Convivendo

Como aliviar o estresse e descansar a mente

estresse
Eu Sem Fronteiras
Escrito por Eu Sem Fronteiras

Em menor ou maior escala, o estresse faz parte do cotidiano de grande parte da população. Para lidar com algo crônico na sociedade moderna, a chave é procurar maneiras de aliviar a tensão e procurar alternativas ao nosso alcance para tal.

Tendo em conta os efeitos negativos que o estresse pode causar ao cérebro, não dá para subvalorizar os danos que isso acarreta ao organismo. Portanto, para ajudar o leitor a lidar com essa questão, aqui vão algumas dicas de como relaxar a mente e deixar os problemas em segundo plano.

Música e alimentação — O poder calmante que a música nos proporciona é algo incrível. Ele tem um link exclusivo com nosso estado emocional e, até por isso, é uma ferramenta eficaz na ajuda do combate ao estresse e relaxamento da mente.

estresse

“A música tem um impacto direto e mensurável no estado mental, resposta biológica ao stress, sensação de dor, ação cardíaca, pressão sanguínea, níveis de hormônio, produção de morfinas, adrenalina e atividade elétrica cerebral”, diz Ralph Spintge, presidente da Sociedade Internacional de Música na Medicina, em Lüdenscheid (Alemanha).

Além de escutar músicas relaxantes, evite estimulantes e alimentos que te deixam em estado de alerta. Isso significa reduzir o café e derivados, refrigerantes e ingredientes artificiais. O interessante é beber bastante água, procurar comer alimentos frescos e integrais e tomar chás calmantes. São algumas ervas calmantes: erva-cidreira, melissa, camomila e passiflora.

Segundo a nutricionista Elisângela Teixeira, o ideal é não exagerar na quantidade ingerida de chá. Ela recomenda tomar 300 ml por dia e aconselha não misturar as ervas — pois cada tipo de erva tem determinado componente químico.

Entretenimento — O entretenimento é uma das maneiras de aliviar o estresse da rotina. E uma das dicas é procurar algum jogo com características de jogadores múltiplos e que proporcionam alguma interação.

O clássico blackjack é um bom exemplo. Jogo de cartas de cassino e um dos mais emocionantes e acessíveis do mundo, o blackjack proporciona muita interatividade e tem uma grande variedade de modalidades.

Em 2007, um estudo feito pela Universidade McGill analisou 23 trabalhadores de um call center de Montreal após jogarem alguns jogos específicos. Os pesquisadores concluíram que os chamados jogos de inteligência social reduziram o cortisol (hormônio do estresse) dos voluntários em 17%.

“Já sabíamos que era possível criar jogos que permitissem às pessoas praticar novas formas de percepção social, mas ficamos surpresos com o impacto que tivemos quando levamos os jogos para fora do laboratório e para o contexto de vidas estressantes das pessoas”, disse o professor de psicologia de McGill, Mark Baldwin.

Sono e atividade física — O sono é essencial para se manter saudável e bem-disposto para as tarefas do dia a dia. Quando o cérebro está bem descansado, é possível sair de situações estressantes com mais calma, no entanto, o sono é muitas vezes subestimado.

Segundo Alexandrina Meleiro, médica e psiquiátrica e integrante do Instituto de Psiquiatria do Hospital das Clínicas da FMUSP, se a pessoa notar queda de energia para atividades simples do dia a dia, baixo nível de concentração e comportamento fora do habitual, é melhor ficar atenta e avaliar a qualidade do sono.

estresse

E uma das maneiras de combater a insônia e controlar o estresse é através da leitura. No entanto, ela precisa ser feita alguns minutos antes de ir à cama — é o que indica a psicóloga Lucia Novaes, professora do Instituto de Psicologia da UFRJ.

A atividade física também é importante para o combate ao estresse e não pode ser deixada de lado.

“O exercício precisa ser um hábito diário para aumentar seu efeito na redução do estresse.

Exercícios simples incorporados em nossas rotinas diárias podem construir uma base positiva de aptidão física. Uma vez que a que a relação com as atividades físicas é construída, o estresse será uma reação gerenciável”, afirma Donna Shanklin, agente regional do Sistema Cooperativo de Extensão do Alabama (Estados Unidos) em nutrição humana, dieta e saúde.

Não é simples administrar o estresse, porém, com atividade física regular, alimentação equilibrada e sono saudável, é possível levar a vida de uma forma mais leve e descontraída.


 

Sobre o autor

Eu Sem Fronteiras

Eu Sem Fronteiras

O Eu Sem Fronteiras conta com uma equipe de jornalistas e profissionais de comunicação empenhados em trazer sempre informações atualizadas. Aqui você não encontrará textos copiados de outros sites. Nossa proposta é a de propagar o bem sempre, respeitando os direitos alheios.

"O que a gente não quer para nós, não desejamos aos outros"

Sejam Bem-vindos!

Torne-se também um colunista. Envie um e-mail para [email protected]