Autoconhecimento Meditação

Mitos e verdades sobre a meditação

Eu Sem Fronteiras
Escrito por Eu Sem Fronteiras
A meditação é o auge da concentração. A técnica surgida na Índia há quase 3 mil anos traz benefícios à saúde física e mental como diminuição do estresse e aumento da criatividade. Entretanto, ela é cercada de mitos, um deles é acreditar que meditação é uma prática religiosa. Para o líder humanitário indiano, Sri Sri Ravi Shankar, pessoas de qualquer religião e cultura deveriam meditar. Se você está perdido sobre o assunto, veja aqui 4 mitos e 4 verdades sobre meditação.

Sentar em posição de lótus: MITO

A posição não é obrigatória, você pode meditar com as pernas cruzadas em uma cadeira e até mesmo em um sofá. Agora, a postura com a coluna ereta, cabeça e pescoço relaxados é uma determinação.

Meditar só adianta se for por muito tempo: MITO

Esqueça a imagem de uma pessoa sentada o dia todo entoando mantras. Duas sessões de 20 minutos cada da meditação Sahaj Samadhi, uma pela manhã e outra à noite são suficientes para uma conexão profunda com o seu interior.

A técnica que significa “meditação sem esforço” em sânscrito é uma meditação para iniciantes que leva a um relaxamento mais profundo daquele experimentado durante o sono. A Sahaj Samadhi reduz o estresse e ainda fortalece o organismo.

É a mesma coisa que hipnose: MITO

Na hipnose, o indivíduo perde a noção dos fatos. Na meditação, ocorre exatamente o contrário. Ao ser hipnotizado, você é conduzido por impressões em sua mente, meditar afasta pensamentos para uma autoconexão.

Os praticantes da Pranayama, técnica de respiração da ioga, não são facilmente hipnotizados. A prática regular diminui o estresse e sintomas de asma.

Tem hora certa para meditar: MITO

Manhã e noite são os momentos mais indicados, porém, você pode meditar em qualquer horário. Seja qual for a hora, o importante é não fazer uma refeição pesada, do contrário, você vai dormir durante a meditação.

Meditar provoca alterações no organismo: VERDADE

Durante a meditação, as células gastam menos oxigênio e o coração bate mais devagar. Outra alteração no organismo é o aumento dos neurotransmissores serotonina, dopamina e norepinefrina, o que causa bem-estar.

Melhora a capacidade psíquica: VERDADE

A área frontal do cérebro, ligada à concentração e atenção trabalha mais intensamente, segundo pesquisa realizada pela Universidade da Pensilvânia (EUA). Por isso, meditar é extremamente indicado para quem desenvolve funções exaustivas.

Fortalece o sistema imunológico: VERDADE

Pesquisadores da Universidade da Califórnia acompanharam 60 pessoas por três meses, metade meditava e a outra não. Nos praticantes, o índice de telomerase enzima que trabalha para manter a saúde das células era 30% superior.

Reduz mortes por câncer e doenças cardiovasculares: VERDADE

A meditação transcendental reduz em 49% as mortes por câncer, 30% por doenças cardiovasculares e 23% por doenças em geral. Os dados são da pesquisa divulgada no “American Journal of Cardiology”, que monitorou 202 voluntários hipertensos e idosos por 18 anos, que meditavam duas vezes por dia.

Qualquer pessoa pode e deve meditar. Entre no artigo Os Vários Tipos de Meditação e saiba mais sobre a prática.


  • Texto escrito por Sumaia de Santana Salgado da Equipe Eu Sem Fronteiras.

Sobre o autor

Eu Sem Fronteiras

Eu Sem Fronteiras

O Eu Sem Fronteiras conta com uma equipe de jornalistas e profissionais de comunicação empenhados em trazer sempre informações atualizadas. Aqui você não encontrará textos copiados de outros sites. Nossa proposta é a de propagar o bem sempre, respeitando os direitos alheios.

"O que a gente não quer para nós, não desejamos aos outros"

Sejam Bem-vindos!

Torne-se também um colunista. Envie um e-mail para [email protected]