Saúde Integral

Dicas para desintoxicar o corpo

Mulher sentada de costas em posição de lótus em pedra com mar ao fundo
123RF / kiterin
Escrito por Eu Sem Fronteiras

Com raras exceções, a maioria de nós está exposta a agentes tóxicos todos os dias. A poluição está por toda a parte, repleta de gases tóxicos emanados por meio de automóveis, caminhões, ônibus e indústrias diversas.

A poluição do ar é tão séria que a Organização Mundial da Saúde (OMS) estima a morte anual de sete milhões de pessoas, devido a acidentes vasculares cerebrais, câncer de pulmão, doenças pulmonares crônicas, infecções respiratórias, incluindo a pneumonia, em função de partículas de ar poluído que impregnam os pulmões e o sistema cardiovascular.

Os hábitos alimentares também podem ser vilões, principalmente quando incluem alimentos que liberam toxinas que aceleram o envelhecimento das células e provocam doenças cardiovasculares e degenerativas.

Homem tossindo com braço em frente ao rosto
Cottonbro / Pexels

O consumo de alimentos processados, embutidos, acrescidos de compostos químicos para realce do sabor, conservantes, estabilizantes, corantes, sódio, adoçantes e outros também intoxica o organismo e pode provocar muitas doenças. É fundamental ajudar o organismo a eliminar as toxinas e resíduos nocivos à saúde, desses e de outros agentes.

Conheça algumas maneiras fáceis de desintoxicar o seu corpo e as inclua na sua vida, para se manter saudável e obter bem-estar.

Beba água, elimine as toxinas

Mulher bebendo água
Daria Shevtsova / Pexels

A água é um ótimo agente desintoxicante, pois auxilia os rins a eliminar as toxinas que causam doenças, mantém o corpo hidratado, evitando a retenção de líquidos e de elementos nocivos que permanecem com eles.

Beba água com suco de limão

Beber um copo de água com suco de limão pela manhã (em jejum) ajuda a equilibrar o pH e promover alcalinidade, que contribui para eliminar toxinas. A solução, composta pela vitamina C do limão, ajuda a fortalecer o sistema imunológico, tem ação anti-inflamatória e cicatrizante, expurga as toxinas do sistema digestório, combate náuseas, acidez e indigestão, melhora a saúde bucal (hálito, dores dentárias e nas gengivas), contribui para baixar o índice de açúcar no sangue, reduz a vontade de tomar café e dá a sensação de saciedade.

Consuma sucos frescos diariamente e faça um detox

Consumir um suco fresco (feito na hora em que for beber) também ajuda a eliminar toxinas do organismo. Mas dê preferência aos que são feitos a partir das próprias frutas ou das verduras. Algumas sugestões:

Açaí – considerado um superalimento, possui fibras, minerais, antioxidantes e fitoesteróis, que concorrem com o colesterol na parede do intestino e dificultam a absorção dele, ajudando a eliminar o seu excesso. Os ácidos málico e tartárico contidos na polpa ajudam na eliminação de metais do organismo e produzem energia.

Cereja – é uma fonte de vitamina C, de potássio e de fibras, importantes para dar energia muscular. Ela tem um efeito laxativo, podendo desintoxicar o organismo, pois ajuda a eliminar a retenção de líquidos e as toxinas.

Cereja sobre superfície felpuda branca.
Bruno Scramgnon / Pexels

Laranja – contém o antioxidante hesperidina que diminui riscos de doenças cardíacas. Possui limonoide, que faz com que o fígado libere mais toxinas do organismo.

Romã – com baixo teor de açúcar, propriedades depurativas, fibras, vitamina C e antioxidantes, essa fruta, além de ser detox, é considerada anticancerígena (prevenção do câncer de próstata) e ajuda a reduzir os níveis de colesterol ruim (LDL).

Uva roxa – apoia o sistema circulatório, purifica o sangue, melhora a função do fígado, elimina toxinas do organismo e contém antioxidantes que reduzem o colesterol ruim.

Aproveite o suco de aloe vera

Planta babosa vista de perto
Pisauikan / Unsplash

Conhecida como babosa e vinda da África, essa planta é muito usada para fortalecer os cabelos e tratar da pele. Ela tem poder cicatrizante e restaurador. O uso em suco, entretanto, contribui para eliminar toxinas. Mas antes de ingeri-lo é fundamental colocar o gel interno da aloe vera no antebraço para identificar uma possível irritação, pois caso isso aconteça, ele não deve ser ingerido. A casca não deve ser utilizada no suco, pois ela é muito tóxica.

