Convivendo

Dicionário de Autoconhecimento e Espiritualidade

Livro aberto com árvore verde ao centro e símbolos desenhados atrás.
archnoi1 / 123rf
Dulcineia Santos
Escrito por Dulcineia Santos

Com tantos termos e tantas fontes à nossa disposição, às vezes fica um pouco difícil saber o que realmente significa algo, especialmente para quem está começando no caminho da espiritualidade.

Além disso, sou muito a favor de dissecar as palavras para que um novo significado seja dado pelo nosso coração. Paciência, por exemplo, vira “a ciência da paz”. Motivação vira “motivo para ação”.

Ter consciência também significa rever os conceitos nos quais a gente acredita, repensar se aquilo ainda faz sentido na vida desta pessoa que você está se tornando. Significa também ver as coisas de outra maneira, mais fluida, em que não haja tanta dualidade (certo ou errado, branco e preto), e sim mais possibilidades.

Para ajudar nessa aventura com as palavras, aqui vão algumas definições utilizadas no mundo do autoconhecimento por mestres como Deepak Chopra, Eckhart Tolle, Sandra Ingerman, Adyashanti, Pema Chödron.

Clareza: não existir na confusão, dúvida, medo e complexo internos. A falta de clareza seria identificar-se (ou achar que é) com o corpo, os pensamentos e as emoções. (Chopra)

Rendição: consciência aberta, fácil, tranquila, livre, receptiva, fluida.

Sem rendição (ou no seu contrário: controle, apego, resistência), há a constrição, tensão, limitação. (Chopra)

Mãos brancas levantadas.
Luis Dalvan / Pexels

Presença: rendição sem esforço. (Chopra) Estar no agora, com atenção.

Poder: habilidade de transformar energia. (Sandra Ingerman). Domínio em que as possibilidades emergem. Começa com clareza e só existe no presente. (Chopra)

Fluxo: caminho do menor esforço. Relaciona-se com Dharma. (Chopra)

Dharma: o caminho mais eficiente para um objetivo, apoiado pela natureza. Ação evolutiva que apoia nosso despertar espiritual. (Chopra)

Apego: resistência que impede o fluxo do amor. Relaciona-se com raiva, ressentimento, rotina, frustração e memórias. (Chopra)

Atenção: absorver o máximo que puder de uma situação ou ambiente. É enfraquecida por hábitos, preconceitos, julgamentos, expectativas, condicionamentos, conformismo e mente fechada, execução de multitarefas.

Você também pode gostar

Ego: identificação com a mente, com o corpo, com posses. Gosta de “eu estou certo, você está errado”. (Tolle). Eu contra o outro. Isolamento. Desconexão. (Chopra) É a resistência ao que é (Adyashanti). Conjunto de necessidades não atendidas por meio das quais experienciamos o mundo (Del Mare). Contrário de consciência.

Corpo de dor: ter um condicionamento, um padrão, mas estar consciente dele. Difere do ego, que é a inconsciência. (Tolle).

Ansiedade: pensamento no futuro.

Depressão: pensamento no passado.

Meditação: não fazer. Assistir aos pensamentos.

Consciência: eu incondicionado. Observador. Para Buddha, estava relacionada com espaço. Para Jesus Cristo, era “o reino dos céus”. (Tolle) Tem a ver com presença e atenção.

Intuição: saber não intelectual.

Condicionamento: resposta provocada por estímulo repetitivo (situação, comportamento, reação).

Homem branco de costas segurando bíblia e a outra mão levantado.
Luis Quintero / Pexels

Crenças: conceitos, ideias criadas sem que tivéssemos experiências que as confirmassem.

Medo: contrário do amor.

Sombra: aspectos negados ou rejeitados sobre nós e guardados no inconsciente.

Compaixão: afrouxamento do autocentramento.

Sofrimento: falta de sabedoria.

Sabedoria: ciência da unidade, da não separação.

Sobre o autor

Dulcineia Santos

Dulcineia Santos

Dulcinéia Santos é terapeuta multidimensional, life coach e praticante certificada das ferramentas MBTI® de tipos psicológicos e Barras de Access®. É também autora do livro: “A Namorada do Dom”, em que conta sobre as lições que aprendeu nos relacionamentos e sua jornada até a Suíça.

Acredita que a vida é cheia de lições, e que se não as aprendemos não passamos pro próximo nível do jogo. Saiu de casa cedo e foi morar no mundo – agora está na Suíça, onde estudou antroposofia por três anos. Gosta de tomar cerveja no boteco enquanto papeia, de aconselhar, da língua portuguesa, de cozinhar, de ficar só e de flexibilidade de horários. É esotérica, mas acha que estamos encarnados para viver as experiências terrenas com o pé no chão – de preferência dançando.

Formações:
Brain Based Coaching Certification
NeuroLeadership Group - Londres

MBTI® - Myers-Briggs Type Indicator - Step I and Step II
Myers-Briggs Foundation - Florida, USA

Antroposofia
Goetheanum - Dornach, Suíça

Terapia Multidimensional
Genebra - Suíça

Access Bars®
Nyon - Suíça

Contatos:
Site: dulcineiasantos.com

Facebook: Cura de Amor

Youtube: Canal Cura de Amor

Instagram: @dulcineia.curadeamor

Blog: medium.com/@dulcineiasantos

E-mail: [email protected]