Nutrição

Alimentos que podem ajudar a aumentar a imunidade

Tigela com frutas e ao redor alguns bolinhos e mais frutas
Trang Doan/Pexels
Eu Sem Fronteiras
Escrito por Eu Sem Fronteiras

Hipócrates (460-377 a. C.), o “pai da medicina”, proferiu a seguinte frase: “Que teu alimento seja teu remédio e que teu remédio seja teu alimento”. Isso significa que a alimentação é mais do que uma fonte de sobrevivência: é um recurso para a preservação da saúde e do bem-estar.

A saúde está relacionada ao funcionamento adequado do sistema imunológico do indivíduo. Esse sistema é altamente ativo e complexo; os nutrientes apropriados, como a glicose, os aminoácidos e os ácidos graxos influenciam o funcionamento das células na defesa do organismo contra doenças.

Os alimentos adequados, na quantidade certa e consumidos rotineiramente, são capazes de trazer vários benefícios ao organismo, como aumentar a imunidade e auxiliar o sistema imunológico.

Conheça agora um pouco desse sistema e alguns alimentos ricos em nutrientes que atuam para garantir a imunidade adequada do organismo.

O sistema imunológico

Tomate, cenoura e nabo em uma mesa
picjumbo.com/Pexels

O sistema imunológico é o responsável por desencadear o processo de defesa do organismo chamado de imunidade, de forma que ele mantenha o seu equilíbrio e o seu bom funcionamento contra invasores estranhos ou perigosos, que podem ser microorganismos (bactérias, vírus, fungos e germes), parasitas, células cancerígenas e órgãos ou tecidos transplantados. Ele deve ter a capacidade de distinguir entre o que é pertinente ao corpo e o que é estranho.

Resumidamente, a imunidade tanto protege o organismo, evitando o surgimento de uma doença, quanto pode impedir que ela progrida, porque identifica e destrói células estranhas, deterioradas ou mutantes, auxiliando ainda na prevenção ao câncer.

A imunidade baixa ocorre quando a resposta imunológica do organismo está desequilibrada, quer em função de doenças como aids e câncer, de uma disfunção como diabetes ou do uso de alguns medicamentos, quer devido a uma nutrição inadequada, permitindo que ele fique suscetível a infecções.

Alguns sintomas indicam uma imunidade baixa, por exemplo: cansaço excessivo, náuseas e vômitos sem causa aparente, olhos frequentemente secos, doenças como gripe e amigdalite que demoram para passar ou se agravam facilmente, surgimento de herpes, queda acentuada de cabelos ou diarréia por mais de duas semanas.

Como aumentar a imunidade?

Prato com legumes, frutas
Trang Doan/Pexels

A alimentação é essencial para aumentar a imunidade do organismo, principalmente se ela for rica em frutas, verduras e legumes que contém os nutrientes que contribuem e atuam diretamente nas células e nos processos químicos do sistema imunológico. Inclusive alguns deles influenciam na prevenção a diversos tipos de câncer, o que por si só já é uma grande contribuição a esse sistema. Veja a seguir alguns destes alimentos que são grandes aliados para manter a saúde:

Frutas cítricas como laranja, acerola, romã, limão, abacaxi, caju, kiwi e o maracujá são ricas em vitamina C, responsável por aumentar a produção de glóbulos brancos, que atuam na imunidade do organismo e ajudam na prevenção de diversos tipos de câncer, principalmente o de estômago.

Frutas vermelhas e roxas possuem substâncias antioxidantes e flavonoides, denominados antocianinas que são verdadeiros alertas sobre como aumentar a imunidade e ajudam a prevenir o câncer de mama, de reto, de cólon, entre outros. Neste grupo estão amoras, morangos, açaí, framboesas, uvas pretas e cerejas in natura.

Vegetais verde escuro contém ácido fólico, nutriente que apoia a formação de glóbulos brancos, necessários para aumentar a imunidade. Ainda possuem isotiocianatos e glicosinolatos que ajudam a prevenir o câncer de cólon, de mama e de esôfago, como é o caso do brócolis e da couve. O brócolis ainda contém o fitoquímico sulforafano, que destrói células cancerígenas e ao mesmo tempo permite que as outras permaneçam intactas. A couve e o espinafre possuem compostos chamados luteína e zeaxantina, que ajudam a prevenir o câncer de pele.

Alimentos ricos em zinco como carnes, cereais integrais, castanhas, sementes e leguminosas como o feijão, a ervilha, a lentilha e o grão de bico, auxiliam no combate a resfriados, gripes e outras doenças, não permitindo que o organismo fique com a imunidade baixa.

Alimentos oleaginosos como as nozes, as castanhas, as amêndoas e os óleos vegetais (girassol, canola, milho e gérmen de trigo) são ricos em vitamina E, principal propriedade para aumentar a atividade imunológica em idosos.

Alimentos que são fonte de ômega 3, como azeite de oliva, salmão, sardinha e atum auxiliam as artérias a ficarem isentas de inflamações, apoiando no equilíbrio da imunidade do organismo. Outros alimentos que possuem esse rico ácido graxo são abacate, farinha de linhaça e chia. Eles ainda ajudam a prevenir o câncer de mama, de próstata e de cólon.

Azeite sendo colocado em uma tigela de vidro
Pixabay/Pexels

Alimentos que contém selênio, nutriente antioxidante que combate os radicais livres que atuam diretamente no sistema imunológico e acelera a cicatrização. Entre eles estão a castanha-do-pará e os cogumelos.

Alimentos ricos em betacaroteno, nutriente que se transforma em vitamina A, encontrado nas pimentas vermelhas e alaranjadas, na abóbora e na cenoura, protege o organismo contra infecções.

