Linguagem do Corpo Saúde Integral

Dores na lombar? Fique atento às finanças!

Eu Sem Fronteiras
Escrito por Eu Sem Fronteiras

Você sente dores na lombar? As vértebras lombares são as maiores responsáveis pelo movimento do corpo humano. Nós possuímos cinco vértebras lombares localizadas abaixo das vértebras torácicas e acima do sacro.

Cristina Cairo afirma em seu livro que ‘dores na lombar’ podem significar insegurança profissional, problemas com finanças, entre outras coisas. Acompanhe.

Vértebras Lombares por Cristina Cairo

Problemas com elas significam contradições nos sentimentos e aparecem em pessoas que, ao mesmo tempo em que precisam de amor, recusam-no por necessitar de liberdade e da sua individualidade. Mostram indecisão quanto à posição que deve ser tomada em seu relacionamento amoroso e dúvidas quanto ao seu sentimento.

shutterstock_237580669-2A região lombar também significa dificuldade financeira, insegurança quanto ao futuro profissional e insegurança quanto as contas a pagar no futuro.

Outra explicação para os problemas nesta área está ou no bloqueio dos prazeres sexuais ou no seu extremo oposto (abuso sexual).

O fato de não conseguir tomar uma decisão e arrastar problemas sentimentais por muito tempo faz com que a pessoa sinta raiva de si mesma. Essa inflexibilidade amorosa é responsável pelas dores lombares, desvios típicos (hiperlordose) e faz essa região tornar-se rígida e dolorida.

As pessoas que não se dobram docilmente para as outras enrijecem essa região.

livro 1


Você também pode gostar de outro artigo. Acesse: Seus dilemas lhe causam dores na coluna?

Sobre o autor

Eu Sem Fronteiras

Eu Sem Fronteiras

O Eu Sem Fronteiras conta com uma equipe de jornalistas e profissionais de comunicação empenhados em trazer sempre informações atualizadas. Aqui você não encontrará textos copiados de outros sites. Nossa proposta é a de propagar o bem sempre, respeitando os direitos alheios.

"O que a gente não quer para nós, não desejamos aos outros"

Sejam Bem-vindos!

Torne-se também um colunista. Envie um e-mail para [email protected]