Saúde da Mulher Saúde Integral

Você conhece as etapas do ciclo menstrual?

Eu Sem Fronteiras
Escrito por Eu Sem Fronteiras
Quem é mulher sabe o quanto é doloroso enfrentar o período da menstruação e o quanto todo esse processo mexe com o organismo. Engana-se quem acredita que é apenas nos dias de fluxo sanguíneo que o corpo passa por uma transformação. Saiba que o ciclo menstrual geralmente tem duração de 28 dias e está dividido em três fases. Para entender um pouco mais sobre como tudo isso funciona, confira a seguir mais informações a respeito:

Como citado acima, o ciclo menstrual tem como média de duração o período de 28 dias, porém vale ressaltar que essa quantidade de dias pode sofrer alterações no caso de mulheres que apresentam problemas de saúde, como ovários policísticos. Nessas situações, o ciclo pode alternar entre 25 e 35 dias. No entanto, as fases que todas as mulheres passam são as mesmas, conhecidas das seguintes forma:

  • Fase folicular: é nesta etapa que o corpo está se preparando para engravidar. Doses altas de estrogênio são liberadas, fazendo com que o útero se amplie para receber o óvulo fecundado. Acontece uma mistura com outro hormônio chamado hormôniofolículo-estimulante, que faz com que os folículos dos ovários cresçam. Muitas mulheres sentem a libido mais aflorada. Neste momento, ocorre a lubrificação da vagina com a liberação de uma secreção esbranquiçada, dentre outros sintomas.
  • Fase ovulatória: como o nome sugere, é neste momento que ocorre a ovulação, etapa em que há um aumento do estrógeno que é o responsável pelo o LH (hormônio luteinizante), rompendo o folículo e liberando o óvulo. Em ciclos normais de 28 dias, é no 14º dia que a ovulação acontece. Existe um tempo médio de três a quatro dias para o óvulo chegar ao útero; após isso, basta 24 horas para começar a fertilizar. Seios sensíveis, prisão de ventre, inchaços e cansaço podem aparecer. É preciso beber bastante água para liberar as toxinas e hidratar o corpo.
  • Fase lútea: nessa fase, o folículo vira um corpo lúteo, que produz altas quantidades de deprogesterona e estrogênio, preparando o útero para a chegada do óvulo fecundado. Aqui existem duas possibilidades: ou você engravida ou a camada interna do útero será expelida em sua menstruação.

Antes da menstruação, a famosa TPM (tensão pré-menstrual) dá as caras e, com ela, pode vir os picos de tristeza e alegria, a alteração de humor, a ansiedade, a irritação e a agressividade, sem contar as tão temidas cólicas que atacam grande parte das mulheres. Infelizmente, ainda não encontraram uma cura para elas, mas a dica para amenizar esses transtornos é consumir alimentos saudáveis, diminuir o consumo de açúcar, de café e de bebidas alcoólicas, além de praticar exercícios físicos. É importante lembrar que qualquer alteração ou indicação de algo anormal deve ser um aviso para marcar uma consulta com um ginecologista.

Em algumas situações, o fluxo irregular é algo comum, porém existem alguns fatores que contribuem com isso. Os mais frequentes são:

– Ovários policísticos;

– Período pós-gravidez;

– Hipertireoidismo;

– Pré ou início da menopausa, devido a alteração hormonal;

– Distúrbios alimentares, perda de peso em excesso, como em casos de anorexia nervosa;

– Começo da vida fértil já na adolescência, até 2 anos após a primeira menstruação;

– Excesso de atividade física intensa, principalmente em mulheres atletas;

– Troca de anticoncepcional;

– Transtornos emocionais ou estresse;

– Inflamações, pólipos ou tumores no aparelho reprodutor feminino.

Enfim, por mais tortuoso que possa ser menstruar, existe um porquê de tudo isso acontecer com o nosso corpo. É um mal necessário, porque nos beneficia com o equilíbrio do PH vaginal, evita o ressecamento da vagina, age no combate a infecções na região, balanceia a flora vaginal e serve também como lubrificante natural.

Fique sempre atenta a possíveis mudanças em seu corpo e não deixe de se cuidar.

Escrito por Juliana Alves da Equipe Eu Sem Fronteiras.

Sobre o autor

Eu Sem Fronteiras

Eu Sem Fronteiras

O Eu Sem Fronteiras conta com uma equipe de jornalistas e profissionais de comunicação empenhados em trazer sempre informações atualizadas. Aqui você não encontrará textos copiados de outros sites. Nossa proposta é a de propagar o bem sempre, respeitando os direitos alheios.

"O que a gente não quer para nós, não desejamos aos outros"

Sejam Bem-vindos!

Torne-se também um colunista. Envie um e-mail para [email protected].br