Comportamento Convivendo

Dor na nuca: o que pode estar causando isso?

Eu Sem Fronteiras
Escrito por Eu Sem Fronteiras

A dor é o alerta orgânico, a resposta a algum problema, e quase sempre é motivo para nos deixar preocupados, especialmente quando atinge partes do corpo como a cabeça e a nuca. Geralmente a dor na nuca não é indício de algum problema grave.

Na maioria dos casos, ela é ocasionada por tensão muscular (provocada por má postura ou até mesmo por estresse e problemas emocionais), pressão alta ou enxaqueca. É claro que, por mais que sejam causas em sua maioria benignas, não devemos ignorar outras causas mais graves, sobretudo se a dor vier acompanhada de outros sintomas.

Homem de terno em uma sala do seu escritório Ele está de frente para o notebook. Aparentemente está com dores na nuca, pois uma de suas mãos está sobre ela.

Tensão muscular

A dor na nuca de natureza tensional geralmente é causada por má postura, estresse físico ou mental ou enfraquecimento muscular típico de um estilo de vida sedentário.

Geralmente é uma dor que irradia para braços, cabeça e ombros. Quando é decorrente de estresse físico (como treinos físicos pesados ou torcicolos, por exemplo), também pode doer caso a pessoa movimente o pescoço.

Para tratar esse problema, procure ajustar a sua postura (ao sentar-se, caminhar, fazer exercícios). Abandone o sedentarismo, pratique atividades físicas (da forma correta, é claro) e procure eliminar as fontes que desencadeiam o estresse. Tente tornar o seu dia menos estafante, pratique técnicas de respiração, meditação e relaxamento, faça alongamentos (que também auxiliam na questão postural), durma de maneira adequada e tenha algum hobby para distrair a mente.

Se as dores persistirem, procure um médico, para que ele possa examinar e encontrar a melhor solução, que pode envolver o uso de analgésicos e anti-inflamatórios. Mas é importante ressaltar: jamais se automedique. Medicamento errado ou usado de forma inapropriada pode trazer riscos à sua saúde.

Mulher em sua sala de escritório com paredes e decoração branca. Ela está de frente para o notebook cheio de post-it colorido. Ela está com dores na nuca, pois suas mãos estão sobre ela.

Hipertensão

Além da dor na nuca, sintomas como visão dupla ou embaçada, palpitações cardíacas, tontura e pequenos pontos vermelhos nos olhos podem ser indícios de hipertensão. De maneira geral, a hipertensão não costuma apresentar sintomas, mas é sempre bom ficar atento a qualquer um desses sinais.

Para tratar esse problema, em primeiro lugar é preciso reduzir a ingestão de sal e de alimentos com sódio em excesso (presente principalmente em alimentos ultraprocessados, que também são ricos em outros componentes nocivos, como as gorduras saturadas e açúcar). Procure hidratar-se mais, praticar exercícios físicos e manter a saúde em dia, fazendo os check-ups médicos periódicos necessários. Mais uma vez, o estresse entra como um dos vilões para a elevação da pressão arterial. Portanto cuide da sua saúde mental e emocional.

Se você desconfiar de que está com a pressão alta, faça a medição. E caso ela realmente esteja elevada, dirija-se a um hospital ou pronto-socorro. Se você já é diagnosticado como hipertenso, procure manter as medicações todas em dia. É importante para todas as pessoas verificar a pressão arterial pelo menos uma vez por ano.

Mulher vestindo uma blusa branca com listras finas na cor preta. Ela está em sua sala, sentada no sofá. Uma das suas mãos está sobre a sua nuca.

Artrose

A artrose é um tipo de desgaste das articulações. Como a região do pescoço tem várias articulações, caso ocorra alguma degeneração nesses locais, a dor pode irradiar para a nuca. Esse tipo de dor é agravado quando o pescoço é movimentado, mas é aliviado quando se está em repouso.

O tratamento deve ser feito por um ortopedista, que vai indicar o melhor procedimento e a administração de medicamentos (anti-inflamatórios e analgésicos) ou suplementos. Para evitar o ressurgimento da dor, são indicadas atividades físicas, em especial as que trabalhem as articulações, como pilates, ioga e hidroginástica.

