Linguagem do Corpo Saúde Integral

Dores na lombar? Fique atento às finanças!

Mulher sendo examinada nas costas por um médico
Karolina Grabowska/Pexels
Eu Sem Fronteiras
Escrito por Eu Sem Fronteiras

Você sente dores na lombar? Provavelmente, em algum momento da vida, você tenha sentido uma dorzinha nas costas ou talvez sofra ou conheça pessoas que sofrem com esse problema. Este tipo de dor geralmente é associado apenas a questões físicas como má postura, idade, genética, entre outros. Entretanto, segundo Cristina Cairo, educadora física e psicóloga, as dores na lombar podem ser desencadeadas por questões emocionais, como estresse, incerteza, inseguranças, problemas financeiros, entre outros fatores que fogem de possíveis patologias precisas.

Com isso, podemos entender que dores na lombar podem ser problemas psicossomáticos, ou seja, questões mentais que se manifestam por meio de sintomas físicos. Entenda o que Cristina Cairo revela sobre esse tipo de dor!

Sinais do corpo

Mulher sentada no chão abraçando seu joelho
Rafael Barros/Pexels

O corpo, por muitas vezes, pode nos indicar que algo não vai bem emocionalmente, por isso há muitos casos em que pessoas que sofrem com diversas dores vão ao médico, fazem inúmeros exames, mas descobrem que não têm doença alguma. Como explicar uma dor física que não pode ser detalhada ou diagnosticada por um médico? É simples! Cristina Cairo lançou o primeiro volume do seu livro “Linguagem do Corpo”, em 1999, e retrata esse assunto de uma forma muito clara!

Segundo a psicóloga, no caso de dores na lombar, existem muitos fatores psicológicos que podem causar tensões, contraturas ou diversos outros tipos de desconforto que nem sempre são aliviados com o uso de medicamentos. É válido ressaltar que as costas são consideradas a área do corpo humano mais afetada por desequilíbrios emocionais ou doenças mentais.

Entrando um pouco mais no assunto mente-corpo, as emoções podem impactar significativamente os ossos, os ligamentos, os músculos, as articulações e tudo o que você puder imaginar no corpo humano, mas o mais impressionante é que questões como ansiedade ou estresse, por exemplo, podem, com o tempo, provocar mudanças em algumas estruturas que, de pouco em pouco, ocasionam inflamações ou alterações expressivas que podem afetar a qualidade de vida de uma pessoa.

Como questões emocionais causam dores na lombar?

Mulher apoiando em uma grade olhando para o lado
Maycon Marmo/Pexels

A forma como as nossas emoções podem afetar as vértebras lombares é praticamente surpreendente! A coluna vertebral é vista não somente como um suporte físico, mas também como um suporte de causas emocionais. As nossas costas como um todo são pilares, pois possuem uma estrutura responsável por proteger e encobrir o nosso sistema nervoso. Apenas com essa informação é possível entender como e por que a nossa mente descarrega o nosso lado emocional no pilar que nos mantém em movimento, não é mesmo?

Sofrer com dores na lombar é uma forma de praticamente parar na vida. A dor é como um despertador que insiste em nos avisar que há algum desequilíbrio, seja no organismo, seja em nosso emocional. Comumente em problemas físicos, tais dores são resolvidas com remédios, mas quando as causas são emocionais ingerir algum tipo de medicamento é o mesmo que abafar a real causa dessas dores e ameaçar o nosso próprio equilíbrio.

Cristina Cairo afirma que os problemas nas vértebras lombares representam contradições sentimentais e comumente aparecem em pessoas que carecem de amor, mas que ao mesmo tempo o recusam por sentirem a necessidade de manter a individualidade intacta. A indecisão ao resolver questões amorosas costuma causar um certo peso e um desequilíbrio na região das costas.

Por um outro ponto de vista, as preocupações financeiras, a ansiedade quanto ao futuro profissional, o bloqueio dos prazeres sexuais e a forte dificuldade de definir a vida amorosa tornam um indivíduo inflexível e todas essas questões acabam desencadeando dores lombares. Além disso, provocam desvios típicos que tornam essa região mais rígida e dolorida – a dor lombar é vista como um enrijecimento dessa região por falta da flexibilidade de questões emocionais.

A relação entre ansiedade, tristeza e preocupação com dores na lombar

Mulher com a mão na lombar sentada em uma cama
Suriyawut Suriya/123RF

A dor lombar costuma ser um dos principais sintomas físicos em pessoas que sofrem com ansiedade e depressão. Antes de darmos uma explicação sobre o assunto, é importante lembrar que a dor, antes de qualquer coisa, é uma sensação neurológica que o nosso sistema nervoso nos transmite. Por isso, viver constantemente situações angustiantes, de tristeza, de medo ou desânimo pode desencadear um desequilíbrio químico em nosso cérebro que ocasiona um aumento na nossa compreensão da dor – que, nesses casos, se acumula nas costas.

Situações determinadas por ansiedade ou pelo medo como um todo promovem um alto nível de cortisol na corrente sanguínea e, por sua vez, o cortisol é um hormônio que age aumentando o fluxo do sangue, fazendo, assim, com que a tensão muscular seja expandida e favoreça determinados processos que podem prejudicar as nossas articulações.

Como tratar e evitar as dores na lombar causadas por emoções?

Psicóloga segurando caderno e caneta em frente a mesa
cottonbro/Pexels

Como estamos tratando de assuntos emocionais, o primeiro passo para se livrar de todas as dores causadas por questões psicológicas é procurar um psicólogo, pois fazer terapia é uma forma de se libertar das amarras que insistem em nos prender, é lidar com os nossos problemas de frente e é encontrar em nosso próprio ser as respostas que por muitas vezes procuramos no outro.

Quando o nosso emocional está desequilibrado, é normal que tentemos fugir ou até mesmo dizer que está tudo bem, mas lidar, de fato, com o que nos machuca é como enfrentar uma luta para receber uma vitória muito maior do que imaginamos.

Você também pode gostar

Se você sofre constantemente com dores na lombar, atente-se ao que está malresolvido na sua mente, ao que o preocupa e ao que o faz praticamente perder o sono. Compartilhe tudo com o seu terapeuta e volte o seu olhar para o seu próprio interior!

Todas as definições citadas anteriormente complementam a percepção e os estudos de Cristina Cairo. As dores na lombar podem ser resultantes de muitas divergências internas que, por muitas vezes, nós criamos e não nos damos conta! Alinhe os seus pensamentos, as suas vontades, os seus desejos… faça terapia e busque ajuda de um profissional. Livre-se dessas dores que insistem em fazer você parar!

Sobre o autor

Eu Sem Fronteiras

Eu Sem Fronteiras

O Eu Sem Fronteiras conta com uma equipe de jornalistas e profissionais de comunicação empenhados em trazer sempre informações atualizadas. Aqui você não encontrará textos copiados de outros sites. Nossa proposta é a de propagar o bem sempre, respeitando os direitos alheios.

"O que a gente não quer para nós, não desejamos aos outros"

Sejam Bem-vindos!

Torne-se também um colunista. Envie um e-mail para [email protected]