Autoconhecimento

O que é uma pessoa demissexual?

Bandeira semissexual pintada em uma velha parede de tijolos
millenius / 123RF
Escrito por Eu Sem Fronteiras

Você já se sentiu incapaz de se envolver sexualmente com alguém ou até mesmo de dar um beijo numa pessoa sem antes sentir que existia uma conexão sentimental e emocional com ela? Pois então você pode ser demissexual!

Os temas que envolvem gênero, sexualidade e orientação sexual são alguns dos que mais estão passando por progresso e descobertas neste momento, especialmente nas redes sociais, por isso é comum que fiquemos um pouco perdidos com tantas novidades e, principalmente, com tantas palavras e conceitos novos. Mas não se preocupe! Estamos aqui para ajudar você. Preparamos um artigo com o objetivo de explicar o que é demissexualidade. Confira!

O que é demissexualidade?

De maneira resumida, demissexuais são as pessoas que só se sentem à vontade para fazer sexo ou ter outra relação afetiva, ou mesmo que só sintam desejo de fazer essas coisas com pessoas com quem já tenham uma relação/conexão emocional estabelecida, ou seja, são pessoas que não gostam/têm dificuldade/não conseguem se guiar apenas por atração física e/ou sexual, então precisam criar vínculos com as pessoas antes que esses desejos se manifestem.

A demissexualidade é considerada uma orientação sexual, visto que define o modo como uma pessoa manifesta (ou não) a sua sexualidade. Ao contrário do que se estabeleceu há algum tempo, não há somente heterossexualidade, homossexualidade e bissexualidade como orientações sexuais, mas muitos outros fatores que podem ser combinados e se influenciar mutuamente em relação à sexualidade de alguém. Uma pessoa pode, por exemplo, ser bissexual e demissexual, ou heterossexual/homossexual e demissexual.

Dados com letras que juntos formam o nome demisexual
Sharon McCutcheon / 123RF

A demissexualidade, portanto, não influencia o tipo de pessoa que atrai um demissexual, mas o tipo de relação que deve estar estabelecida para que o desejo e a atração sexual se manifestem nela.

Quanto a isso, a demissexualidade, assim como qualquer outro tipo de orientação sexual, é bastante individual. Há demissexuais que precisam conversar e se relacionar por meses com pessoas para sentir desejo sexual, há demissexuais que sentem desejo após uma breve conversa, há demissexuais que levam anos para isso, que precisam ouvir determinadas palavras, estar em certos ambientes ou sentindo sentimentos específicos para sentirem desejo, dentre tantas outras múltiplas e diversas possibilidades.

Semissexualidade às vezes é utilizada como sinônimo de demissexualidade, ainda que com pouca frequência.

O que é assexualidade?

Assexualidade é um termo guarda-chuva que engloba diversos tipos de orientação sexual e manifestações de sexualidade. A assexualidade estrita é a ausência de qualquer desejo sexual e vontade de fazer sexo. Entre a sexualidade estrita e a sexualidade, porém, há o que é chamado de assexualidade cinza, que inclui, por exemplo, a demissexualidade.

Um casal debaixo de um guarda-chuva. Foto em preto e branco.
Polina Tankilevitch / Pexels

Essa assexualidade cinza é assim conhecida por ser um meio-termo entre a sexualidade (desejo sexual conduzido pela atração física/emocional) e a assexualidade estrita (ausência completa de desejo sexual). As pessoas que se encaixam na assexualidade cinza, em geral, têm desejo sexual e vontade de fazer sexo, desde que algumas circunstâncias ou especificidades sejam cumpridas. Outros exemplos, para ilustrar:

— Sapiossexualidade: sapiossexuais são pessoas para quem a atração física tem pouca ou nenhuma importância na hora de sentir desejo, porque o que importa é a inteligência e a capacidade intelectual da pessoa;

— Reciprossexualidade: tipo de orientação sexual em que a pessoa só sente desejo ao saber, antes, que a outra pessoa sente desejo por ela;

— Dentre muitos outros tipos possíveis.

A bandeira demissexual

O movimento LGBTQIA+ é conhecido por suas bandeiras coloridas, nas quais cada cor simboliza um tipo de identidade de gênero, orientação sexual, dentre outras características. A demissexualidade, porém, não tem sua própria bandeira, mas é comum que, quando falamos sobre ela, seja usada uma bandeira com cinco listras: duas roxas, na base e no topo, duas cinzas, abaixo e acima dessas roxas, e uma branca no meio.

As listras roxas se referem à sexualidade, ou seja, às pessoas que sentem desejo e atração sexual por outras com base na atração física e no vínculo emocional que têm com elas. As listras cinzas estão ali para representar a assexualidade cinza, ou seja, as pessoas que têm desejos sexuais mediante determinadas circunstâncias ou especificidades. A listra branca, no meio, representa as assexualidade estrita, isto é, a ausência completa de desejo sexual.

E se eu for demissexual?

Obviamente, não há problema nenhum. Em primeiro lugar, quanto mais você se conhecer, mais chances têm de encontrar paz, tranquilidade e felicidade quanto ao seu gênero e à sua orientação sexual, mas não há nenhuma pressa nesse processo, porque o modo como nos vemos e como manifestamos nosso desejo e nossa sexualidade está sempre em transformação ao longo da vida.

Mas se você sente que só consegue sentir atração física e desejo sexual por uma pessoa quando sente que está conectado a ela emocionalmente e que há algum tipo de relação já estabelecida entre vocês, há chances de você ser demissexual.

Você também pode gostar

Isso não é nenhum diagnóstico nem um rótulo que você deve carregar ao longo da vida, até porque o modo como você manifesta sua sexualidade ou se sente atraído sexualmente por alguém pode mudar, mas essa informação pode ser importante para que você entenda como é melhor se relacionar com alguém e o que você busca para a sua vida afetiva e sexual.

E aí, o que você achou da demissexualidade? Você se identifica com essa orientação sexual? Lembre-se: caso se identifique, busque entender sua sexualidade como algo individual, não baseado num rótulo. O importante é que você seja feliz, inclusive sexualmente! Busque se conhecer e manter uma relação saudável consigo mesmo!

Sobre o autor

Eu Sem Fronteiras

O Eu Sem Fronteiras conta com uma equipe de jornalistas e profissionais de comunicação empenhados em trazer sempre informações atualizadas. Aqui você não encontrará textos copiados de outros sites. Nossa proposta é a de propagar o bem sempre, respeitando os direitos alheios.

"O que a gente não quer para nós, não desejamos aos outros"

Sejam Bem-vindos!

Torne-se também um colunista. Envie um e-mail para colunistas@eusemfronteiras.com.br