Plantas Medicinais Saúde Integral

Carqueja: aprenda mais sobre essa planta poderosa

Também conhecida como cacaia, cacália amarga, três-espigas, iguape, bacanta, confamina, vassoura e tiririca-de-balaio, a carqueja é uma planta medicinal repleta de benefícios para a saúde. Seu nome científico é Baccharis trimera e ela é típica das regiões tropicais da América Latina, nascendo em pastos e terrenos baldios.

A ausência de folhas dá à planta um aspecto diferenciado. Suas hastes são compridas e podem atingir até 2 metros de altura. Aliás, é com elas que são feitos os preparos para fins medicinais.

O sabor do chá pode não ser muito agradável, há que se dizer, mas o consumo traz tantos benefícios para a saúde que vale a pena um esforço. Que tal conhecer esses benefícios para se convencer? Prossiga na leitura do artigo e se surpreenda com essa incrível planta!

A planta para a espiritualidade

O significado espiritual da carqueja está relacionado à vivência do presente, a deixar o passado para trás, seguindo em frente rumo a novos desafios, sentimentos e projetos.

Caso você precise se desconectar de um passado que tem te feito mal, uma boa ideia é usar a carqueja ao seu favor. Ela vai te ajudar a enxergar o presente com mais carinho, abrindo seus olhos para a felicidade no aqui e agora. Você pode usufruir esses benefícios espirituais com a ajuda de um banho energético.

Você só vai precisar de 1 litro de água e carqueja a gosto. Basta ferver a água com a carqueja, coar e deixar o líquido esfriar. Depois, banhe o corpo do pescoço para baixo, após seu banho habitual. Não enxague o corpo; durma com o banho de carqueja ainda em sua pele. Quanto ao descarte, basta jogar os restos da erva no lixo comum ou na natureza.

Benefícios

São diversos os benefícios que podem ser aproveitados com o uso da carqueja. Vamos explorar os principais, logo a seguir, entendendo como essa planta medicinal pode ajudar com a saúde do organismo em muitos aspectos.

  1. Controla o colesterol ruim: Graças à presença das saponinas na composição da carqueja, a planta reduz a absorção de colesterol no intestino, além de aumentar a eliminação dele através das fezes. Consequentemente, isso diminui a presença do colesterol ruim no sangue.
  2. Possui ação diurética: Os flavonoides e os compostos fenólicos são os grandes responsáveis pela ação diurética da planta. Eles estimulam a eliminação de líquidos ao urinar, o que reduz tanto a retenção de líquidos quanto o inchaço consequente dela.
  3. Fortalece o sistema imunológico: Justamente por ser rica em flavonoides, que são um tipo de antioxidante, a carqueja é uma ótima aliada da imunidade. As saponinas e os óleos essenciais presentes também fortalecem as defesas do organismo, prevenindo gripes e resfriados.
  4. Combate inflamações: Luteolina, rutina e apigenina são alguns flavonoides presentes na composição da carqueja. Elas agem como anti-inflamatórios naturais, combatendo inflamações estomacais, como gastrite e úlcera no intestino e também amigdalite.
  5. Auxilia na digestão: É também graças a essa ação anti-inflamatória e ao poder antioxidante da planta que o estômago e o intestino ficam mais protegidos. O fluxo intestinal se mantém saudável, o que também melhora o processo digestivo.
  6. Atenua dores e cólicas: Dores de cabeça, de barriga e cólicas menstruais têm sua intensidade diminuída devido à ação antioxidante e anti-inflamatória da carqueja.
  7. Desintoxica o fígado: A carqueja também dá conta de uma ação depurativa. Ou seja, ela é capaz de eliminar as toxinas do organismo através do fígado. Por isso seu consumo é também hepatoprotetor.
  8. Regula a pressão arterial: Esse efeito ocorre em consequência da ação diurética da planta. Ao eliminar líquidos do organismo, o volume de líquidos nos vasos sanguíneos também é reduzido, o que diminui o esforço do coração em bombear sangue. Tal esforço está diretamente relacionado à pressão arterial.
  9. Controla a glicemia: A carqueja pode ser indicada para pessoas diabéticas (mas sob orientação médica, vale lembrar), pois ajuda a controlar os níveis de açúcar no sangue.
  10. Elimina vermes intestinais: Alguns vermes são combatidos pelo óleo essencial de carqueja. Por exemplo, a planta inibe a produção de vermes no intestino, combatendo a esquistossomose e impedindo que essa doença seja transmitida a outras pessoas.
  11. Ajuda no processo de emagrecimento: Os efeitos diurético e antioxidante da carqueja são responsáveis por ajudar na diminuição do peso através da eliminação do excesso de líquido. Além disso, a carqueja tem um efeito termogênico que melhora o metabolismo e ajuda a queimar a gordura.
Carqueja amarela na natureza
LFRabanedo / Shutterstock

