Saúde Integral

Citronela — Tudo sobre esta planta e repelente de insetos natural

Planta Citronela
kwangmoo / 123rf
Eu Sem Fronteiras
Escrito por Eu Sem Fronteiras

Provavelmente você já ouviu falar da citronela, principalmente como base para repelentes de insetos e na prevenção das doenças dengue, zika vírus, chikungunya, febre amarela e leishmaniose.

Conheça a citronela, planta que aproveita as mesmas condições climáticas tropicais necessárias à proliferação de mosquitos, traças, formigas e besouros e auxilia o ser humano de diversas formas a viver melhor e mais seguro.

A citronela é uma planta de áreas tropical e subtropical que cresce durante o ano todo, originária do continente asiático, especificamente do Sri Lanka e do sul da Índia, também conhecida como capim-eucalipto, capim-citronela, cidró-do-paraguai, citronela-do-ceilão, citronela-de-java e cetronela, com ação antisséptica, antifúngica, antibacteriana, adstringente e estimulante.

O óleo essencial de citronela, composto por citronelal e geraniol, é extraído dos caules e das folhas e serve como matéria-prima para a fabricação de inseticidas, bactericidas, desinfetantes, velas, aromatizantes, cosméticos, perfumaria e produtos de higiene e de limpeza.

A citronela possui colmos (caules não ramificados) eretos, lisos, semilenhosos, maciços e de cor verde-clara, avermelhados na base, que podem medir de 80 cm a 1,20 m de altura. As folhas são lisas e alongadas, de aspecto curvilíneo, e medem de 50 cm a 1 m de altura. As raízes são numerosas, longas, fortes e fibrosas.

Planta Citronela
Jan Haerer / Pixabay

O plantio da citronela favorece o cultivo orgânico de vegetais como o tomate e o brócolis, pois atua como pesticida natural contra a mosca-branca, mas necessita de barreiras para evitar que se espalhe de forma descontrolada pelo terreno.

A citronela das espécies Cymbopogon nardus e Cymbopogon winterianus é a mais utilizada na produção de óleo, sabonetes e repelentes contra insetos, sendo encontrada em território nacional.

Diferença entre citronela e capim-cidreira

Por serem do mesmo gênero (Cymbopogon), é muito comum confundir a citronela com o capim-santo, erva-cidreira ou capim-cidreira, principalmente porque, quando as plantas estão na mesma idade, elas são muito parecidas, com cor e textura de folhas semelhantes, embora as folhas da citronela sejam mais largas e de coloração mais clara. Entretanto, ao se macerar as folhas, a citronela libera aroma de eucalipto, enquanto que o capim-cidreira, espécie Cymbopogon citratus, libera um odor cítrico.

O uso da citronela é externo, enquanto que o capim-cidreira pode ser utilizado em chás e sucos, muito embora ela seja utilizada pelos indonésios para reduzir a retenção de líquidos e combater problemas de constipação.

Na forma de chá, a citronela não deve ser consumida e não consta da lista de plantas medicinais e de fitoterápicos regulamentados pela Anvisa (Agência Nacional de Vigilância Sanitária) para essa finalidade.

Como plantar a citronela

O ideal é plantar a citronela em um ambiente com luz intensa na maior parte do dia e de temperaturas elevadas, pois ela não tolera o frio, principalmente geadas. As chuvas favorecem o crescimento, mas deve-se distanciar dos períodos de colheita, quando o excesso pode alterar o teor e a qualidade do óleo da planta, necessário à matéria-prima de vários produtos.

A propagação da planta é por meio de touceiras ou moitas, pois ela não produz sementes. A partir de uma boa formação (volume), ela deve ser separada da matriz, nos ramos laterais e mais viçosos, e totalmente arrancada da terra, quando as folhas e as partes secas devem ser descartadas, sendo o que sobra a muda a ser replantada.

Os meses da primavera, principalmente setembro, são os mais indicados para o plantio da citronela, especificamente em dias nublados e úmidos, nos solos porosos, ricos em matéria orgânica e nutrientes e bem drenados, para que as raízes não sequem nem apodreçam.

As mudas de citronela devem ser plantadas em risco feito com a enxada de quina a uma distância de aproximadamente um metro entre as linhas (principalmente em plantio de alta produção) e meio metro entre as mudas, sendo necessário puxar a terra para firmar cada uma delas.

Você também pode gostar

As primeiras folhas podem ser colhidas a partir de 90 dias do plantio, cortando a cinco centímetros acima do solo, pela manhã, e devem ser encaminhadas ao processo produtivo logo na sequência, principalmente se destinadas à extração do óleo. Se o plantio foi bem realizado, até três cortes por ano poderão ser realizados; e, para se proteger contra as bordas cortantes das folhas e os pelinhos que podem provocar coceira, é importante o uso de luvas de proteção.

