Espiritualidade

O significado da Páscoa para as religiões

Eu Sem Fronteiras
Escrito por Eu Sem Fronteiras

Considerada a mais antiga e importante festa cristã, a Páscoa ou Domingo de Ressurreição é uma data religiosa que, como o próprio nome diz, comemora a Ressurreição de Cristo. Não há uma data oficial no calendário, tudo depende da data da quarta-feira de cinzas, onde se inicia a quaresma, 47 dias antes da Páscoa.

Alguns símbolos foram escolhidos para representar a data. O coelho, conhecido como o animal da fertilidade, pois se reproduz em grandes ninhadas, representa além do nascimento, a fertilidade e a esperança. Para os povos antigos, especialmente para os cristãos, o coelho passou a representar a ressurreição de Cristo. Já os ovos, também do ponto de vista religioso, indica o nascimento. O costume de presentear as pessoas com ovos nasceu no Leste Europeu. Com a chegada da primavera, estação das flores, os ovos de galinha eram cozidos e decorados com tinta e representavam a colheita e a fertilidade do solo. O ovo de chocolate entrou para as tradições apenas depois do século XVIII.

Mas a Páscoa tem significado diferente para algumas religiões. Entenda agora:

Católicos

Segundo os cristãos, Jesus Cristo ressuscitou após a morte. Ou seja, o domingo de Páscoa é um dia de comemoração da vida sobre a morte ou do bem sobre o mal.

Espíritas

Na doutrina do espiritismo, não há ritualismo. A Páscoa é uma data simbólica apenas caracterizada pela renovação interna e evolução espiritual.

Judeus

A Páscoa Judaica está ligada há acontecimentos ocorridos há três mil e trezentos anos e simboliza a libertação dos judeus do cativeiro do Egito. Caracterizada principalmente como data da liberdade.

Evangélicos

Crown of thorns on a white background Easter religious motif comDa mesma maneira como todos os cristãos, os evangélicos consideram a semana da páscoa uma data sagrada. O domingo representa a salvação da humanidade diante de seus pecados. Assim como os católicos, eles comemoram a vitória da vida sobre a morte e, acima de tudo, a volta de Jesus como o grande salvador.

Mulçumanos

A Páscoa não é comemorada pelos mulçumanos. A data mais importante para o islamismo é Ramadã, mês que foi revelado o Alcorão. Os devotos passam 30 dias em jejum.

Budistas

Também não comemoram a Páscoa. Eles possuem seu próprio calendário e determinam suas festas. A mais importante delas é data de nascimento, iluminação e morte do Buda, conhecida como Hanatmatsuri. A comemoração de todos esses acontecimentos ocorre no mesmo dia.


  • Escrito por Natália Nocelli da Equipe Eu Sem Fronteiras.

Sobre o autor

Eu Sem Fronteiras

Eu Sem Fronteiras

O Eu Sem Fronteiras conta com uma equipe de jornalistas e profissionais de comunicação empenhados em trazer sempre informações atualizadas. Aqui você não encontrará textos copiados de outros sites. Nossa proposta é a de propagar o bem sempre, respeitando os direitos alheios.

"O que a gente não quer para nós, não desejamos aos outros"

Sejam Bem-vindos!

Torne-se também um colunista. Envie um e-mail para [email protected]