Ho'oponopono

Ho’oponopono: aprenda mais sobre essa oração poderosíssima!

Você já pensou em eliminar a culpa, a mágoa e o ressentimento de sua vida? Tem sido difícil lidar com os pensamentos do passado, que insistem em te assombrar e impactar negativamente o seu presente? Então fique sabendo que existe uma prática milenar havaiana que pode te ajudar nessa missão: o Ho’oponopono.

“Ho’oponopono”, em tradução livre, significa “reparar um problema e ordenar as coisas”. Trata-se de uma técnica que nos ajuda a transmutar os pensamentos, emoções e comportamentos, libertando-nos de padrões limitantes e promovendo autoaceitação e autoperdão.

Essa técnica, que tem mais de 3.000 anos de existência, foi criada pelos kahunas (espécie de xamãs havaianos) e aprimorada pela sacerdotisa havaiana Morrnah Nalamaku Simeona. A prática ficou mundialmente conhecida graças ao psicólogo, também havaiano, Ihaleakala Hew Len, que aplicou o mantra nas fichas de presos de uma ala do hospital psiquiátrico onde trabalhava, transformando positivamente esse setor.

Qual é o mantra do Ho’oponopono?

O mantra Ho’ponopono tem a missão de curar nossas dores, especialmente as que decorrem das ações que praticamos. Portanto, ele nos chama à responsabilidade por nossos atos, pensamentos e emoções, auxiliando-nos a encontrar um caminho de apaziguamento mental e espiritual.

Por meio de quatro frases, percebemos nossas ações, praticamos a humildade, reconhecendo nosso papel naquilo que acontece ao nosso redor, aprendemos a nos desculpar e encontramos a paz de espírito tão necessária para seguir em frente, usando um caminho de compaixão, autoperdão e amor.

Conheça um pouco melhor cada frase que compõe o mantra:

  • Sinto muito: abertura do mantra, é o ponto em que reconhecemos nossas falhas e nos mostramos honestamente arrependidos quanto a elas, assumindo a humildade e a responsabilidade, com o intuito de começar a operar a faxina mental.
  • Me perdoe: o perdão é uma atitude poderosíssima, não é para qualquer um, pois nem todo mundo pede perdão com sinceridade, com o coração. Aqui, perdoamos a nós mesmos, o outro e pedimos perdão. Para seguirmos em frente livres do peso dos ressentimentos, essa etapa é essencial.
  • Eu te amo: representa a renovação, a emanação de energias boas, bondade, benevolência e a capacidade de dar ao outro (e a nós mesmos) o nosso melhor, com o coração limpo e a alma liberta, promovendo a autoaceitação.
  • Sou grato: última etapa do mantra, é a consagração da nossa humildade, é o ato de receber a vida com leveza, tornando-se satisfeito e agradecido por todas as benesses, percalços e lições. Trata-se de alcançar a plenitude e o poder de seguir em frente com o coração e a alma limpos.

O que acontece quando se faz o Ho’oponopono?

Imagem de uma mulher com a mão no pescoço, perto do coração, e com feição de tranquilidade e alegria, de olhos fechados.
Delmaine Donson de Getty Images Signature / Canva

Quando você passa a praticar o Ho’oponopono, aprende a deixar ir e a retirar todas as mágoas do coração e os sentimentos ruins da mente. Mas há outros tantos benefícios que essa técnica pode trazer que renderia uma vasta lista. Até porque se trata de uma experiência particular. No geral, vamos elencar algumas benesses, a seguir.

  • Promoção da paz interior: quando você aprende a se perdoar e enxergar o mundo e a si mesmo com mais compaixão, consegue alcançar paz de espírito, obtendo leveza na alma e nas emoções.
  • Regeneração das memórias celulares: a prática ajuda a fazer uma “faxina” mental, limpando os traumas e aquele vaivém de dores e remorsos. Paramos de remoer sentimentos, neutralizando lembranças ruins e abrindo espaço para boas sensações.
  • Maior controle de pensamentos e ações: quando aprendemos a lidar com nossos sentimentos, passamos a entendê-los melhor, com isso, temos a capacidade de tomar decisões mais acertadas.
  • Reconciliação com o passado: perdoar não é esquecer, mas sim, fazer as pazes com o passado, com as nossas ações pregressas. O Ho’oponopono nos ajuda a digerir essas ações e permite que nos libertemos da culpa, do remorso, das mágoas.
  • Redução dos níveis de estresse: toda prática meditativa ajuda a reduzir o estresse e a ansiedade. E com o Ho’oponopono, não é diferente. Sem falar que a gratidão e a felicidade geradas com o mantra promovem uma indiscutível sensação de bem-estar.
  • Manutenção de relacionamentos saudáveis: a prática promove a empatia, o respeito — pelos outros e por si mesmo. Isso ajuda a criarmos limites, impedindo relacionamentos abusivos, de ambas as partes.
  • Promoção do autoconhecimento: o Ho’oponopono nos permite refazer os passos até o passado, não para reviver os traumas, mas para entender como lidávamos com os pensamentos. Isso promove o autoconhecimento, faz com que nos conectemos com nós mesmos.
  • Fortalecimento da autoestima: com o autoconhecimento, vem o fortalecimento da autoestima. Passamos a nos respeitar mais e nos colocar apenas nos lugares onde cabemos, sem que precisemos nos encolher ou ampliar para nos encaixarmos.

