Alimentação de animais Pet - Animais de estimação

O que hamster pode comer?

Hamster branco em frente a um potinho de ração e grãos, comendo um pedacinho de ração branca.
MªRaquel Vizcaíno Torres / 123RF
Eu Sem Fronteiras
Escrito por Eu Sem Fronteiras

Você sabia que os hamsters são assim chamados devido à capacidade de acumular comida em suas bochechas? Seu nome deriva da palavra alemã “hamstern”, que quer dizer “armazenar” ou “acumular”, fazendo referência à estranha peculiaridade do bichinho.

Essa característica evolutiva pode estar associada a seu local de origem. Oriundos de regiões inóspitas da África e da Ásia, esse mamífero roedor desenvolveu a capacidade de expandir suas bochechas para guardar mais alimentos, passando-a a seus descendentes. Afinal, vivendo em regiões desérticas e em locais pobres em alimento, nunca se sabe quando será a próxima refeição!

Atualmente, esse bichinho ganhou os lares (e os corações!) ao redor do mundo. Com comida à disposição o tempo todo em seus comedouros, o hamster doméstico leva uma vida mais confortável do que seus parentes encontrados na natureza. Existem, entretanto, algumas recomendações a serem seguidas sobre o que esse pet deve ou não comer! Saiba mais abaixo!

Como alimentá-lo corretamente?

Não é difícil garantir uma dieta balanceada para um hamster. As rações compradas em pet shops já suprem, por si próprias, as necessidades nutricionais de seu hamster. Isso porque elas são ricas em vitaminas e minerais, além de conterem todos os nutrientes necessários para o bem-estar e para a saúde de seu bichinho de estimação.

Preparadas por meio da técnica de extrusão, as rações para esses animais não apresentam grandes quantidades de gordura ou de carboidratos, o que ajuda a evitar que seu hamster hiberne ou sofra algum tipo de intoxicação.

Hamster na mão de uma pessoa comendo algum alimento em uma colher.
Cindy Parks / Pixabay

Lembre-se ainda de que seu bichinho tem hábitos alimentares diferenciados! Dificilmente um hamster comerá mais do que deve. Portanto, ao contrário de outras espécies de animais, procure manter o comedouro dele sempre abastecido! Também verifique frequentemente se o bebedouro está cheio e devidamente higienizado. E não se esqueça: a água deve ser trocada diariamente!

Complementando a alimentação

Além das porções de ração, você pode complementar a dieta de seu hamster com frutas, grãos, verduras e legumes. Embora não sejam necessários, uma vez que as rações extrusadas já são suficientemente nutritivas, você pode acrescentá-los como forma de agradar seu animalzinho. No entanto, tenha em mente de que esses complementos não devem ultrapassar 10% de toda a alimentação diária do bichinho.

Os grãos são a base da alimentação desse animal. Caso você não o alimente com rações específicas, é possível dar a ele uma colher de sopa de grãos por dia. Mas nada de exageros! Os grãos têm grandes quantidades de proteína e carboidratos, podendo levar seu hamster à obesidade.

Entre as frutas preferidas pelo bichinho, estão maçã, pera, banana e morango. Evite frutas ricas em água, como melancia, pois elas podem provocar diarreia no animal. Embora seu hamster nunca coma mais do que o necessário, retire a fruta ao final do dia. Isso evitará que ela estrague ou atraia fungos e animais indesejados, os quais podem ser nocivos à saúde dele.

Vegetais orgânicos são ótimos para seu roedor petiscar. Acrescente à dieta folhas de cenoura e vegetais de coloração verde-escura, como almeirão, acelga, pepino e brócolis. Fuja da alface e de outros vegetais ricos em água! Assim como a melancia, eles podem provocar diarreia no seu bichinho de estimação.

Dois hamsters no chão comendo tirinhas laranjas de cenoura.
Bonnie Kittle / Unsplash

Você pode ainda oferecer feno de capim e outras folhas secas ao seu pet. Além de serem ótimos petiscos, eles ajudam a manter a dentição do seu bichinho mais saudável!

Você também pode gostar

O que evitar

Existem certos alimentos que devem ser completamente excluídos da dieta desse animal. Entre eles estão as comidas industrializadas para humanos, como salgadinhos. Esses petiscos são ricos em sódio e contêm gordura em excesso, podendo causar doenças renais em seu hamster.

Tire também do cardápio as rações para outras espécies. Não é recomendado dar ao hamster rações de gato, de cachorro, de coelho ou de outros roedores, como os porquinhos-da-índia. Lembre-se de que cada animal tem um organismo diferente e, portanto, diferentes necessidades nutricionais!

Recomenda-se evitar o consumo de leite na fase adulta. Evite também dar a ele abacate, chocolate, cebola e alho, pois todos esses alimentos trazem em sua composição substâncias tóxicas para os hamsters.

Caso ainda esteja em dúvida sobre como alimentar corretamente seu pequeno roedor ou sobre como proceder em caso de mudança alimentar, procure um veterinário! Ele irá orientá-lo da melhor forma possível!

Sobre o autor

Eu Sem Fronteiras

Eu Sem Fronteiras

O Eu Sem Fronteiras conta com uma equipe de jornalistas e profissionais de comunicação empenhados em trazer sempre informações atualizadas. Aqui você não encontrará textos copiados de outros sites. Nossa proposta é a de propagar o bem sempre, respeitando os direitos alheios.

"O que a gente não quer para nós, não desejamos aos outros"

Sejam Bem-vindos!

Torne-se também um colunista. Envie um e-mail para [email protected]