Saúde Integral

Dicas para envelhecer com saúde

Eu Sem Fronteiras
Escrito por Eu Sem Fronteiras

Éconsiderado idoso o indivíduo com 60 anos. Há muito tempo, os idosos não esperavam muita coisa. Jogar dominó, ler jornal e assistir televisão eram as diversões dos homens. Crochê, tricô e bordado sentada na cadeira de balanço eram os passatempos femininos. O casal se divertia cuidando dos netos.

Era como se a terceira idade fosse um fim. Após criar os filhos e trabalhar não havia mais nada a fazer. Como as pessoas começavam a trabalhar, casavam e tinham filhos cedo e a expectativa de vida era baixa, a aposentadoria vinha muito cedo se comparado a hoje. Aos 45, 50 anos, mulheres e homens já eram considerados improdutivos em todos os sentidos.

Porém, o saneamento básico, a descoberta de vacinas e remédios prolongaram a vida. Atualmente, estima-se que a expectativa no Brasil das mulheres seja de 78 anos.  Os homens vivem em média 71 anos. Entretanto, tais avanços não significam vida mais saudável. O prolongamento da vida veio com uma série de problemas.

O aumento da expectativa de vida fez as pessoas trabalharem mais.
O ar condicionado impede que a sujeira externa entre no ambiente, desde que os filtros estejam limpos. Porém, nada adianta se o local tiver carpetes cheios de ácaros e pessoas fumando. Neste caso, o aparelho faz os poluentes circularem.

Atualmente, trabalha-se cada vez mais. Vive-se cada vez menos. Como diz a canção “Capitão de Indústria”, dos Paralamas, não há “tempo livre de ser”. Acordar, dormir e correr para trabalhar. As conquistas alcançadas pelas jornadas de trabalho extenuantes perdem o valor. Entretanto, não há como jogar tudo para o alto e ir criar galinhas. Até mesmo o mínimo custa muito caro.

A intransigência dos governos em não investir em transporte público, faz as pessoas serem transportadas precariamente. Cavalos e gado de exposições recebem melhor tratamento no transporte. Para fugir do aperto, o carro é a solução. E lá vamos nós trabalharmos, estressar corpo e mente até liquidarmos nossas existências para quitar o financiamento.

O carro é solução para você. E também para milhões. Em São Paulo, durante o ano de 2014 foram emplacados 509 veículos por dia. Imagina o volume de gases tóxicos desses 186 mil carros. O monóxido de carbono invade a corrente sanguínea. Causa dor de cabeça, doenças respiratórias, levando à morte. O metano e o benzeno são cancerígenos e colaboram com o aquecimento global. O óxido de nitrogênio também aumenta a temperatura do planeta. Irritação ocular, problemas respiratórios e cardiovasculares são consequências da exposição a este gás.

Doenças ligadas à poluição
  • Asma: Crianças expostas à poluição os pulmões trabalham mais devagar. Isso causa problemas respiratórios. A asma é muito comum neste grupo. A doença, quando não tratada corretamente, leva à morte. Segundo especialistas, no país são 8 mortes diárias.
  • Rinite e bronquite: A rinite está ligada à asma. Quase 80% dos asmáticos têm rinite. Provoca irritação no nariz, garganta, congestão nasal e tosse. A bronquite pode ser aguda, acompanhada por gripe ou outra doença respiratória. A crônica desencadeia várias e recorrentes crises. Fadiga, tosse com secreção, falta de ar e chiado no peito são os sintomas. As duas também podem ser fatais.
  • Doença Pulmonar Obstrutiva Crônica (DPOC): Destrói os alvéolos pulmonares. Parecidos com favos de mel, são estruturas responsáveis pela hematose pulmonar. O procedimento é a troca gasosa entre o sangue e o ar nos pulmões. A doença inflama o sistema respiratório. Bronquite e pneumonia são as principais manifestações da DPOC.
  • Câncer de pulmão: A doença com altos índices de mortalidade no mundo também é consequência da poluição. Projeções do Instituto Nacional de Câncer apontam 27.350 novos casos entre 2014/2015. Combustíveis ecológicos, e sobretudo, políticas de transporte público ecológicos precisam ser desenvolvidos e aplicados para ontem.  
A relação poluição, Alzheimer e Parkinson

Ainda com São Paulo como exemplo, a poluição equivale a fumar 1500 cigarros por ano. A exposição ao chumbo, cádmio e mercúrio está ligada ao Alzheimer e Parkinson. De acordo com dados da pesquisa realizada publicada no periódico F1000Research, onde ratos foram utilizados no estudo, houveram alterações como o desenvolvimento de placas amiloides de Alzheimer após contato com nanopartículas de níquel aerosol, presentes na poluição. Contudo, vale frisar que o trabalho dos pesquisadores ainda está no começo, e ainda não é possível afirmar como a poluição efetivamente interfere no Alzheimer e Parkinson.