Consumo

A carqueja é essencialmente consumida na forma de chá. Assim, os benefícios da planta podem ser aproveitados ao máximo e o consumo é muito fácil, dada a praticidade do preparo. Apesar do gosto amargo do chá, vale a pena inclui-lo na rotina de cuidados com a saúde.

Outra forma de consumo é a carqueja em cápsulas, que pode ser encontrada em lojas de produtos naturais, mas também deve ser consumida com cautela, conforme orientação médica.

Receitas

Com uma receita simples e de fácil preparo, você pode usufruir os efeitos positivos da carqueja no seu organismo. Confira e considere inserir a carqueja no seu dia a dia para uma saúde melhor.

Chá de carqueja

Consumindo um simples chá de carqueja, você consegue aproveitar ao máximo os benefícios dessa planta medicinal. Veja como prepará-lo.

Ingredientes:

  • 1 litro de água
  • 2 colheres de sopa de carqueja

Modo de preparo:

Ferva a água e, só após desligar o fogo, adicione a carqueja, deixando a mistura repousar por 10 minutos. Coe e estará pronto para beber.

Tabela nutricional

Valores referentes a 200ml (ou 1 xícara de chá) de carqueja.

Calorias0 Kcal
Carboidratos0 g
Proteínas0 g
Gorduras totais0 g
Sódio0 g
Potássio10 mg

Contraindicações

O consumo exagerado de carqueja pode causar efeitos colaterais. Em excesso, a planta pode dificultar o controle da pressão sanguínea em pessoas hipertensivas ou, ainda, reduzir demais o nível de açúcar no sangue, causando hipoglicemia em pessoas diabéticas.

A planta também não é recomendada a gestantes, lactantes e menores de 18 anos, pois não há comprovação de uso seguro para essas pessoas. Quem possui doenças intestinais, pedras nas vesículas ou outros problemas de saúde deve consultar um profissional da saúde antes de consumir a planta para fins medicinais.

Aliás, o recomendável é que qualquer pessoa consulte um profissional da saúde antes de usar a planta para fins medicinais, principalmente se já utiliza algum medicamento, pois pode haver interações negativas com ele.

Você também pode gostar:

Após conhecer tudo o que a carqueja pode oferecer de positivo, não dá para ignorar a diferença que ela pode fazer na sua saúde. Aproveite e compartilhe todo esse conhecimento com seus amigos e nas redes sociais. Todos merecem conhecer as potencialidades da carqueja!

Outras plantas medicinais

Sobre o autor

Eu Sem Fronteiras

O Eu Sem Fronteiras conta com uma equipe de jornalistas e profissionais de comunicação empenhados em trazer sempre informações atualizadas. Aqui você não encontrará textos copiados de outros sites. Nossa proposta é a de propagar o bem sempre, respeitando os direitos alheios.

"O que a gente não quer para nós, não desejamos aos outros"

Sejam Bem-vindos!

Torne-se também um colunista. Envie um e-mail para colunistas@eusemfronteiras.com.br