Convivendo

O que é espiritualidade?

Jéssica Sojo
Escrito por Jéssica Sojo

Percebo uma visão errônea por parte das pessoas sobre espiritualidade e religião, por isso optei por falar sobre o assunto, mas não sem antes consultar nosso sábio e grande amigo dicionário. Segundo ele, “espiritualidade” é: “qualidade do que é espiritual e característica ou qualidade do que tem ou revela intensa atividade religiosa ou mística; religiosidade, misticismo.” Por outro lado, “religião” significa: “crença na existência de um poder ou princípio superior, sobrenatural, do qual depende o destino do ser humano e ao qual se deve respeito e obediência. E postura intelectual e moral que resulta dessa crença.”

Silhouette of a man with hands raised in the sunset concept for
Tanto se ouve falar em espiritualidade atualmente, mas, após percorrer diferentes caminhos e fascinar-me com tantas histórias, pessoas e mestres como Jesus Cristo, Jeová, Deus Pai, Espirito Santo, Orixá, Oxalá, Krishna, Shiva, Ganesha, Buddha, Saravasti e seja lá qual for o nome que você dê compreendi, com tão pouca bagagem, que espiritualidade nada tem a ver com religiosidade.

Claro, nem sempre as pessoas que seguem determinada religiosidade são adeptas da espiritualidade. Entendo hoje que a espiritualidade expõe a individualidade de cada um.

Religiosidade para mim é um dos instrumentos que pode levar à espiritualidade, ou seja, uma ferramenta de estudo.
Antes, tinha aquele velho e mau costume de cogitar que a espiritualidade era coisa sobrenatural. E, assim como todos os outros seres humanos, independente do modo de vida de cada um, comecei a questionar sobre o que viemos fazer aqui, se existe vida em outros lugares e tantas outras dúvidas que norteiam o ser humano também me nortearam a procurar caminhos que me trouxessem uma compreensão sobre a tal da espiritualidade.

Finalmente posso dizer que, de acordo com minha experiência, espiritualidade é consciência; é colocar em prática todos os ensinamentos exemplificados pelos mestres; é buscar o autoconhecimento; é se desapegar do ego, das crenças e dos padrões. Espiritualidade é estar em equilíbrio; enxergar a si próprio, ao outro e ao mundo. É o livre-arbítrio. É a compreensão. É a bondade. É a simplicidade. Na minha concepção, espiritualidade é sermos um e conspirarmos pelo mesmo objetivo, tendo infinitas possibilidades além do “agora”.

Sobre o autor

Jéssica Sojo

Jéssica Sojo

É custoso descrever quem sou eu – já que constantemente lapido, modifico e me transformo em um pouco de tudo e muito de cada pouco. Inicialmente posso compartilhar dizendo que sou extremamente curiosa, apaixonada pela comunidade surda, pela língua de sinais e por tudo que envolve a linguística.

Foi na faculdade de medicina e como acadêmica há alguns anos (com a esperança de trabalhar com o ser humano e suas limitações) que eu adentrei para um universo de que eu não fazia ideia que fosse possível existir e que pudesse trazer a bagagem que tenho hoje. Minha busca incessante pelo autoconhecimento e entendimento para muitos dos questionamentos que já tive (e continuo tendo) me fez despertar para o meu atual desígnio.

Minhas tantas outras peregrinações e experiências também contribuíram e muito com o meu desígnio – a começar pelo de compartilhar junto a vocês, leitores do EuSemFronteiras, sobre a primordialidade de enxergarmos para além do que nos visibiliza os olhos e lembrarmo-nos sempre de sermos semelhantes ao sol, mesmo em meio às sombras escarpadas montanhosas da vida.

Com todo o meu carinho e gratidão imensa,

Mãos em prece e um saudoso e caloroso abraço em cada um.

Contatos:

Email: [email protected]
Instagram: @rubiojer