Mas, envelhecer não deve ser sinônimo de doenças e sofrimento.
Mesmo nas grandes cidades é possível chegar à terceira idade com saúde física e mental. Atitudes positivas durante a juventude proporcionam uma velhice saudável. Atividade física, beber muita água, alimentação saudável, exercitar o cérebro, dormir bem, cultivar amizades e pensamento positivo faz da terceira idade a melhor idade. Vejam como tais atos contribuem para o envelhecimento saudável.

Atividade física

shutterstock_113849278

Evita hipertensão, diabetes, colesterol alto, doenças cardíacas e osteoporose. Traz muita disposição e é uma ótima maneira para fazer novas amizades. Atenção, consulte um médico e um educador físico antes de iniciar qualquer exercício. Mas, para começar, ande pelo quarteirão, se morar em prédio com quadra, ande pela dependência.

Beber água

Olha ela aí. Não dá para falar em vida saudável sem ela. Ingira dois litros por dia. O líquido facilita a digestão, evita infecções e absorve os nutrientes da alimentação. A água mantém pele e cabelos sempre bonitos.

Alimentação saudável

Frutas, legumes e verduras devem ser companheiros. Invista nas gorduras boas. Consuma abacate (in natura e como óleo), peixes, azeitonas e manteiga de castanhas. O ovo, antes vilão, hoje é reconhecido como um dos alimentos mais ricos. A colina é bom para o cérebro, sistema nervoso e cardiovascular. O chocolate amargo melhora a função dos vasos sanguíneos. Azeite de oliva é ótimo para o coração, reduz a pressão e previne alguns tipos de câncer. Castanhas diminui risco de problemas cardíacos e de diabetes tipo 2. A linhaça também é amiga do coração.  A moderação é o segredo para extrair o melhor destes alimentos. O leite, fonte de cálcio e vitamina D, fortalece os ossos, evitando osteoporose.

Exercitar o cérebro

Ele também precisa ser estimulado. Estudar, assistir filmes, fazer palavras cruzadas, exercícios de memória são ótimos exercícios. Nas palavras do geriatra João Toniolo, essas atividades funcionam como uma “fisioterapia mental” e deixam a memória e capacidade de raciocínio tinindo. Para comprovar isso, basta ver os idosos que praticam atividades intelectuais. Eles pensam rápido e têm memória de elefante.

Dormir bem

Mal humor e falta de concentração não são os únicos problemas de dormir mal. Lapsos de memória, aumento de peso, diabetes tipo 2, hipertensão, ansiedade e depressão podem surgir. Para ter uma boa noite de sono, ingira cafeína no máximo até seis horas antes de dormir. Não tenha televisão, computador e celular no quarto. A luz inibe a produção de melatonina. O hormônio ajusta nosso relógio biológico. Durma de 7 a 8 horas por noite seguindo essas dicas, seu corpo vai agradecer com muita disposição.

Cultivar amizades

A perda do cônjuge, a independência dos filhos trazem depressão. Por isso, a importância das amizades. Pesquisa realizada pela Universidade Brigham Young (EUA) prova que pessoas com têm amigos vivem 50% mais. O estudo ainda aponta que a solidão traz mais prejuízos que a obesidade. Os dados foram publicados na revista PLoS Medicine e ainda revela que os efeitos da solidão são equivalentes a 15 cigarros diários e ao alcoolismo. Não recuse convites para cinema, almoços, jantares, bailes ou qualquer outra atividade social. Conversar, sorrir faz um bem danado ao corpo e mente. Viúvos, atenção: vai que nesses programas não surja uma nova paixão.

Pensamento positivo

Super importante. As palavras têm imenso poder.
A psicóloga Sylvia Flores afirma que as palavras “determinam nossas atitudes perante a vida”. Flores ainda relata a profecia autorrealizadora. Quando falamos alguma coisa para alguém (o outro ou nós mesmos), isso ganha tal força que se torna verdade. Por isso, xô, pessimismo. Sentimentos negativos aumentam o nível de cortisol, hormônio responsável pelo estresse. Isso eleva o nível de açúcar no sangue, a pressão arterial e afeta o sistema imunológico. Veja você e o mundo com bons olhos. Você e o mundo são o que você diz. Quando não estiver bem, dê uma volta, converse com um amigo. Pratique meditação ou ioga, técnicas voltadas ao descobrimento e conexão com o eu interior.

