Energia em Equilíbrio

Comece a meditar na sua casa

young caucasian woman doing yoga at home ** Note: Shallow depth of field
Eu Sem Fronteiras
Escrito por Eu Sem Fronteiras

A meditação é uma técnica milenar capaz de facilitar a vida do ser humano, unindo benefícios físicos, espirituais, psicológicos e emocionais.

Através dela é possível aliviar o estresse, a ansiedade, a depressão e solucionar problemas de todos os tipos. Além de conseguir se conectar com o que existe de mais belo e sagrado dentro de você.

Meditar é fundamental para o nosso autoconhecimento e bem-estar

A harmonia na vida de quem medita se torna evidente e nada mais justo do que desejar fazer isso no conforto do lar. Porém, meditar em casa exige muito mais dedicação do que aparenta. Justamente por estarmos aconchegados, achamos que não precisamos de um momento voltado para o nosso Eu Interior.

Se você quer tornar seu lar um templo ideal para meditação, vai precisar de alguns cuidados. Listamos alguns passos para facilitar sua busca pelo autoconhecimento.

Passo 1 – Adaptando o ambiente

Criar um espaço de meditação é fundamental. Escolha o local que mais agrada a você na sua casa, de preferência onde não seja possível ouvir muito barulho e onde você goste de ficar por bastante tempo. Geralmente as pessoas escolhem o quarto, mas se existir um jardim o contato com a natureza pode favorecer a meditação.

Passo 2 – Adaptando-se

Sente-se confortavelmente, buscando sempre manter a coluna ereta, se preferir pode colocar uma almofada, tapete ou qualquer outra coisa para favorecer o seu conforto.

Passo 3 – Estímulos

Se sentir necessidade de algum estímulo externo, pode personalizar o seu espaço de meditação, colocando velas, flores, imagens ou uma música para ajudar na concentração. Alguns especialistas afirmam que jejuar antes de meditar ajuda na busca pelo autoconhecimento.

Passo 4 – Tenha foco

A meditação precisa ser um exercício diário para fazer efeito. Crie um horário fixo e tenha foco durante o tempo que se disponibilizar para concluir essa etapa na sua busca pelo autoconhecimento. Ser rígido consigo mesmo nos primeiros dias é essencial para que você se acostume com essa rotina no dia a dia.

Hora da prática:

  • Na hora de meditar não existe nada mais importante do que a forma como você se senta, é assim que você se sentirá mais relaxado.
  • Nesse momento não se preocupe com o mundo lá fora, ele simplesmente não existe. Foque no momento e diga para a sua mente que você está ocupado.
  • Cronometrar o tempo que se medita é importante, não queremos que você fique horas pensando na vida ou perdendo o foco do que realmente faz diferença na sua mente.
  • Entregue-se à experiência, não permita que sua mente fique devaneando, permita-se entrar em contato com o seu Eu mais profundo através da respiração e da tranquilidade.
  • Inspire, respire e relaxe. De olhos fechados a vida fica bem mais fácil. Seu único compromisso é com o aqui e o agora.
  • Aproveite o tempo para ver o que se passa na sua mente, deixe que ela diminua aos poucos o ritmo acelerado.
  • Não deixe de prestar atenção nos sinais que indicam uma saída para um problema.
  • Entoe mantras, deixe sua voz se conectar com a sua mente

Antes de finalizar, compreenda que esse é apenas um processo dentre muitos que você precisará fazer para se sentir verdadeiramente em paz.

A princípio você terá dificuldades comuns para aliviar a tensão, a mente é elétrica e revira os nossos registros de tudo, sem parar. Não lute contra o que você sente ou pensa, encontre equilíbrio no meio do seu caos.

Lembre-se que meditar é se encontrar, entrar em contato com você e com seus desejos e ache sua luz no meio das trevas.

É isso, tenha uma boa meditação!


Texto escrito por Juliane Rodrigues da Equipe Eu Sem Fronteiras

Sobre o autor

Eu Sem Fronteiras

Eu Sem Fronteiras

O Eu Sem Fronteiras conta com uma equipe de jornalistas e profissionais de comunicação empenhados em trazer sempre informações atualizadas. Aqui você não encontrará textos copiados de outros sites. Nossa proposta é a de propagar o bem sempre, respeitando os direitos alheios.

"O que a gente não quer para nós, não desejamos aos outros"

Sejam Bem-vindos!

Torne-se também um colunista. Envie um e-mail para [email protected]