconhecimento

Inverno e o Sol em Câncer: o que podemos aprender com as energias deste momento?

Eu Sem Fronteiras
Escrito por Eu Sem Fronteiras

Há milhões de anos, o firmamento fascina a Humanidade, seja pelo mistério da sua amplitude, seja pelos fenômenos com que nos presenteia, como, por exemplo, os eclipses, as chuvas de meteoros, a Superlua, a Lua azul, os solstícios e os equinócios.

A Astronomia, ciência que trata do universo sideral e dos corpos celestes, com o fim de situá-los no espaço e no tempo e explicar sua origem e seu movimento, já desvendou parte desse mistério.

A Astrologia contribui relacionando as posições dos corpos celestes às informações sobre a personalidade, as relações humanas, e outros assuntos da vida do ser humano, sendo usada como ferramenta para esse entendimento.

Com base em alguns aspectos da Astrologia e da Astronomia temos a informação de como o Inverno e o Sol em Câncer podem influenciar a nossa vida.

A palavra solstício vem do latim Sol e sistere, este último termo significando o que não se move.

Imagem de uma floresta repleta de pinheiros em ambos os lados. Tudo está coberto com gelo e neve. Ao fundo a imagem do nascer do sol.
Imagem de Jörg Vieli por Pixabay

Há dois solstícios simultâneos por ano, nos meses de junho e de dezembro, sendo no mês de junho — o de inverno no Hemisfério Sul, e o de verão no Hemisfério Norte, da mesma forma quando em dezembro for o solstício de verão, no Hemisfério Sul, será o de inverno, no Hemisfério Norte.

O solstício de inverno é um fenômeno astronômico que se processa quando o Sol atinge a maior distância angular em relação ao plano que passa pela linha imaginária do Equador e, por vários dias, sua altitude ao meio-dia não muda, dando a impressão de que ele está “parado”, por isso o nome de solstício. Ele vai atingir a sua menor altitude aparente no céu, determinando o dia mais curto e a noite mais longa do ano.

Marcando o início do inverno, ele pode variar entre 20 e 23 de junho, dependendo do ano. As noites vão ficando mais curtas, em média um minuto diariamente, até o momento do equinócio de primavera. No ano de 2020, por exemplo, o solstício ocorrerá em 20 de junho.

A relação do solstício de inverno e o signo de câncer é que, vendo do Hemisfério Norte, a impressão que se tem é a de que o Sol caminha para trás depois de atingir o ponto mais alto, embora a Terra é que se movimente em torno do Sol, tal qual o movimento do caranguejo, símbolo dos nativos com Sol em câncer.

Imagem de um campo coberto com neve. Ao fundo o por do sol com raios refletindo sobre a neve.
Imagem de My pictures are CC0. When doing composings: por Pixabay

A energia do inverno com Sol em Câncer

As informações astronômicas e as astrológicas caracterizam bem o que esse período de inverno e o Sol em câncer sugerem às pessoas na estação mais fria do ano: o conforto do lar, a quietude e o recolhimento, para refletir, se autoavaliar, buscar a compreensão de si e identificar a sua missão de vida, muito próprio para os nativos do signo.

O inverno traz o momento de introspecção por ser um período em que o céu fica mais escuro a maior parte do dia e as noites são mais longas, ou seja, entramos em contato com as nossas sombras e podemos rever tudo aquilo que precisamos melhorar para ter uma vida mais leve e com boas vibrações.

Imagem de uma floresta coberta de neve. Ao lado a plantação de vários pinheiros e ao fundo o nascer do sol.
Imagem de Alain Audet por Pixabay

Reflita e se revigore

Nessa estação do ano, é favorável rever os objetivos, as metas e avaliar o que realmente é importante e essencial na vida. É o momento de ponderar o que foi conquistado e que mudanças são necessárias para se aperfeiçoar ou para alcançar outro nível evolutivo, olhando para si e para as relações com familiares, amigos e outras pessoas. Desfazer-se de tudo o que não beneficia, fazendo ainda uma faxina material, emocional e espiritual para se libertar de influências estagnadas ou negativas é muito coerente.

Aproveite esse período e adote a sugestão de ter um momento só para se cuidar, rever seus planos e descobrir novos aspectos que foram adquiridos anteriormente, sem que você tivesse tempo para notar. Confira outras atitudes que você pode tomar nesse período!

Visite seus sentimentos

É tempo de investigar os sentimentos de amor e carinho, de esperança, de fé, de solidariedade no sentido de qual a intensidade deles, a influência e os resultados nas relações cotidianas. Por ser uma época fria, pense sobre os moradores de rua que estão sem teto, sem agasalhos e sem comida e verifique os sentimentos de apego.

Imagem do inverno. Rua coberta de gelo. Ao fundo uma montanha com o nascer do Sol.
Imagem de David Mark por Pixabay

Amplie o aprendizado

Com a reflexão e a liberação do que não importa ou não é saudável, o aprendizado é esvaziar a bagagem para torná-la leve, criando espaço para novas oportunidades e novos processos de aquisição de conhecimento e de desenvolvimento.

Você também pode gostar

Coloque as mãos à obra

Nos próximos meses, principalmente com a chegada da primavera, será o momento de mostrar a força interior reservada e pôr em prática os novos objetivos e as novas metas, e tal qual as flores desabrocham, seguir o exemplo e se abrir para o novo, celebrando a vida, com calor e muita cor.

Sobre o autor

Eu Sem Fronteiras

Eu Sem Fronteiras

O Eu Sem Fronteiras conta com uma equipe de jornalistas e profissionais de comunicação empenhados em trazer sempre informações atualizadas. Aqui você não encontrará textos copiados de outros sites. Nossa proposta é a de propagar o bem sempre, respeitando os direitos alheios.

"O que a gente não quer para nós, não desejamos aos outros"

Sejam Bem-vindos!

Torne-se também um colunista. Envie um e-mail para [email protected]