Faça o suco: retire de uma folha média de aloe vera somente o gel transparente (a casca não deve ser usada) e bata no liquidificador com ½ litro de água potável, até obter uma consistência líquida. Reserve. Esprema oito laranjas-lima e coe o suco. Junte-o no liquidificador e bata bem. Coloque numa garrafa esterilizada com tampa e guarde no refrigerador, no máximo até uma semana. Tome um copo de suco pela manhã, em jejum, preferencialmente sem açúcar.

Inclua frutas e vegetais crus na dieta alimentar

Mesa com frutas vistas de cima
Trang Doan / Pexels

Algumas frutas e alguns vegetais são ricos em vitaminas, ferro, cálcio, zinco, magnésio e quando ingeridos crus permitem que o organismo receba enzimas que facilitam a digestão e melhoram a absorção de nutrientes, pois têm preservadas fibras e água, que ajudam a eliminar toxinas. Para obter vitamina B6, opte por comer banana. Framboesas, alface, couve, salsinha, maçã e melão contêm vitamina B9. Goiaba, caju, kiwi, morango e repolho têm vitamina C. Amoras pretas, uvas rosadas e vermelhas, agrião e rúcula têm ferro. Brócolis e sementes de gergelim, de linhaça e de chia possuem cálcio. Amêndoa, amendoim, semente de abóbora, noz-pecã e castanha de caju são ricos em zinco. Abóbora e mamão são fontes de magnésio.

Aproveite as propriedades do mirtilo

Mirtilos espalhados vistos de cima
Karolina Grabowska / Pexels

Também conhecido como blueberry, o mirtilo tem vitaminas A, B e C. Ele é considerado o “rei dos antioxidantes naturais” e o “fruto da juventude”. Com boa quantidade de fibras, o mirtilo melhora o funcionamento do sistema digestivo e reduz os níveis de colesterol ruim (LDL) e de glicose no sangue. Rica em polifenóis e flavonoides como antocianina, essa fruta combate inflamações e a ação dos radicais livres no organismo, sendo anticancerígena e antioxidante. Protege os órgãos e os tecidos contra a ação do tempo. Uma porção de 150 gramas ao longo do dia traz muitos benefícios à saúde, porém pessoas que fazem uso de anticoagulante devem consultar o médico antes de consumi-lo.

Consiga benefícios desintoxicantes com a pectina

Mão segurando maçã vista de perto
Priscilla Du Preez / Unsplash

Enzimas presentes na decomposição da protopectina contida nas frutas produzem uma substância chamada pectina, presente na polpa, ao redor das sementes e dos caroços e próxima da casca. Ela se liga às toxinas presentes no intestino e ajuda na eliminação, as conduzindo para fora do organismo. É encontrada principalmente em frutas como ameixa, damasco, goiaba, jabuticaba, laranja, maçã, pera, pêssego, tangerina e uvas pretas.

Inclua probióticos de culturas vivas na alimentação

Pote com iogurte, granola e frutas vermelhas
Life Of Pix / Pexels

Os probióticos são microorganismos que ajudam a melhorar a digestão e fazem o intestino funcionar melhor, eliminando as toxinas. Os iogurtes são os alimentos naturais que contêm probióticos, mas há produtos industrializados em pó, em comprimidos ou líquidos.

Quando os probióticos são consumidos pela manhã ou à noite, permitem melhores resultados. Um médico, porém, deverá ser consultado antes de se adquirir o produto industrializado.

Consuma alimentos desintoxicantes

Brócolis em tigela de madeira.
SouthStore Design / Pexels

Para fazer um verdadeiro detox e eliminar toxinas do organismo, consuma regularmente alimentos como alho, brócolis, couve, espinafre, gengibre e repolho.

