Saúde Integral

Psicoterapia: conheça os vários tipos desta terapia

Psychological notes
Eu Sem Fronteiras
Escrito por Eu Sem Fronteiras

A psicoterapia teve influências do movimento Iluminista e dos filósofos Voltaire e Rousseau com seus fundamentos antropológicos. O tratamento é indicado para depressão, ansiedade, problemas de relacionamentos em geral, compulsões, entre outras dificuldades emocionais. A duração varia de 6 a 12 meses e até anos. Conheça aqui os vários tipos de psicoterapia e veja em qual sua personalidade pode se encaixar.

  • Psicanálise

Desenvolvida pelo psiquiatra Sigmund Freud, a psicanálise explica que os comportamentos e sentimentos são explicados por desejos que estão em nosso inconsciente. O psicanalista interpreta as palavras e ações do paciente, fazendo conexões que levam o indivíduo a ter insights para entender seus sentimentos e pensamentos, levando à compreensão destes. O paciente pode ou não ficar deitado de costas para o psicanalista.

Indicação: problemas crônicos de personalidade.

Duração: quatro sessões semanais por vários anos.

  • Lacaniana

Desenvolvida pelo psicanalista francês Jacques-Marie Émile Lacan, discípulo de Freud, a terapia lacaniana é semelhante à psicanálise. O terapeuta interpreta palavras, piadas e atos falhos do paciente e também interpreta os sonhos no intuito de chegar ao inconsciente.

Indicação: quem busca autoconhecimento pleno.

Duração: sessões de 15 minutos a 2 horas por muitos anos.

  • Cognitivo-comportamental

Criada nos anos 1960 pelo psicólogo americano Aaron Beck, a terapia cognitivo-comportamental “treina” o paciente a mudar pensamentos negativos como: “Eu não sou capaz”. É uma psicoterapia breve, pois é voltada para problemas atuais. Ela pode ser aliada da meditação, hipnose e do life coaching.

Indicação: pessoas com problemas pontuais, como falta de autoestima e transtorno compulsivo-obsessivo.

Duração: 20 a 30 sessões que duram de 40 a 50 minutos.

  • Cognitiva-construtivista

O conceito da terapia cognitiva-construtivista é a associação do sistema nervoso central aos problemas psicológicos.

Indicação: pessoas com lesões cerebrais e problemas degenerativos.

Duração: depende do caso.

  • Jungiana

Também conhecida como psicologia analítica, foi desenvolvida por Carl Jung, outro discípulo de Freud. Interpretação dos sonhos, uso de diários para registro destes, pinturas, criação de cenários em uma caixa de areia e hipnose são as ferramentas de acesso ao inconsciente.

Indicação: autoconhecimento pleno.

Duração: uma sessão semanal de 50 minutos por muitos anos.

  • Gestalt-terapia

Desenvolvida nos anos 50 por Fritz Perls, na gestalt-terapia, o terapeuta também analisa família, amigos e trabalho, voz, expressões faciais, gestos e postura do paciente.

Indicação: para quem sente que está estagnado e entediado.

Duração: sessões de 50 minutos cada.

  • Terapia de Orientação Reichiana

A terapia de orientação reichiana foi criada na década de 1940 por Wilhelm Reich, médico discípulo de Freud. Reich fez a associação entre psicologia e medicina, pois os processos orgânicos estão ligados aos problemas psicológicos. Traços de personalidade são identificados por sinais corporais como rigidez ou baixo tônus muscular.

Indicação: depressão, crises de pânico, irritabilidade e dores físicas.

Duração: depende do caso.

  • Psicodrama

O médico romano Jacob Levy Moreno fundamentou o psicodrama. A terapia consiste em dramatizar situações atuais e passadas e discutir os sentimentos provocados pela encenação. Uma das técnicas é inversão de papéis, onde o paciente se coloca no lugar de outra pessoa. Pode ser individual ou em grupo e o paciente pode apenas observar.

Indicação: todas as pessoas, até os tímidos.

Duração: uma consulta semanal de 50 minutos (individual) e até 2 horas (coletivas). A evolução do paciente determina a duração do tratamento.

Essas são apenas alguns tipos de psicoterapia. Quer conhecer mais algum? É só ler este artigo: Terapia familiar: Como funciona e quem pode fazer

Texto escrito por Sumaia de Santana Salgado da Equipe Eu Sem Fronteiras.

Sobre o autor

Eu Sem Fronteiras

Eu Sem Fronteiras

O Eu Sem Fronteiras conta com uma equipe de jornalistas e profissionais de comunicação empenhados em trazer sempre informações atualizadas. Aqui você não encontrará textos copiados de outros sites. Nossa proposta é a de propagar o bem sempre, respeitando os direitos alheios.

"O que a gente não quer para nós, não desejamos aos outros"

Sejam Bem-vindos!

Torne-se também um colunista. Envie um e-mail para [email protected]