Linguagem do Corpo Saúde Integral

Exercícios de relaxamento

Eu Sem Fronteiras
Escrito por Eu Sem Fronteiras
Que tal reservar um espaço do seu dia para alguns exercícios de relaxamento?

Você sabia que relaxar o corpo e a mente melhora a saúde do coração e reduz o risco de depressão, por exemplo?

Cristina Cairo em seu livro afirma todos os benefícios presentes nos exercícios de relaxamento e ensina como você pode fazer dentro da sua própria casa. Confira.

Exercícios de relaxamento segundo Cristina Cairo

Leia com atenção e procure decorar a sequência de instruções porque você deve praticar os exercícios com os olhos fechados.

Escolha, a seguir, o exercício conforme sua conveniência.

Encontre um lugar confortável em sua casa.

Certifique-se de que não será interrompido por, pelo menos, trinta minutos.

Desligue a televisão, o rádio, não atenda a campainha nem o telefone. Deixe-o fora do gancho, se possível.

Mantenha o ambiente em penumbra.

Vista-se com uma roupa leve, fique descalço, despoje-se de qualquer adorno, como pulseiras, anéis, colares, brincos, prendedores de cabelos, óculos, aparelho dentário (se for móvel), meias ou roupas de nylon, relógio.

Lave as mãos e o rosto.

Se você preferir, acenda um incenso com o aroma que lhe agrade.

shutterstock_274017095

Coloque um CD no seu aparelho de som com uma música suave, harmoniosa, com sons da natureza ou new age, num volume agradável e apropriado para relaxar.

Beba três goles de água, simbolizando a paz, a vida e o perdão.

Após a preparação do local e do corpo, deite-se confortavelmente com o abdome para cima, braços e pernas estendidos, palmas das mãos voltadas para cima.

Mantenha uma manta sobre seus pés, ou sobre o corpo todo, para não tensionar os músculos, devido a queda de temperatura durante o relaxamento.

Mantenha as pernas um pouco afastadas para relaxar a articulação dos quadris e comece sua viagem nesta sequência:

Solte o pescoço e a nuca,
a seguir, relaxe os ombros,
agora os braços,
solte os dedos das mãos.
Passe para as costas e sinta-as relaxando, lentamente.
Mentalize, a seguir, o peito e o abdome e relaxe-os, profundamente.
Agora os quadris,
as nádegas,
solte as pernas,
agora os pés.
Concentre-se no rosto:
solte a testa,
relaxe entre as sobrancelhas,
solte o maxilar,
a língua,
o queixo,
os lábios.
Perceba seu rosto completamente relaxado, sem marcas e sem expressões.
Solte o couro cabeludo,
solte os pensamentos,
solte o coração.
Mantenha o corpo totalmente relaxado e preste atenção em sua respiração…
Inspire profundamente, prendendo a respiração, distensionando os ombros.
Transfira o ar retido para o baixo ventre, estufando a barriga.
Agora volte o ar para a parte superior do tórax e solte-o, lentamente, pela boca.
Esse movimento de inspiração, transferência e exalação deve ser feito por, aproximadamente, quinze segundos.
Faça esse exercício respiratório por três vezes e depois relaxe, voltando a respirar normalmente, com os músculos soltos.
Sinta-se confortável em seu próprio corpo e mantenha-se relaxado.
Não retenha nenhum pensamento ou emoção. Apenas deixe-os passarem livremente e se afastarem, permitindo que novos pensamentos cheguem e se afastem em seguida.
A cada nova emoção ou pensamento que chegarem coloque uma pitada de amor e de perdão e solte-os. Desapegue-se de tudo e de todos neste instante.

Prossiga dirigindo sua mente, suavemente, para pensamentos alegres e nobres, como a própria natureza e deixe-os passar.

Liberte-se.

Agora você está totalmente relaxado, não há preocupações de espécie alguma.

Solte-se.

Solte a pressa,
Solte os medos e as tristezas, deixe-os que passem por você, apenas.
Deixe a energia vital trabalhando dentro de você, fluindo da cabeça aos pés em forma de luz, em forma de paz. Respire profundamente e relaxe.
Suas energias estão sendo revigoradas e curando seu corpo e seu espírito.
Solte as pessoas e perdoe-as para sempre. Desapegue-se.
Ouça, agora, seu novo coração, pulsando, aliviado e feliz!
Lentamente, mexa os dedos das mãos e dos pés, abra os olhos e volte suavemente para o mundo objetivo.
Respire e não tenha pressa para levantar-se.

Atenção: levante-se sempre de lado e lentamente, para não sobrecarregar a coluna e não acelerar a circulação sanguínea. Aos poucos volte ao seu ritmo normal.

Faça esse exercício de relaxamento quando se sentir em condições e não se preocupe se não consegui-lo nas primeiras tentativas, o que pode ser considerado normal devido às tensões enraizadas em seu subconsciente.

Persista e logo você adquirirá o hábito e a necessidade de relaxar.

Relaxamento no local de trabalho

Procure decorar, também, este exercício para poder praticá-lo com os olhos fechados.

shutterstock_113074558

 

Selecione um local apropriado em seu ambiente de trabalho e recomende às pessoas próximas para que não o interrompam em seu relaxamento.