Como cuidar da planta de citronela

Para garantir uma boa colheita da citronela, alguns cuidados devem ser adotados. Veja quais são:

  • Escolha o solo adequado ou coloque terra rica em nutrientes em um vaso, que deverá ser posicionado em local iluminado e quente.
  • Revolva a terra, incluindo preferencialmente esterco de gado curtido e seco.
  • Plante a muda respeitando o distanciamento necessário, conforme exposto anteriormente, e firme a planta na terra, pressionando sem apertar.
  • Realize regas diárias nos primeiros 15 dias, até o enraizamento, após o qual elas devem ser frequentes a cada dois dias.
  • Retire as hastes floridas manualmente e com o auxílio de tesoura de poda, durante o inverno, quando a citronela tende a declinar e emite a sua inflorescência.
  • Faça o replantio das mudas a cada dois anos ou quando as touceiras estiverem bem sobressaídas da terra.

Como usar a citronela para espantar mosquitos

O uso mais desejado para a citronela é como repelente para insetos, principalmente o Aedes aegypti. Ter a planta em casa, no jardim ou no vaso beneficia a prevenção de doenças muito perigosas como a dengue. As mudas podem ser adquiridas de centros de paisagismo ou de viveiros a um preço bastante razoável – um kit com 10 mudas custa de R$30,00 a R$90,00. Outra opção é comprar o óleo em farmácias de manipulação ou em lojas de produtos naturais, a um preço que varia de R$15,00 a R$50,00, dependendo do local, da marca e da quantidade. (referência de valor – ano de 2020).

Oléos, plantas e produtos naturais sobre uma mesa de madeira com pequenas flores.
Phuong Hoang Thuy / Pixabay

Além de consumir os produtos industrializados à base de citronela, é possível ter produtos caseiros, facilmente preparados, econômicos e eficazes. Acompanhe:

  • Posicione as touceiras nos vasos junto a janelas e portas para repelir a entrada de insetos.
  • O aroma da planta se dissemina pelo ambiente, é agradável, não é alérgico e os insetos não gostam.
  • Corte alguns pedaços da folha, diretamente da planta, pois o odor será intenso e o suficiente para evitar mosquitos, principalmente nos horários em que eles estiverem mais ativos.
  • Espalhe pela casa recipientes com as folhas cortadas para perfumar os ambientes e repelir os insetos, lembrando-se de fazer a troca diariamente.
  • Limpe a casa com água quente misturada às folhas. Além de o aroma repelir os insetos, a solução tem propriedades bactericidas.
  • Pulverize uma solução de água fervida com as folhas (quanto mais folhas, mais intenso o aroma) pela casa, para perfumar e repelir insetos.
  • Faça um banho com o chá de citronela (decocção das folhas em água) em cães e gatos, para evitar pulgas e carrapatos. É muito importante observar se o pet não irá passar mal após o banho. Se ele começar a babar ou apresentar fraqueza, imediatamente enxágue o animal com água abundante e não faça mais esse banho.
  • Borrife nos ambientes um pouco de álcool de citronela, feito com o extrato de seis folhas lavadas e picadas da planta, cobertas com meio litro de água e 200 ml de álcool de cereais em um recipiente tampado hermeticamente e mantido fora da luz, dentro do armário fechado, até completar 15 dias.
  • Dilua de seis a oito gotas do óleo de citronela em um litro e meio de água para enxágue no banho do bebê, para protegê-lo contra picadas de mosquitos e pernilongos, ou aplique sobre a pele, diluído em duas vezes mais óleo de amêndoas.

Como você pode observar, o uso adequado da citronela traz benefícios às pessoas e aos animais, inclusive tendo o aroma recomendado como tranquilizante. Entretanto, evite a ingestão da planta por crianças e animais, descontinue o uso se houver alergias ou reações indesejadas e procure um médico, caso ela ocorra acidentalmente. Faça bom uso, mantenha a atenção e tenha bem-estar!

Sobre o autor

Eu Sem Fronteiras

Eu Sem Fronteiras

O Eu Sem Fronteiras conta com uma equipe de jornalistas e profissionais de comunicação empenhados em trazer sempre informações atualizadas. Aqui você não encontrará textos copiados de outros sites. Nossa proposta é a de propagar o bem sempre, respeitando os direitos alheios.

"O que a gente não quer para nós, não desejamos aos outros"

Sejam Bem-vindos!

Torne-se também um colunista. Envie um e-mail para [email protected]