Nutrição

Marmitas saudáveis para o seu dia a dia

Eu Sem Fronteiras
Escrito por Eu Sem Fronteiras

É cada vez mais comum, principalmente agora, em tempos de crise, observarmos pessoas levando marmitas para o trabalho, para a escola, etc. Esta é uma maneira bem fácil de economizar uma parte do seu suado dinheiro e de comer de maneira mais saudável. Outra razão que faz com que muitos adotem esse hábito, é a segurança em saber qual a procedência da comida que está sendo consumida. No entanto, devem ser tomados alguns cuidados bem básicos quanto ao armazenamento e quanto ao transporte, a fim de garantir que a refeição não seja contaminada por bactérias e micro-organismos.

O ideal, é que se o trajeto for mais longo, a comida seja armazenada e mantida em uma bolsa térmica. Dessa maneira, a temperatura da sua refeição não sofrerá alterações, muito menos na cor, no sabor ou na textura.

O grande segredo das marmitas saudáveis é o equilíbrio.

Para saber a quantidade exata de comida, especialistas recomendam que os alimentos sejam postos em um prato normal, aquele que você utiliza em casa para fazer as suas refeições. Dessa maneira, você conseguirá ter uma quantidade real e visual de cada porção. O prato deve ser dividido de maneira igual entre proteínas animais (carnes) e carboidratos. Se preferir, troque esta parte pelo consumo de vegetais, como lentilha e feijão. A outra metade deve ser preenchida com legumes e verduras.

Os alimentos frios devem ficar separados dos quentes. Por isso, uma boa dica é optar por recipientes de armazenamento que contenham divisórias. Caso não tenha nenhum a sua disposição, opte por separar a salada do resto desses alimentos. Evite ovos, alimentos com molhos ou fritos, pois eles têm uma chance bem maior de estragarem com facilidade e assim, acabam contaminando o restante da sua comida.

A melhor opção de armazenamento são os recipientes de vidro, que podem ir sem problemas para o micro-ondas. Os de plástico são considerados mais práticos, mas para não correr nenhum risco, coloque toda a comida em um prato antes de levá-la ao micro-ondas. Não é recomendado o uso de potes de alumínio. Isso porque, estes recipientes podem modificar o sabor e a textura da comida, além do mais, eles não podem ser colocados diretamente no micro-ondas.

Opções de cardápio:

Opção 1: sanduíche feito com pão integral, rosbife, queijo cremoso, alface, erva-doce picadinha e rúcula.

Opção 2: prato quente com feijão, arroz, carne cozida e couve refogada + salada com tomate, beterraba ralada, alface do tipo americana e cenoura ralada.

Opção 3: arroz feito no forno com arroz do tipo normal, champignon, cenoura cortada em cubos, molho de tomate bem fresco, brócolis, ervilha e frango desfiado.

Opção 4: prato frio com tomates, salada com uso de folhas diversas, milho cozido, atum, grão de bico, croutons e cenouras.

Opção 5: prato quente com filé de frango grelhado e macarrão integral + legumes cozidos, como couve flor, cenoura, berinjela e brócolis.


  • Texto escrito por Flávia Faria da Equipe Eu Sem Fronteiras.

Sobre o autor

Eu Sem Fronteiras

Eu Sem Fronteiras

O Eu Sem Fronteiras conta com uma equipe de jornalistas e profissionais de comunicação empenhados em trazer sempre informações atualizadas. Aqui você não encontrará textos copiados de outros sites. Nossa proposta é a de propagar o bem sempre, respeitando os direitos alheios.

"O que a gente não quer para nós, não desejamos aos outros"

Sejam Bem-vindos!

Torne-se também um colunista. Envie um e-mail para [email protected]