Check up

Importante na vida de qualquer pessoa. A partir dos 45 anos, faça esta bateria de exames anualmente. A prevenção é sempre o melhor remédio. O tratamento de uma doença descoberta no início é mais eficaz e menos doloroso. Vejam o que avalia o check up:

  • Estilo de vida
  • Riscos de diabetes e doenças cardiovasculares
  • Riscos de depressão
  • Riscos de dificuldade ou perda da mobilidade
  • Orientação sobre os riscos do tabagismo

Muitos hospitais possuem espaços exclusivos para a realização do check up. Marque na agenda este compromisso com a sua saúde. A sua vida agradece este gesto de carinho.

A terceira idade tem tudo para ser a melhor idade.
Você já trabalhou, criou os filhos e não deve nada a ninguém. Muita gente nesta fase diz renascer. Curtem a vida ao máximo, dança, viajam, voltam aos bancos escolares, namoram. Não dizem que o amor não tem idade? Quem disse isso está certíssimo.

Sexo e terceira idade

O lançamento do Viagra, em 1998 inaugurou uma revolução sexual. Com o medicamento, os homens puderam vivenciar sua sexualidade com mais plenitude. Os lubrificantes vaginais permitem as mulheres mais velhas a terem relações sexuais sem incômodos.

A ejaculação precoce deixa de ser um tormento, visto que o avanço na idade retarda a ejaculação. A frequência sexual é menor, porém, a percepção sobre ele é diferente. O orgasmo não é mais uma disputa. As preliminares ganham destaque e são tão prazerosas quanto a consumação do ato.

Procure orientação médica antes de tomar qualquer medicamento. Curta o sexo sem neuras.
Vovós e vovôs pacatos, sentados em cadeiras de balanço é coisa do passado. Os idosos podem e devem ter uma vida ativa em todos os sentidos. E que tal recapitularmos os caminhos para envelhecer com muita saúde?

  • Check up anual a partir dos 45 anos
  • Atividade física
  • Alimentação balanceada
  • Dois litros de água por dia
  • Exercitar o cérebro
  • Dormir bem
  • Cultivar amizades
  • Pensar positivo
  • Amar

A terceira idade está de cara nova. Cara de estudante, de trabalhador, de amante, de gente feliz.
Os novos idosos simplesmente querem o melhor. Quem ignora isso está por fora. A ânsia por novidades agita o mercado. O turismo percebeu isso há muito tempo. O programa Viaja Melhor Terceira Idade com preços e condições de pagamentos, já levou essa turma para os quatro cantos do Brasil.

E a internet? Nada escapa deles. Com a ajuda dos netos, em cursos voltados à terceira idade ou sozinhos, os idosos desvendam os mistérios e descobrem as maravilhas da rede. Conversar com os amigos, combinar passeios, paquerar, fazer compras… Nossos amigos experientes fazem as mesmas coisas que os mais jovens. Se você é idoso e antenado às tecnologias, ou seus pais e avós estão neste time, uma dica super legal é o site. Lá em dicas de saúde, educação, empregos, turismo, além de um espaço voltado aos direitos da melhor idade. Conheça também o perfil no Facebook.  A página é repleta de mensagens que contagiam a todos.

Foi muito bom este bate papo. Falar sobre envelhecer com saúde acende uma luz em nossos túneis. O ideal é termos atitudes positivas desde sempre, mas, nunca é tarde para termos mais carinho com a gente mesmo, não é? Claro que no coração dessa moçada experiente às vezes bate uma tristeza. Porém, não pode deixar a peteca cair. O negócio é seguir em frente. A vida começa aos 40, os sessentões estão na flor da idade. Está certo que aos 50 anos, o sistema imunológico passa por alterações e o corpo fica mais vulnerável, porém, envelhecer não é o fim. Colocando nossas dicas em prática, o processo de envelhecimento é muito saudável.

Para terminar a conversa de hoje, nada melhor que o pensamento do dramaturgo grego Sófocles:

Ninguém ama tanto a vida como o homem que está a envelhecer.


Artigo escrito por Sumaia Santana da Equipe Eu Sem Fronteiras.

Sobre o autor

Eu Sem Fronteiras

Eu Sem Fronteiras

O Eu Sem Fronteiras conta com uma equipe de jornalistas e profissionais de comunicação empenhados em trazer sempre informações atualizadas. Aqui você não encontrará textos copiados de outros sites. Nossa proposta é a de propagar o bem sempre, respeitando os direitos alheios.

"O que a gente não quer para nós, não desejamos aos outros"

Sejam Bem-vindos!

Torne-se também um colunista. Envie um e-mail para [email protected]