Saúde Integral

SUS inclui meditação e outras práticas nos tratamentos oferecidos

Eu Sem Fronteiras
Escrito por Eu Sem Fronteiras
A ciência atesta a eficácia de terapias como a meditação. Cada vez mais a medicina convencional busca associar-se com essas práticas, prova disso é que o SUS (Sistema Único de Saúde) abriu espaço para a meditação e outros tratamentos complementares. Descubra quais são eles e como será o acesso

Quais são as novas terapias complementares oferecidos pelo SUS?

Terapias complementares como ioga, acupuntura, massoterapia, homeopatia, tratamento termal, entre outras já eram oferecidas. Em 2016, as Unidades Básicas de Saúde fizeram 2 milhões de atendimentos integrando a medicina convencional e tratamentos complementares. Entretanto, somente agora a Política Nacional de Práticas Integrativas e Complementares (PNPIC) entendeu a relevância da integração entre a medicina convencional e as práticas alternativas.

Agora, a musicoterapia, meditação, arte terapia, quiropraxia, reiki, tratamento osteopático e o tratamento neuropático integram a tabela de procedimentos do SUS. As inclusões dessas práticas constam no Diário Oficial da União e são consideradas ações de promoção e prevenção em saúde. Os novos tratamentos têm financiamento do Ministério da Saúde e são oferecidos pelos municípios.

A integração visa oferecer tratamentos que mantenham a saúde do paciente, reduzam o sofrimento e melhorem a formação dos profissionais em tratamentos complementares, afirma Allan Nuno, diretor do Departamento de Atenção Básica do Ministério da Saúde.

Conheça as novas terapias complementares do SUS
  • Musicoterapia: uso clínico do som, melodia, ritmo e harmonia para tratar crianças e adultos com problemas da fala e audição, além de reabilitar física, mental e socialmente.
  • Meditação: técnica milenar que funciona como uma limpeza mental, trazendo relaxamento físico e emocional com melhoria da respiração.
  • Arte terapia: união de elementos artísticos e psicologia para tratar distúrbios psicológicos.
  • Quiropraxia: técnica de reeducação postural para tratamento de doenças no sistema neuro-musculoesquelético.
  • Reiki: técnica japonesa que vê nas mãos elementos de reposição e harmonização energética para curar naturalmente.
  • Tratamento osteopático: surgido no século 19 nos Estados Unidos pelo médico Andrew Taylor Still, o tratamento osteopático é a estimulação manual por meio de massagens e exercícios dos músculos, articulações, tendões, ligamentos, fáscias, vísceras e tecido vascular e linfático.

É bastante interessante a inclusão de medicina complementar no SUS, não é!? Leia mais sobre essa integração aqui.


Texto escrito por Sumaia de Santana Salgado da Equipe Eu Sem Fronteiras.

Sobre o autor

Eu Sem Fronteiras

Eu Sem Fronteiras

O Eu Sem Fronteiras conta com uma equipe de jornalistas e profissionais de comunicação empenhados em trazer sempre informações atualizadas. Aqui você não encontrará textos copiados de outros sites. Nossa proposta é a de propagar o bem sempre, respeitando os direitos alheios.

"O que a gente não quer para nós, não desejamos aos outros"

Sejam Bem-vindos!

Torne-se também um colunista. Envie um e-mail para [email protected]