Como dissemos, a prática do mantra Ho’oponopono é uma experiência individual, que vai ativar sensações particulares para cada pessoa. Sendo assim, até os benefícios podem variar, com base na experiência de cada um. Essa é a magia da autodescoberta, promovida por uma filosofia que partiu da mão de sábios, verdadeiros curandeiros da alma.

Ho’oponopono oração original

Além do mantra do Ho’oponopono, há também a oração original. Uma força — e tanto — a mais para limpar a alma e o coração de qualquer traço de sentimento sombrio. Confira-a na íntegra:

“Divino Criador, Pai, Mãe, filho — todos em um.
Se eu, minha família, os meus parentes e antepassados ofendemos Sua família, parentes e antepassados em pensamentos, fatos ou ações, desde o início de nossa criação até o presente, nos pedimos o Seu perdão. Deixe que isto se limpe, purifique, libere e corte todas as memórias, bloqueios, energias e vibrações negativas. Transmute essas energias indesejáveis em pura LUZ. E assim é.
Para limpar o meu subconsciente de toda a carga emocional armazenada nele, digo uma e outra vez durante o meu dia as palavras-chave do Ho’oponopono.
EU SINTO MUITO, ME PERDOE, EU TE AMO, SOU GRATO.
Declaro-me em paz com todas as pessoas da Terra e com quem tenho dívidas pendentes. Por esse instante e em seu tempo, por tudo o que não me agrada de minha vida presente
EU SINTO MUITO, ME PERDOE, EU TE AMO, SOU GRATO.
Eu libero todos aqueles de quem eu acredito estar recebendo danos e maus tratos, porque simplesmente me devolvem o que eu fiz a eles antes, em alguma vida passada.
EU SINTO MUITO, ME PERDOE, EU TE AMO, SOU GRATO.
Ainda que me seja difícil perdoar alguém, sou eu quem pede perdão a esse alguém agora, por este instante, em todo o tempo, por tudo o que não me agrada em minha vida presente.
EU SINTO MUITO, ME PERDOE, EU TE AMO, SOU GRATO.
Por este espaço sagrado que habito dia-a-dia e com o qual não me sinto confortável.
EU SINTO MUITO, ME PERDOE, EU TE AMO, SOU GRATO.
Pelas difíceis relações das quais guardo somente lembranças ruins.
EU SINTO MUITO, ME PERDOE, EU TE AMO, SOU GRATO.
Por tudo o que não me agrada na minha vida presente, na minha vida passada, no meu trabalho e o que está ao meu redor, Divindade, limpa em mim o que está contribuindo com minha escassez.
EU SINTO MUITO, ME PERDOE, EU TE AMO, SOU GRATO.
Se meu corpo físico experimenta ansiedade, preocupação, culpa, medo, tristeza, dor, pronuncio e penso: minhas memórias, eu te amo! Estou agradecido pela oportunidade de libertar vocês e a mim.
EU SINTO MUITO, ME PERDOE, EU TE AMO, SOU GRATO.
Neste momento, afirmo que TE AMO. Penso na minha saúde emocional e na de todos os meus seres amados… TE AMO.
Para minhas necessidades e para aprender a esperar sem ansiedade, sem medo, reconheço as minhas memórias aqui neste momento.
SINTO MUITO, TE AMO.
Minha contribuição para a cura da Terra:
Amada Mãe Terra, que é quem Eu Sou…
Se eu, a minha família, os meus parentes e antepassados te maltratamos com pensamentos, palavras, fatos e ações desde o início de nossa criação até o presente, eu peço o Teu perdão, deixa que isso se limpe e purifique, libere e corte todas as memórias, bloqueios, energias e vibrações negativas, transmute estas energias indesejáveis em pura LUZ e assim é.
Para concluir, digo que esta oração é minha porta, minha contribuição, à tua saúde emocional, que é a mesma minha, então, esteja bem. E na medida em que você vai se curando, eu te digo que…
Eu sinto muito pelas memórias de dor que compartilho com você.
Te peço perdão por unir meu caminho ao seu para a cura.
Te agradeço por estar aqui para mim…
E TE AMO por ser quem você é.”

Quantas vezes temos que rezar o Ho’oponopono?

É importante ressaltar que não existe uma regra sobre quantidade ou frequência para a prática da oração ou mesmo do mantra. Você pode repetir quantas vezes forem necessárias, nos dias em que sentir necessidade.
Há algumas variações em que o mantra pode ser repetido 108 vezes, com o auxílio do japamala (aquele colar com contas, usado em meditações), durante 21 dias, conforme a necessidade. Para saber mais sobre essa frequência e os objetivos, consulte nosso conteúdo completo sobre o tema.

Você também pode gostar

Mentalize, recite, escreva… não importa a forma como você vai fazer a oração do Ho’oponopono. O que importa é se encher dos melhores sentimentos, abraçar suas falhas e ficar de bem com o passado — afinal, foi ele que te trouxe até aqui, não é? Deixe o amor inundar você e as pessoas ao seu redor, perdoe, seja grato, desculpe-se consigo mesmo. Siga em frente e esteja sempre em paz, porque é na paz que mora a felicidade!

Sobre o autor

Eu Sem Fronteiras

O Eu Sem Fronteiras conta com uma equipe de jornalistas e profissionais de comunicação empenhados em trazer sempre informações atualizadas. Aqui você não encontrará textos copiados de outros sites. Nossa proposta é a de propagar o bem sempre, respeitando os direitos alheios.

"O que a gente não quer para nós, não desejamos aos outros"

Sejam Bem-vindos!

Torne-se também um colunista. Envie um e-mail para colunistas@eusemfronteiras.com.br