Comportamento Psicologia

Você sofre de ansiedade? Então esse artigo é pra você!

Mulher preocupada e triste com as mãos na boca prestes a chorar..
Giselli Duarte
Escrito por Giselli Duarte

Trabalhando em escritórios a gente passa a ter mais intimidade com o dia a dia das pessoas, não importa o setor de atuação. As atividades, os departamentos e as hierarquias dos colaboradores mudam, mas as reclamações ouvidas pelos corredores são as mesmas.

Nas faculdades e colégios existem pressões em cima dos alunos para que os mesmos sejam os melhores, concluam seus afazeres com excelência e mandem bem em todas as disciplinas. Afinal, o futuro profissional os esperam.

A engrenagem não para.

Mesa de trabalho com vários computadores.

Obviamente, além do trabalho e estudos, há uma vida pessoal acompanhada das mais infinitas possibilidades de obrigações e deveres, a qual cada um precisa fazer. Depois de muito corre-corre, quando a pessoa cai em si, já está com os nervos à flor da pele.

Hoje em dia as principais adversidades as quais uma grande parcela de pessoas ao redor do mundo vem se preocupando, são justamente com os grandes males do século, chamados: ansiedade, depressão, estresse e síndrome de burnout.

Homem exausto no computador durante a noite.

As pessoas estão começando a se preocupar e com razão. Mas ainda sim, por mais importante que seja, muitas empresas, escolas e faculdades ainda precisam adotar esse debate internamente para conscientizar a todos os envolvidos. Esse é o mundo ideal. Mas enquanto ainda não acontece, o importante é começar a fazer a lição de casa: se cuidar!

Estudar, trabalhar e ser melhor a cada dia são fatores importantíssimos. O que as pessoas acabaram se esquecendo, foi a importância de TAMBÉM cuidar da sua saúde mental e emocional.

O que é ansiedade?

De acordo com o Hospital Israelita Albert Einstein, a ansiedade tem origem na “preocupação intensa, excessiva, persistente e medo de situações cotidianas. Podem ocorrer frequência cardíaca elevada, respiração rápida, sudorese e sensação de cansaço.”

Homem sentado triste no chão de uma sala.

“A ansiedade pode ser normal e é um indicador de doença subjacente somente quando os sentimentos se tornam excessivos, obsessivos e interferirem na vida cotidiana.”

Além de a ansiedade desencadear devido às influências do dia a dia, trabalho e estudos, também pode surgir através do estresse pós-traumático, doenças física e genética. Existem diversos sintomas, tanto mentais quanto físicos, além de diversos tipos de distúrbios de ansiedade.

Quais são os passos para gerar essa mudança?

A principal tomada de decisão é o reconhecimento. Quem quer ter distúrbios de ansiedade ou estresse crônico? Com certeza ninguém quer! Todavia, muitas pessoas sem querer, negam que precisam de ajuda e mais ainda que tenha alguma coisa acontecendo com ela. E essa atitude não irá ajudar ninguém. Reconhecer que sim, há uma questão muito séria a ser trabalhada é um passo fundamental. Caso contrário, não importa quantos amigos, familiares e colegas de trabalho se disponibilizarão para ajudar se a pessoa não quer.

Xícara de café com desenho de coração.

A busca número UM de uma pessoa que sofre de ansiedade é procurar um médico. Faça os acompanhamentos regularmente, atualize os exames e jamais interrompa o tratamento sem prévio aviso ao médico.

Especialistas que podem diagnosticar a ansiedade são:

  • Clínico geral
  • Psiquiatra
  • Psicólogo
Você também pode gostar de:

Complementando o tratamento com os especialistas acima, existem tratamentos naturais para fazer em conjunto:

  • Investir em momentos de lazer.
  • Praticar atividades físicas.
  • Fazer uma dieta mais natural e deixar os enlatados de lado.
  • Controlar a jornada de trabalho.
  • Fazer o que você mais ama.
  • Estar com pessoas agradáveis.
  • Rir sempre será o melhor remédio.
  • Meditar.
  • Respirar lenta e profundamente várias vezes ao dia.
  • Focar sua atenção no que você estiver fazendo no momento presente.
  • Cortar os pensamentos negativos, com pensamentos bons.
  • Fortalecer o autoconhecimento.
  • Dedicar tempo para se cuidar de forma integral.
  • Tomar chás relaxantes (camomila, erva-doce, capim-cidreira).

Mulher sorrindo envolta por bexiga de coração.

  • Confiar mais em si mesmo.
  • Se perdoar mais.
  • Fazer Shiatsuterapia.
  • Praticar o amor-próprio.
  • Cuidar daqueles momentos antes de dormir.
  • Iniciar um novo hobbie para extravasar (pintar, cantar, dançar).
  • Fazer aulas de yoga.
  • Praticar corrida de rua ou andar de bicicleta.
  • Fazer aromaterapia.
  • Viajar para um lugar tranquilo, quando possível.
  • Escrever.
  • Ouvir músicas relaxantes.
  • Aplicativos para gerenciar a sua ansiedade.

Existem inúmeros aplicativos que ajudam a controlar a ansiedade. Confira alguns abaixo, mas lembre-se que eles não substituem o acompanhamento psiquiátrico e a psicoterapia:

  • Querida ansiedade: Criado pela psicóloga Camila Wolf (CRP 09/6719), ele se propõe a ensinar o usuário a observar como sua ansiedade se manifesta, o afeta e assim reduzi-la.
  • Ansiedade: Controle de Humor e Chat: Uma série de notícias sobre a ansiedade, um diário de registro de humor e a interação com outros usuários com o objetivo de se ajudarem.
  • Worry Watch – Anxiety Journal: Como se fosse um termômetro, ele faz o acompanhamento das irritações diárias para análise dos padrões de ansiedade.
  • Self-Help for Anxiety Management: registro do que te deixa ansioso, como sua ansiedade está naquele momento, entre outras ferramentas.

Celular aberto em aplicativo de ansiedade.

Não se cobre tanto. Cuida primeiro de você para que depois você cuide dos outros. Lembre-se sempre daquele aviso que a comissária de bordo dá antes do avião decolar: “em caso de despressurização, máscaras de oxigênio cairão automaticamente. Puxe uma delas, coloque-a sobre o nariz e a boca ajustando o elástico em volta da cabeça e DEPOIS auxilie os outros, caso necessário.” Ou seja, cuide de você primeiro!

Promete? <3

Sobre o autor

Giselli Duarte

Giselli Duarte

Olá,

Eu sou a Giselli, um ser em constante evolução. Na verdade todos somos, não é mesmo?

Sou graduada em marketing e amo trabalhar nessa área. Sempre gostei da parte estratégica, e por isso decidi fazer um MBA em gestão estratégica de negócios.

Sempre que posso, estudo e aprendo algumas técnicas, tanto em cursos quanto por conta própria. Desde assuntos relacionados à minha área de atuação a temas sobre autoconhecimento e desenvolvimento espiritual. O bichinho da curiosidade habita em mim.

Contatos:
Email: [email protected]
Instagram : @giselli.d
Twitter : @gisellidu
Linkedin : Giselli Duarte