Convivendo

Oitavo Pergaminho – Hoje eu multiplicarei meu valor

Mão de um homem executivo e acima há uma chave dourada brilhante.
Euclydes Zanon Filho

(Oitavo texto baseado no 7º pergaminho do livro: O maior vendedor do mundo de OG MANDINO)

Hoje eu multiplicarei meu valor, pois sigo um caminho de aperfeiçoamento contínuo, de autoconhecimento, de autoatualização e transcendência que impulsiona meu desenvolvimento.

Hoje eu multiplicarei meu valor, afinal, porque se lamentar ou se vangloriar por ontem, se hoje podemos ser uma versão bem mais interessante de nós mesmos?

Moço sentado nas montanhas e ao fundo há um céu noturno estrelado.

Hoje eu multiplicarei meu valor, pois uma folha de amoreira, quando tocada pelo gênio do homem, torna-se seda. Um campo de barro, quando tocado pelo gênio do homem, torna-se um castelo. Um cipreste, quando tocado pelo gênio do homem, torna-se um santuário. A lã tosquiada da ovelha, quando tocada pelo gênio do homem, torna-se vestuário para um rei. Ora, se é possível às folhas, ao barro, à madeira e à lã terem seu valor centuplicado pelo homem, não posso eu fazer o mesmo com o barro que leva meu nome?

Hoje eu multiplicarei meu valor, pois tenho o poder de escolher.
 Posso escolher e não deixarei que minha vida sinta o fracasso e o desespero para que eu seja despedaçado e devorado pela vontade dos outros.

Hoje eu multiplicarei meu valor. E para crescer e multiplicar é necessário plantar o grão de trigo na escuridão da terra. Meus fracassos, meus desesperos, minha ignorância e minhas inabilidades são a escuridão em que fui plantado a fim de amadurecer-me.

Mãos femininas segurando uma muda de planta.

Hoje eu multiplicarei meu valor, pois agora, assim como o grão de trigo que brota e floresce, é apenas nutrido com chuva, sol e ventos quentes, eu também devo nutrir meu corpo e minha mente para realizar meus sonhos.

Hoje eu multiplicarei meu valor e não necessito esperar, pois tenho o poder de escolher meu próprio destino.

Hoje eu multiplicarei meu valor e realizarei isso desta maneira: primeiro, estabelecerei objetivos para cada dia, cada semana, cada mês, cada ano e para minha vida.

Hoje eu multiplicarei meu valor, pois, assim como a chuva deve cair antes que o trigo quebre a casca e brote, eu também devo ter objetivos antes que minha vida se cristalize. Ao estabelecer os meus objetivos, pensarei em meu melhor desempenho no passado e o centuplicarei.

Hoje eu multiplicarei meu valor, pois esse será o padrão sobre o qual viverei no futuro. Jamais me preocupei com a elevada altura de meus objetivos, pois não é melhor apontar minha lança para a lua e atirá-la apenas numa águia do que apontá-la para a águia e acertar apenas na rocha?

Homem careca segurando um arco e flecha.

Hoje eu multiplicarei meu valor e a altura dos meus objetivos não me apavorará, embora eu frequentemente possa tropeçar antes de alcançá-los.

Hoje eu multiplicarei meu valor e, se tropeçar, levantar-me-ei.

Minhas quedas não me preocuparão, pois todos os homens devem tropeçar muitas vezes para alcançar a glória. Apenas o verme é livre da preocupação de tropeços. Eu não sou um verme. Que outros construam uma caverna com seus barros, eu construirei um castelo com o meu.

Hoje eu multiplicarei meu valor e, assim como o sol aquece a terra para fazer com que brote a semente de trigo, também as palavras destes pergaminhos aquecerão minha vida e transformarão os meus sonhos em realidade.

Mulher correndo em um campo verde.

Hoje eu multiplicarei meu valor e superarei todas as ações que executei ontem. Hoje desdobrarei o extremo de minha capacidade, amanhã subirei mais alto que hoje e, no dia seguinte, mais alto que na véspera. Pois, mesmo que superar os feitos dos outros seja importante, superar meus próprios feitos é tudo.

Hoje eu multiplicarei meu valor, pois chegará o som de minha voz aos que me darão ouvidos e as minhas palavras anunciarão meus objetivos. Uma vez pronunciadas, não ousarei recordá-las para que não percam a expressão.

Hoje eu multiplicarei meu valor e as pessoas ouvirão os meus planos, conhecerão os meus sonhos e, assim, não haverá saída para mim até que minhas palavras se materializem e se tornem feitos realizados.

Hoje eu multiplicarei meu valor e não cometerei o terrível crime de aspirar pouco. Executarei o trabalho que o fracasso não executará e sempre deixarei o meu desígnio exceder a minha compreensão.

Hoje eu multiplicarei meu valor e jamais me contentarei com o meu desempenho atual. Sempre elevarei os meus objetivos tão logo os atinja. Sempre me esforçarei para fazer a próxima hora melhor do que a hora presente.

Hoje eu multiplicarei meu valor e sempre anunciarei meus objetivos ao mundo. Contudo, jamais proclamarei as minhas realizações. Deixarei, ao contrário, que o mundo se aproxime de mim com louvores e que eu possa ter a sabedoria de recebê-los com humildade.

Mulher olhando para o horizonte.

Hoje eu multiplicarei meu valor, assim como um grão de trigo quando centuplicado produzirá centenas de talos. Centuplique-os dez vezes e eles alimentarão todas as cidades da Terra. E não sou eu mais do que um grão de trigo?

Hoje eu multiplicarei e centuplicarei meu valor e, após fazer isso, repetirei a façanha para, então, repetir de novo. Haverá espanto e estupefação diante de minha grandeza assim que essas palavras se cumprirem em mim.

Hoje eu multiplicarei e centuplicarei meu valor e, após fazer isso, dividirei com alegria e satisfação toda a conquista, pois a felicidade é um bem que se multiplica quando é dividido.

Gratidão! Namastê! Namo Amituofo!


Você também pode gostar de outro artigo desse autor. Acesse: Somos energia

Sobre o autor

Euclydes Zanon Filho

Euclydes Zanon Filho

Eu sou Euclydes Zanon Filho, formado no curso superior em Gestão de Serviços. Participo de treinamentos de desenvolvimento pessoal e comportamentos. E escrever é uma forma de dividir a luz interior, o meu resgate é contínuo, o meu despertar é diário, e é incrível!

Contatos:
https://www.facebook.com/DespertarRenovarSeguir
Contato: (11) 99394-0100
E-mail: [email protected]