Você também pode gostar

Outras possíveis causas

Apesar de menos provável, a dor na nuca também pode ter relação com problemas mais sérios, como meningite e aneurisma. No caso dessas doenças, porém, outros sintomas importantes surgem junto com a dor.

Meningite

A dor na nuca típica da meningite é muito forte e vem acompanhada de febre, náuseas, vômitos (geralmente em jato) e cansaço excessivo. Rigidez da nuca (dificuldade de encostar o queixo no peito) também está presente. Manchas roxas na pele indicam uma fase mais grave, geralmente da meningite meningocócica.

Apesar de não ser muito comum, a meningite pode atingir pessoas de qualquer idade. Caso você apresente alguns desses sintomas, procure imediatamente um hospital para diagnosticar e iniciar o tratamento. Existem vacinas para os tipos de meningite, algumas incluídas no calendário de vacinação do SUS. Por isso é importante vacinar seu filho em todas as campanhas e de acordo com a caderneta de vacinação.

Homem em sua sala de escritório decorada de forma rústica. Ele está sentado em uma cadeira de frente para o seu pc. Aparentemente ele está com dores no pescoço e nuca, pois as duas mãos estão sobre essa região.

Aneurisma cerebral

O aneurisma cerebral é a dilatação que se forma na parede enfraquecida de uma artéria do cérebro. Geralmente o aneurisma cerebral causa uma fortíssima dor de cabeça, que surge de maneira súbita. Mas existe um outro tipo, o aneurisma das artérias vertebrais, que pode provocar dor na nuca (também repentina e muito intensa). Além disso, podem estar presentes sintomas como fraqueza e formigamento na cabeça, dilatação da pupila em apenas um dos olhos e visão dupla ou embaçada. São sinais de emergência: convulsões, desmaios, dificuldade para caminhar, tontura e rigidez no pescoço.

As causas do aneurisma são diversas – podem ser congênitas ou decorrentes de uma lesão do vaso sanguíneo. Esse problema pode ser fatal caso não seja tratado e também pode deixar sequelas iguais às de um AVC. Portanto, ao primeiro sinal e desconfiança de que tenha havido uma ruptura, procure o médico o mais rapidamente possível.

Pessoas com pressão alta, fumantes e pessoas com histórico familiar de aneurismas estão mais propensas a desenvolver o problema. Por essa razão, diante de qualquer mínimo sintoma, procure um neurologista. O tratamento é feito de acordo com o tipo e tamanho do aneurisma e com os sintomas apresentados. Cirurgia pode ser indicada.

Mulher próxima a uma piscina. Ela está sentada e enrolada em uma toalha branca recebendo massagem na região das costas e nuca.

Saúde em primeiro lugar

Mesmo que a maioria das causas de dor na nuca não sejam muito graves, é sempre importante estar com a saúde em dia, portanto não deixe de fazer os exames de rotina com frequência, pratique atividades físicas (sempre da forma adequada), cuide da sua alimentação (pois uma saúde boa passa principalmente por aquilo que comemos).

Outra dica importante: cuide das suas emoções, pois muitos problemas de saúde (não só a dor na nuca) estão basicamente ligados à nossa saúde mental. Sendo assim, procure evitar o estresse, os desentendimentos e fatores que abalem o seu emocional. É difícil viver sempre calmo e longe das perturbações, mas uma vida equilibrada não significa estar longe dos problemas, mas saber lidar com eles de forma a não deixar que afetem a nossa vida de forma irremediável. Cuide-se!

Sobre o autor

Eu Sem Fronteiras

Eu Sem Fronteiras

O Eu Sem Fronteiras conta com uma equipe de jornalistas e profissionais de comunicação empenhados em trazer sempre informações atualizadas. Aqui você não encontrará textos copiados de outros sites. Nossa proposta é a de propagar o bem sempre, respeitando os direitos alheios.

"O que a gente não quer para nós, não desejamos aos outros"

Sejam Bem-vindos!

Torne-se também um colunista. Envie um e-mail para [email protected]