O alho é um alimento que possui manganês, vitaminas A, B1, B6, C e E, selênio, fibras, cálcio, cobre, potássio, fósforo e ferro, rico para defender o organismo contra uma série de doenças e infecções, fortalecendo o sistema imunológico e sendo um ícone de como aumentar a imunidade.

A batata yacon, estimula o crescimento da flora intestinal benéfica, que permite a prevenção de doenças e apoia o sistema imune.

A cebola é rica em substâncias antivirais, antiparasitárias, antibacterianas, antifúngicas e anti-inflamatórias, que impedem que o organismo tenha imunidade baixa. Possui vitaminas A, B1 e B2, C e minerais, dentre eles o enxofre e a alicina (também presente no alho), que ainda reduz o risco de alguns tipos de câncer como o bucal, de laringe, do esôfago, do cólon, das mamas, do ovário e dos rins. É um ótimo remédio para prevenir gripes, resfriados e infecções em geral e um modelo de como aumentar a imunidade.

O chocolate amargo e o cacau ajudam a prevenir vários tipos de câncer pois possuem uma grande quantidade dos polifenóis catequinas e apoiam o organismo contra a imunidade baixa.

O fígado de boi contém vitaminas A, C e zinco que são antioxidantes e nutrientes que destroem os radicais livres, que potencialmente podem causar câncer, principalmente o de cólon. Ele também é rico em selênio e B12, que ajudam na restauração de células. Possui cobre que contribui na recuperação de tecidos. É um aliado para aumentar a imunidade.

Os iogurtes e queijos brancos, onde são encontradas as bactérias benéficas ao organismo, chamadas de probióticos, contribuem para evitar a imunidade baixa e apoiam o intestino para que ele seja capaz de identificar os micronutrientes a serem absorvidos, como as vitaminas.

A lichia é excelente fonte de vitamina C que ajuda a prevenir gripes e resfriados. Também as antocianinas da fruta desempenham uma função significativa contra inflamações, imunidade baixa e alergias.

O ovo é um alimento super potente que possui aminoácidos essenciais e quase todos aproveitados pelo organismo.Tanto a clara quanto a gema é rica em nutrientes que mantém o sistema imunológico saudável, porque contém vitaminas e minerais essenciais para as células de defesa.

O tomate é rico em licopeno e forte aliado para combater doenças cardiovasculares, removendo radicais livres do organismo, que aceleram o envelhecimento celular, deixam o corpo mais propício a desenvolver doenças e provoca imunidade baixa. É um aliado no combate ao câncer de próstata.

Tigela com tomates
Pixabay/Pexels

A geléia real é um superalimento, com muitos nutrientes, fitoquímicos e antioxidantes que se ingerida em jejum, é um exemplo eficaz de como aumentar a imunidade, pois contém alta concentração de vitaminas principalmente a C e as do complexo B, além de muitos outros benefícios à saúde.

O própolis (substância resinosa modificada pelas enzimas da saliva das abelhas) contém proteínas e compostos que alteram e regulam o sistema imunológico, além dos benefícios de ser antibacteriano e antiviral. Essa substância ativa as etapas iniciais da resposta imune estimulando receptores específicos e a produção de citocinas, que articulam os mecanismos da imunidade. Os compostos fenólicos presentes na resina, em especial os flavonoides anulam os radicais livres, moléculas que, em excesso, fragilizam o organismo. Na coloração marrom, verde e vermelha, esse alimento é capaz de impulsionar o sistema, aumentando a produção de anticorpos.

O gérmen de trigo contém vitaminas A, E e K em grandes quantidades, com poder antioxidante, previnem o envelhecimento das células, ajudando a aumentar a imunidade.

O gengibre tem vários benefícios para a saúde e auxilia nas defesas do organismo, pois é rico em vitaminas B6 e C e tem ação antibactericida. Possui duas substâncias (gingerol e 6-shogaol), que no sistema imunológico, induzem a morte de células tumorais. Essa raiz tuberosa ajuda a prevenir o câncer de pâncreas, de estômago e de cólon.

Os chás verde e preto, são verdadeiros paradigmas de como aumentar a imunidade, pois possuem catequina e outros polifenóis, antioxidantes que inclusive ajudam a prevenir o câncer de próstata, de bexiga e de pulmão.

O óleo de coco contém o ácido láurico e o ácido cáprico que agem contra fungos, vírus e bactérias. Para entender como aumentar a imunidade, basta observar que ele melhora o trabalho do intestino ao eliminar as bactérias ruins e absorver melhor os nutrientes de que o organismo precisa para se manter saudável.

Você também pode gostar

Saber como aumentar a imunidade envolve entender que quanto mais você incluir alimentos de cores variadas, fazendo um verdadeiro arco-íris no prato, mais você terá nutrientes para proteger o seu organismo contra doenças.

Concluindo podemos perceber que Hipócrates estava correto, mesmo que àquela época, os estudos não fossem tão tecnologicamente aperfeiçoados como os da atualidade, os alimentos são os nossos remédios e podem aumentar a nossa imunidade às doenças, sendo fontes de saúde.

Se você percebeu que boa parte dos alimentos não compõe a sua dieta, tente incluí-los, porque eles influenciam as funções metabólicas e geram respostas alterando a imunidade baixa já no dia seguinte. Tenha uma boa saúde!

Sobre o autor

Eu Sem Fronteiras

Eu Sem Fronteiras

O Eu Sem Fronteiras conta com uma equipe de jornalistas e profissionais de comunicação empenhados em trazer sempre informações atualizadas. Aqui você não encontrará textos copiados de outros sites. Nossa proposta é a de propagar o bem sempre, respeitando os direitos alheios.

"O que a gente não quer para nós, não desejamos aos outros"

Sejam Bem-vindos!

Torne-se também um colunista. Envie um e-mail para [email protected]