Saúde Integral

Sinais de que você está esgotado mentalmente

Eu Sem Fronteiras
Escrito por Eu Sem Fronteiras

Você já teve a sensação de estar mentalmente cansado após um longo dia de trabalho? Caso sim, saiba que não está sozinho. De acordo com uma pesquisa realizada pelo IBOPE, 98% dos brasileiros apresentam esse quadro. O esgotamento mental ocorre quando os lobos frontais, áreas do cérebro responsáveis pelo planejamento de ações e movimentos, trabalham além da conta. Nessa sobrecarga, hormônios e neurotransmissores como cortisol, responsável por controlar o estresse, e a noradrenalina, associados à atenção e sensação de motivação, caem drasticamente.

Perda de concentração, pensamento mais lento, dificuldade de memória, desânimo e alterações no sono são os primeiros sinais do esgotamento mental. Muitas pessoas ignoram por acharem que é frescura, entretanto, ele pode ser mais perigoso que o esgotamento físico. Rotinas profissionais estressantes podem causar problemas emocionais em pouco tempo. Conheçam os outros sinais desse problema:

  • Descontrole emocional
  • Perfeccionismo desenfreado
  • Sentimento de inutilidade
  • Apatia
  • Ansiedade
  • Sistema imunológico enfraquecido (queda de cabelo, resfriados, crises de enxaqueca, palpitações e alterações menstruais)

Síndrome de Burnout

Conhecida desde 1974, a Síndrome de Burnout é comum em profissionais com rotinas psicologicamente desgastantes e que exigem relacionamento interpessoal intenso. Profissionais de saúde, educação, assistência social, recursos humanos, bombeiros, policiais, agentes penitenciários e mulheres que trabalham fora e cuidam da casa são os que mais correm riscos, entretanto, estudantes e desempregados que estejam em um nível crônico de nervosismo também são atingidos pela síndrome.

A Síndrome de Burnout está registrada no Grupo V da CID-10 (Classificação Estatística Internacional de Doenças e Problemas Relacionados à Saúde). A OMS (Organização Mundial de Saúde) classificou a síndrome como uma das doenças que mais atingem europeus e americanos, perdendo apenas para o diabetes e doenças cardiovasculares. Os principais sintomas são:

  • Dificuldade de concentração
  • Memória falha
  • Agressividade
  • Isolamento
  • Pessimismo
  • Depressão
Como evitar?

O esgotamento mental e a Síndrome de Burnout podem ser evitados com medidas simples. Veja abaixo o que fazer:

  • Cuide da saúde

No trabalho, faça pausas para alongamentos e exercícios de respiração, aprenda clicando aqui. Pratique atividade física, durma bem e tenha uma dieta balanceada. A vitamina B9 (ácido fólico) é um nutriente que fortalece o sistema nervoso, ajuda o organismo a produzir células e controlar a serotonina, hormônio associado ao bem-estar. Banana, abacate, vegetais escuros, feijão, soja e fígado bovino são algumas fontes dessa vitamina.

  • Organize suas prioridades

Ninguém consegue fazer mil coisas ao mesmo tempo. Organize sua agenda profissional para não levar trabalho para casa. Fique atento (a) também para não se sobrecarregar com as tarefas domésticas.

  • Exercite a mente

Faça atividades que mantenham a mente ativa como ler e fazer palavras cruzadas ou caça-palavras.

Prevenir sempre é o melhor remédio. Siga nossas dicas e a qualquer sinal de esgotamento nervoso, procure ajuda médica.


Texto escrito por Sumaia de Santana Salgado da Equipe Eu Sem Fronteiras

Sobre o autor

Eu Sem Fronteiras

Eu Sem Fronteiras

O Eu Sem Fronteiras conta com uma equipe de jornalistas e profissionais de comunicação empenhados em trazer sempre informações atualizadas. Aqui você não encontrará textos copiados de outros sites. Nossa proposta é a de propagar o bem sempre, respeitando os direitos alheios.

"O que a gente não quer para nós, não desejamos aos outros"

Sejam Bem-vindos!

Torne-se também um colunista. Envie um e-mail para [email protected]