Arteterapia Saúde Integral

As memórias do amor de mãe e as lembranças da minha infância

Happy loving family. Mother and daughter are doing hair, manicures, doing your makeup and having fun. Mother and daughter sitting at dressing table at house.
Celso de Godoy Junior

Conforme a sequência do projeto de Arteterapia, o objetivo desta proposta, foi de proporcionar a cada participante, o resgate das suas relações afetivas com a sua Mãe e suas experiências de infância.  Assim, possibilitando o acesso de inúmeras informações e momentos especiais, de proteção, aprendizagens e desejos em realizar tantos sonhos de crescimento, amor, felicidades e sucesso.

Além disso, despertando a atenção e a necessidade de ativar e/ou transmutar determinados sentimentos que possam estar feridos, adormecidos dentro de si […], fundamentais ao amor próprio, a fé, a confiança nas pessoas e doação espontânea de carinho, amor, paz e boas vibrações em suas experiências de vida.

Dessa forma, iniciamos a sessão, fazendo um relaxamento, desligando-se do cotidiano e resgatando as lembranças que tiveram nesta idade: de como eram as suas vivências familiarres, o que mais gostavam de fazer, das pessoas mais importantes para si e aquelas que cuidaram e lhe ensinaram valiosas lições de vida.

Ainda de olhos fechados, ambas agradeceram por toda luz e fortalecimento que adquiriram com essas experienciais e que ainda usufruem de inúmeras aprendizagens de coragem e determinação em sua política e filosofia de vida.

Terminado o relaxamento, cada uma foi orientada a confeccionar um grande coração de papel e escreverem dentro dele, os sentimentos mais importantes que receberam de sua Mãe e os momentos que vivenciaram e marcaram esta fase da sua vida (BERNARDO, 2010).

Nesses instantes, cada pessoa escolheu uma cor de papel que mais se identificasse, recortou-o e preencheu vagarosamente com detalhes e palavras representativas de suas emoções, brincadeiras, aventuras e inúmeros acontecimentos passados.

Em seguida, individualmente escreveram cada um destes sentimentos, em tiras de papel colorido e colocaram os dentro de um pequeno pote de vidro.

Terminada essas atividades, individualmente, apresentaram os seus trabalhos artísticos e compartilharam um pouco das várias experiências que tiveram com a sua família e seus amigos de infância.

Para finalizar, o profissional pediu a cada uma, que utilizassem o seu pote de vidro, retirando em cada manhã dos dias futuros, um dos papeis dobrados. Com isso, de acordo com o sentimento que estiver escrito neste papel, que ela venha vivenciar este sentimento, através de iniciativas e ações atenciosas e acolhedoras em suas vivências futuras com a sua família, em seu trabalho e demais amigos. Dessa forma, somando esforços e determinação para desfrutar de momentos mais felizes, confiantes e saudáveis em suas histórias de vida.

O melhor pedido de desculpas, é a mudança de comportamento.

Que o arquétipo da grande Mãe, esteja dentro de si e irradie forças essenciais a renovação da sua Saúde e enriquecimento de corpo e alma!

Namastê!


Referências bibliográficas

BERNARDO, P. P. A prática da arteterapia – correlações entre temas e recursos: Vol V: Arteterapia e mitologia criativa: orquestrando limiares. São Paulo: Ed. do Autor, 2010.

COLAGRANDE, C. Arteterapia para todos: a pratica arteterapêutica e sua diversidade. Rio de Janeiro. Ed. Wak, 2015.

CURY. A.  Pais brilhantes, professores fascinantes – Rio de Janeiro. Ed. Sextante, 2003.

CURY. A. Pais inteligentes formam sucessores, não herdeiros – São Paulo. Ed. Saraiva, 2014.

Sobre o autor

Celso de Godoy Junior

Celso de Godoy Junior

Atua há mais de dez anos na área da educação e gestão de pessoas, é escritor, terapeuta, palestrante e gestor de treinamento de liderança pessoal e profissional. Possui mais de dois anos de experiência como professor de graduação de pedagogia, pós em arteterapia e psicopedagogia.

Paralelamente às suas inúmeras experiências sociais, em escolas, profissionalmente e demais conflitos humanos (falta de interesse nos estudos, nos trabalhos, desrespeito aos outros profissionais e desmotivações entre ambas as partes), realiza projetos com palestras educacionais em instituições do ensino básico, superior e empresarial. Enfatiza a suma necessidade do desenvolvimento de um novo olhar sensitivo à iniciativa e à resiliência individual, por meio do cultivo da empatia e da humanização recíproca. Orienta cada professor, estudante e colaboradores do meio corporativo à conscientização em suas ações, reações e obtenção de melhores resultados em suas experiências de vida.

Telefone e WhatsApp: 11 99604-7018
Facebook: Celso G. Jr
E-mail: [email protected]

Ateliê terapêutico: em Bragança Paulista-SP