Nutrição

Substitua o sal refinado e seja mais saudável

Pink Himalayan salt. Himalayan salt pile. Pink crystal salt  in wooden spoon. Close up Himalayan salt - pink and orange coarse crystals.
Eu Sem Fronteiras
Escrito por Eu Sem Fronteiras

Que o consumo excessivo de sal traz inúmeros prejuízos a saúde isso não é novidade para ninguém. A Organização Mundial da Saúde (OMS) recomenda o consumo de menos de 5g de sal por dia, incluindo a ingestão de todas as fontes alimentares. Entre os problemas da dieta rica em sódio podemos destacar a pressão alta, acidentes vasculares cerebrais e doenças cardiovasculares.

Uma maneira de colaborar com a sua saúde é substituindo o sal de cozinha convencional por outros tipos menos agressivos, mas ainda assim não é aconselhável exagerar nas doses.  

Veja agora algumas dicas:

1. Sal light

Se comparado ao sal comum, este produto contém um teor de sódio reduzido, com 50% de cloreto de sódio e 50% de cloreto de potássio, já o comum é composto por 99% de cloreto de sódio. Vale ressaltar que o light não é recomendado para as pessoas que possuem problemas renais, devido a alta concentração de potássio.

2. Sal Marinho

Este sal é mais puro do que o sal de cozinha, pois não passa pelos mesmos processos artificiais. Ele não sofre adição de substância química, é mais escuro, possui menos sódio e tem um sabor mais fraco.  O sal marinho não contém iodo, pois ele é evaporado no processo de extração do produto, por este motivo é indicado a alternância de sua ingestão com outros sais iodados.

“Entre os problemas da dieta rica em sódio podemos destacar a pressão alta, acidentes vasculares cerebrais e doenças cardiovasculares”
A carência de iodo pode ocasionar problemas como bócio endêmico e cretinismo em fetos.

3. Gersal

O gersal é o gergelim moído com uma pitada de sal, pois ele potencializa o sabor do sal, evitando que seja aplicado em excesso. Este produto é vendido nos mercados, mas você pode fazê-lo em casa, evitando ingerir produtos armazenados há muito tempo.  

Para prepará-lo utilize 2 colheres de sopa de semente de gergelim e 1 pitada de sal de cozinha (também pode usar o sal marinho ou o grosso). Coloque o gergelim em uma frigideira antiaderente e dê uma leve aquecida (até começar a pipocar) para liberar o óleo contido nas sementes. Balance a frigideira sobre o fogo enquanto aquece.

Atenção: não precisa esperar estourar todas as sementes, dê apenas uma leve aquecida. Triture as sementes no liquidificador. Junte com a pitada de sal. E pronto, é só utilizar!

4. Sal de ervas

O sal de ervas aromáticas é uma alternativa saudável e deliciosa. Neste caso, você poderá usar a criatividade e criar o tempero de acordo com o seu próprio gosto, podendo usar manjericão, alecrim, orégano, tomilho, além de sementes e grãos como gergelim, grão de coentro e outras de suas preferências.

5. Flor de Sal

Este é o sal mais puro e delicado, possui um alto teor de sódio, mas mesmo assim deve ser usado com moderação. São cristais delicados formados na superfície do mar e recolhidos de forma artesanal, seu processo consiste na secagem ao sol que formam os cristais crocantes. Já o preço, não é tão acessível assim…

6. Sal Rosa do Himalaia

A cor rosa é devido aos elevados índices de minerais e por não sofrer nenhum tipo de refinamento. Ele também deve ser usado com moderação. Por ser um produto gourmet e rico em minerais ele pode incrementar as suas receitas, porém não é encontrado com preço baixo.


Texto escrito por Natália Nocelli da Equipe Eu Sem Fronteiras.

Sua opinião é bem-vinda, sempre que colocada com a educação e o respeito que todos merecem. Os comentários deixados neste artigo são de exclusiva responsabilidade de seus autores e não representam a opinião deste site.

Sobre o autor

Eu Sem Fronteiras

Eu Sem Fronteiras

O Eu Sem Fronteiras conta com uma equipe de jornalistas e profissionais de comunicação empenhados em trazer sempre informações atualizadas. Aqui você não encontrará textos copiados de outros sites. Nossa proposta é a de propagar o bem sempre, respeitando os direitos alheios.

"O que a gente não quer para nós, não desejamos aos outros"

Sejam Bem-vindos!

Torne-se também um colunista. Envie um e-mail para [email protected]