Adote o açafrão-da-terra para desintoxicar

Açafrão em pó em colher. Há também resíduos sobre a superfície preta abaixo ao fundo da foto.
Karolina Grabowska / Pexels

O açafrão-da-terra pode ser o tempero de carnes, arroz, caldos e sopas. Da mesma família do gengibre, ele é rico em cálcio e vitaminas A, C e D. É uma especiaria com ação anti-inflamatória, que reduz o risco de doenças cardíacas, fortalece o cérebro, ajuda a combater a depressão, aumenta a ação antioxidante e auxilia no tratamento da artrite. Os curcuminoides contidos na cúrcuma ou açafrão-da-terra protegem e auxiliam o fígado, responsável pela desintoxicação do organismo. Para fazer uso, basta misturar uma colher (chá) de açafrão em um copo (200 ml) de água.

Respire para eliminar toxinas

Homem inspira. Ao fundo, há o céu azul com nuvens.
Kelvin Valerio / Pexels

Receber oxigênio está vinculado ao bem-estar do organismo. Elimina vírus e bactérias, além de acalmar as pessoas em situações estressantes. O exercício de inspirar e expirar ajuda a equilibrar a respiração e desintoxica o corpo e a mente. Sente-se confortavelmente e encha os pulmões de ar, com uma das narinas tapadas com o polegar. Prenda um pouco. Tape a narina por onde o ar foi inspirado com o indicador e expire o ar pela narina que antes estava tapada com o polegar. Repita o exercício, alternando as narinas entre o inspirar e o expirar.

Transpire com exercícios físicos

Homem enxuga o rosto com toalha branca. Ele está praticando exercícios físicos.
Julia Larson / Canva

A transpiração é uma grande facilitadora da eliminação de toxinas do corpo por meio do suor, além de ajudar no emagrecimento, no controle da pressão arterial, na melhoria da postura e outros. Incluir na rotina diária 30 minutos de exercícios físicos vigorosos é suficiente para desintoxicar, como fazer uma caminhada rápida numa rampa ou numa rua em aclive.

Sorria para desintoxicar

Um homem cobre, com sua mão, o rosto de outro homem. Eles sorriem e estão um de frente para o outro.
Polina Tankilevitch / Pexels

Já está provado cientificamente que sorrir (a mais acessível forma desintoxicante) é um ótimo remédio e um aliado terapêutico que combate o estresse e a depressão, reduz a dor e a pressão arterial, eleva o índice de colesterol bom (HDL), eleva a circulação sanguínea, tornando o coração e os pulmões mais saudáveis, melhora a digestão, desintoxica o organismo e desacelera o surgimento de rugas.

Limpe a casa com produtos naturais, proteja o corpo contra toxinas

Há componentes químicos nos produtos de limpeza industrializados como o formaldeído, o cloro, derivados de petróleo e amônia que intoxicam o organismo e podem provocar asma, problemas de pele, alergias, câncer e outros. Alternativas saudáveis à base de bicarbonato de sódio, vinagre branco, suco de limão e óleo vegetal podem ser utilizadas com bastante sucesso e muito bem-estar.

Faça um detergente multiuso para limpar armário de cozinha, fogão, forno, pia e micro-ondas, misturando ½ xícara (chá) de bicarbonato de sódio e ¼ de xícara (chá) de água morna, num recipiente. Deixe descansar por cinco minutos. Adicione ¼ de xícara (chá) de suco de limão e uma xícara (chá) de sabão líquido neutro. Misture bem para homogeneizar.

Para limpar vidros e espelhos, coloque num borrifador ¼ de xícara (chá) de vinagre, uma colher (sopa) de suco de limão e duas xícaras (chá) de água. Agite e borrife na superfície. Seque com um pano macio ou folha de jornal.

No caso de higienização de pisos cerâmicos, misture num balde 4 ½ litros de água, ¼ de xícara (chá) de vinagre branco e uma colher (chá) de suco de limão. Aplique no piso e espalhe bicarbonato de sódio em toda a superfície. Deixe agir durante cinco minutos e enxágue com água.

Na higienização do banheiro, coloque num borrifador o suco de um limão e uma xícara (chá) de sabão líquido neutro. Misture e aplique na superfície desejada. No caso do vaso sanitário, espalhe uma xícara (chá) de bicarbonato de sódio e deixe agir durante cinco minutos. Esfregue com uma esponja ou escova. Enxague muito bem.

Para polir mobília e portas de madeira, misture numa garrafa com tampa, três colheres (sopa) de suco de limão e ½ xícara (chá) de óleo vegetal (de cozinha). Aplique o líquido num pano de limpeza (não diretamente sobre a superfície) e posteriormente aplique na mobília ou nas portas em movimentos circulares. É importante destacar que as misturas que incluem limão na preparação têm validade de uma semana.

