Nutrição Nutrição Orgânica Saúde Integral

Mirra: tudo que você precisa saber dessa planta

Galho de planta mirra com flores
JulianaSaldanha / Pixabay
Escrito por Eu Sem Fronteiras

De acordo com o cristianismo, em 6 de janeiro, três Reis Magos levaram presentes para o recém-nascido menino Jesus. Além de ouro e de um incenso, o filho de Maria recebeu um ramo de mirra.

O que poderia ser um presente inusitado para uma criança, a mirra é uma árvore espinhosa, com frutos pontiagudos e com flores vermelhas e amarelas, que chega aos cinco metros de altura. O nome da planta vem do aramaico e do árabe, e significa “amargo”.

Origem da mirra

A mirra é uma árvore que se desenvolve em regiões de muito Sol e de solo bem drenado. Essas são as características típicas da Somália, lugar de onde ela tem origem. Outros locais nos quais é possível encontrar a mirra são o Médio Oriente, a Tailândia e a Índia.

Do caule da mirra, é possível extrair resina, utilizada para adornos e para medicamentos. Essa qualidade tornou a árvore um símbolo religioso, visto que a resina representa a força e o amor. Mesmo em uma região árida, a mirra é capaz de sobreviver e gerar frutos.

Árvore de Mirra
Franz Borges / Flickr

Espiritualidade e mirra

Para a espiritualidade, a mirra representa a essência feminina do Cosmos, ou seja, a essência feminina do universo. É essa planta que representa a compreensão plena e a alma pura do mundo, essenciais para a proteção e para a purificação de cada indivíduo.

Outras qualidades que a mirra apresenta são: a harmonia, a fraternidade, a positividade, o autoconhecimento e a tranquilidade. Esses benefícios que a planta traz podem ser aproveitados de inúmeras maneiras, levando em conta todas as formas que a mirra pode assumir.

Aplicações da mirra

Embora a mirra seja uma árvore, é possível aproveitá-la de outras formas mais compactas, concentradas, meditativas e decorativas. Descubra a seguir, quais são todos os usos que a mirra pode adquirir para proporcionar paz, força e amor para uma pessoa ou para um ambiente.

1) Meditação

A mirra pode ser usada para um processo de meditação em sua forma de óleo essencial ou de incenso. O aroma que a planta desperta, sendo queimada ou concentrada em forma líquida, permite que uma pessoa promova a limpeza espiritual de si e do ambiente. Além disso, o aroma da mirra, ao cercar alguém, protege essa pessoa de qualquer energia negativa.

2) Culinária

Uma característica excepcional da mirra é que o óleo elaborado a partir dela pode ser ingerido. É mais recomendado que a mirra em óleo seja utilizada para temperar alimentos frios, como saladas ou lanches. O sabor único da preparação ainda é agregado pelo potencial calmante que a planta carrega consigo.

Jarra com chá sobre uma mesa de pedra, ao lado de um pequeno recipiente e de flores em um vaso.
Free-Photos / Pixabay

3) Medicina

As propriedades medicinais da mirra podem ser obtidas por meio de um chá da planta, que não deve ser ingerido. A forma correta e segura de aproveitar as qualidades antisséptica, anti-inflamatória, cicatrizante e analgésica da mirra é o uso externo (aplicação na pele) ou a execução de bochechos (para tratar feridas na boca, inflamação da garganta ou da gengiva).

4) Cosméticos

Outro uso para o óleo de mirra, além da forma em óleo essencial e óleo para tempero, é a elaboração de cosméticos. A planta apresenta um potencial fortalecedor e rejuvenescedor, que pode recuperar unhas fracas, peles ressecadas ou inflamadas e cabelos quebradiços. Algumas gotas do óleo nos cosméticos aplicados nessas regiões podem ajudar muito!

5) Repelente

Assim como a citronela, o aroma da mirra é um ótimo aliado na hora de afastar insetos indesejados. O óleo de mirra ou o incenso da planta são capazes de afastar mosquitos e pernilongos que podem provocar incômodos, picadas e coceiras. Acenda o incenso no ambiente ou espalhe algumas gotas do óleo na pele.

Curiosidades sobre mirra

Como a mirra é uma planta tradicional e muito presente na África, os egípcios a utilizavam amplamente, com dois fins. A primeira utilidade da mirra para os egípcios era o culto ao deus do Sol, como uma forma de agradá-lo. A segunda utilidade da mirra demonstrava-se no processo de mumificação, que contava com as substâncias liberadas pela árvore.

Você também pode gostar

Em funerais e em cremações, em outras partes do mundo, a mirra também era utilizada. No entanto, nesses casos, ela estava presente na forma de incenso. Assim era possível liberar energias positivas e tranquilizantes para as famílias que perderam entes queridos.

O uso religioso da mirra também está presente em rituais de Umbanda e em missas, visto que a planta representa o amor e a força. Uma ilustração da segunda dessas qualidades está na forma como a mirra deve ser extraída do solo: com golpes brutais na casca da árvore.

Sobre o autor

Eu Sem Fronteiras

O Eu Sem Fronteiras conta com uma equipe de jornalistas e profissionais de comunicação empenhados em trazer sempre informações atualizadas. Aqui você não encontrará textos copiados de outros sites. Nossa proposta é a de propagar o bem sempre, respeitando os direitos alheios.

"O que a gente não quer para nós, não desejamos aos outros"

Sejam Bem-vindos!

Torne-se também um colunista. Envie um e-mail para colunistas@eusemfronteiras.com.br