Tire os sapatos, as meias (se forem de nylon), solte o cinto, afrouxe a gravata e as roupas, tire a pulseira, o relógio e qualquer outro objeto que possa incomodá-lo.

Sente-se numa cadeira com encosto, mantenha os pés paralelos e com as solas no chão, mas ligeiramente afastados, coloque as palmas das mãos sobre as coxas e relaxe os braços.

Procure deixar as costas eretas, mas sem tensões.

Agora, feche os olhos.
Comece por soltar os pés,
as pernas, os joelhos,
as coxas.
Solte os braços,
os ombros,
as costas,
o pescoço.
Relaxe os músculos do rosto.
Solte a testa,
o maxilar.
Relaxe entre as sobrancelhas.
Sinta o corpo inteiro relaxado.
Preste atenção na respiração.
Inspire profunda e lentamente.
Segure o ar por cinco segundos com os ombros soltos.
Agora, solte o ar lentamente pelo nariz.
Repita essa respiração por três vezes.
Inspire novamente pelo nariz em dez segundos com o rosto e o corpo totalmente relaxados.
Solte o ar pelo nariz, em dez segundos.
Repita esse exercício de três a cinco vezes durante esse relaxamento.

Se você não conseguir inspirar em dez segundos e expirar em dez segundos, não desista. Tente novamente em outros dias até que seus pulmões e o diafragma tornem-se flexíveis, melhorando seu condicionamento cardiopulmonar.

Desde a primeira inspiração, imagine uma luz branca penetrando em seu corpo simultaneamente com o ar.

Ao soltar o ar, imagine seu corpo e sua alma expelindo toda a canseira, toda a tristeza, todas as dores, ressentimentos e raiva, envoltos numa nuvem branca que, aos poucos, vai se afastando de você, desaparecendo no ar.  Agora volte a respirar normal e suavemente.

Solte os pensamentos, solte o coração, mas deixe-o palpitar livremente, sem as amarras de qualquer emoção. Solte-se e solte todas as pessoas presas pelo seu ego e pelo seu coração. Desapegue-se por alguns instantes e dê a si mesmo a oportunidade de conhecer a verdadeira sabedoria de seu ser.

Provoque o amor e a compaixão em seu peito e perdoe todos os seres deste planeta. Emocione-se com alegria e deixe transparecer um leve sorriso, transformando sua fisionomia com o seu novo astral.

Relaxe, relaxe totalmente.  

Vá voltando, lentamente, ao mundo objetivo.

Quando sentir-se pronto abra os olhos, devagar, procurando mexer lentamente os pés, as mãos, os braços e as pernas e, sem cerimônia, dê uma espreguiçada bem gostosa, ok?

Aos poucos volte ao seu ritmo normal, fique com Deus no coração e tenha um ótimo dia!

Estes dois exercícios de relaxamento são simples e podem ser praticados por qualquer pessoa, sem restrições, porque o objetivo desse método é fazer com que você perceba seu corpo e suas emoções, conhecendo-se melhor, e compreenda que a maioria dos infortúnios, tristezas e doenças derivam de um comportamento inflexível e tenso.

Portanto, após relaxar através do exercício escolhido, retome suas decisões importantes, sejam relativas aos negócios, ao amor, à família, ou mesmo no âmbito pessoal, e sinta a transformação que ocorreu em seus pensamentos e sentimentos. Com certeza, a partir daí, você será muito mais sensato nos seus julgamentos e perceberá uma paciência infinita em si mesmo que nunca imaginou um dia possuir. É o milagre da reorganização fisiológica que ocorre após o relaxamento, pois a energia vital, bloqueada pelas tensões musculares e emoções desajustadas, passa a trabalhar com liberdade pelos meridianos, chacras, corrente sanguínea e por todo o corpo.

Então, quanto mais respirarmos corretamente, mais colaboraremos com a nossa energia vital para renovar o nosso humor e, consequentemente, nossa saúde.

Aos leitores que têm dificuldade para relaxar com esses exercícios básicos, aconselho uma meditação sobre os seguintes temas: teimosia, orgulho, medos e apego, fatores responsáveis pela inquietude do ser humano e falta de paz de espírito.

Quando você admitir esses itens em seu comportamento, sem teimosia, sem orgulho, sem medo e sem apego à sua (falsa) autoimagem, e expulsá-los de sua vida, então você conseguirá sentir-se livre e relaxará confiante.

Solte-se e viva melhor, porque a sua felicidade está esperando você libertar-se desses comportamentos infantis para poder fluir livremente em sua vida.

Pare de culpar os outros pelas suas tristezas e conscientize-se de que você é um ser dotado de sabedoria e que deve aprender a usá-la para tomar sempre as decisões corretas.

Relaxe e ouça a voz de seu coração e não a voz de sentimento de vítima que habita o coração dos fracos e dos acomodados.

Vença, honre-se e seja um ser cada dia mais grandioso!

Sobre o autor

Eu Sem Fronteiras

Eu Sem Fronteiras

O Eu Sem Fronteiras conta com uma equipe de jornalistas e profissionais de comunicação empenhados em trazer sempre informações atualizadas. Aqui você não encontrará textos copiados de outros sites. Nossa proposta é a de propagar o bem sempre, respeitando os direitos alheios.

"O que a gente não quer para nós, não desejamos aos outros"

Sejam Bem-vindos!

Torne-se também um colunista. Envie um e-mail para [email protected]