Prefira temperos naturais

Temperos em pó sobre colheres que estão em cima de uma superfície lisa presa.
Shantanu Pal / Pexels

Molhos prontos para temperar saladas e outras preparações, além de conter gordura e sódio em excesso, contam com substâncias químicas para preservação do produto, para dar aparência e sabor, além da embalagem. Alternativas simples como o suco de limão, ervas (salsinha, orégano, manjericão etc.) e vinagre de maçã possuem substâncias antioxidantes, fortalecem a imunidade e deixam o corpo mais ativo contra as toxinas. O azeite de oliva lubrifica o intestino e apoia a eliminação das substâncias nocivas, além de colaborar para acelerar o metabolismo.

Consuma fibras

Arroz em tigela de cerâmica branca.
Suzy Hazelwood / Pexels

As fibras ajudam na limpeza do intestino, varrendo as toxinas para fora do organismo, pois facilitam a eliminação por meio das fezes. Elas podem ser encontradas na farinha de trigo integral, no macarrão, no arroz e nos pães integrais, em vegetais e frutas crus, dentre outros alimentos.

Inclua a farinha de banana verde na alimentação

Cachos de banana verde em árvore.
Eva Elijas / Pexels

O amido resistente, característico dessa farinha, chega íntegro ao intestino e produz substâncias que alimentam as bactérias boas e formam uma barreira contra as bactérias ruins, favorecendo a microbiota intestinal, colaborando para a melhor absorção de nutrientes e para a eliminação de resíduos e toxinas do corpo.

A farinha de banana verde pode ser usada em bolos, biscoitos, sopas, vitaminas, molhos e outras preparações, inclusive substituindo a farinha branca a que a maioria está acostumada.

Evite o consumo de bebidas alcoólicas, refrigerantes e excesso de sal

Latas de refrigerante vistas de cima
Breakingpic / Pexels

Para desintoxicar o seu corpo é fundamental eliminar alguns agentes que contribuem para lentificar a eliminação de resíduos, além de, por si só, serem fontes de toxinas. Experimente eliminar da sua vida, pelo menos por um período, as bebidas alcoólicas (interferem no bom funcionamento dos rins, do fígado e do sistema gastrointestinal, além de afetar negativamente o sistema imunológico, dentre outros danos). Exclua os refrigerantes (eles contêm açúcar em excesso, sal que provoca a retenção de líquidos e dificulta a eliminação de toxinas, possuem corantes, estabilizantes, ácido fosfórico e outros que sobrecarregam os rins, dificultam a digestão e desequilibram o pH).

Faça drenagem linfática regularmente

A drenagem linfática é uma forma relaxante e terapêutica de ajudar a eliminar as toxinas do organismo, por meio de massagem que estimula o sistema linfático a trabalhar mais aceleradamente, reduzindo a retenção de líquido e ativando a circulação sanguínea. Ela deve ser evitada por pessoas com risco vascular, insuficiência cardíaca, hipertensão, trombose e infecções.

A respiração, a transpiração, a urina e as fezes eliminam as toxinas que diariamente o nosso organismo vai recebendo de agentes associados ao estilo de vida que adotamos. Quando eles são intensos e constantes, porém, o corpo não consegue eliminar os resíduos e essas toxinas e acaba por tê-los acumulados. Por isso, com o objetivo de manter a saúde, podemos adotar algumas maneiras fáceis de desintoxicar o organismo.

Apresentamos aqui algumas sugestões que você pode adotar de acordo com as suas possibilidades. O importante é cuidar da moradia da sua alma, lembrando que ela reflete a estima que você tem por si mesmo. Bom detox constante!

Sobre o autor

Eu Sem Fronteiras

O Eu Sem Fronteiras conta com uma equipe de jornalistas e profissionais de comunicação empenhados em trazer sempre informações atualizadas. Aqui você não encontrará textos copiados de outros sites. Nossa proposta é a de propagar o bem sempre, respeitando os direitos alheios.

"O que a gente não quer para nós, não desejamos aos outros"

Sejam Bem-vindos!

Torne-se também um colunista. Envie um e-mail para colunistas@eusemfronteiras.com.br