Energia em Equilíbrio Feng Shui

Feng Shui

Eu Sem Fronteiras
Escrito por Eu Sem Fronteiras

O feng shui é uma corrente de pensamento chinesa que promove a harmonização energética de um ambiente, permitindo que fluam energias positivas por uma sala, por um quarto ou por um escritório. Atualmente, é uma técnica da qual o design e a decoração se apropriaram, mas a história do feng shui começa 4 mil anos atrás.

Os mestres taoístas foram os primeiros a conceber a ideia de que ambientes naturais e fabricados emitem vibrações distintas. Uma floresta emite uma vibração energética diferente da de um shopping, por exemplo. Enquanto algumas dessas vibrações seriam benéficas para a saúde do corpo e da mente humana, outras seriam prejudiciais.

Para equilibrar essas vibrações e formar um ambiente que só vibrasse positividade, seria preciso organizar cada elemento do espaço de uma maneira específica. A atribuição do nome feng shui a essa técnica pode ser compreendida por meio da frase que categoriza esse pensamento: “O qi é disperso pelo vento (feng) e acolhido pela água (shui)”.

Nesse caso, qi, conhecido como chi, é a vibração positiva de um ambiente. É essa vibração que deve ser mantida em equilíbrio dentro de um local. Além de ser usado em ambientes, o feng shui, sobretudo naquela época, influenciava diretamente a medicina tradicional chinesa, que investigava o fluxo de energia dentro do corpo de uma pessoa.

Ainda que o feng shui, na época de sua criação, não fosse aplicado a grandes centros comerciais ou a edifícios muito suntuosos, os conceitos básicos dessa corrente de pensamento permanecem válidos para qualquer espaço.

Moedas de Feng Shui douradas. Elas estão sobre uma mesa forrada com um tecido marrom.

Os princípios do feng shui são a conservação das energias positivas dentro e ao redor de um ambiente, o redirecionamento de energias negativas para um local externo ao de convívio e a alteração dos elementos de um ambiente de forma a atrair virtudes e boas energias para uma casa.

É a partir da prática desses ideais que é possível preservar as energias positivas, chi, dentro de um ambiente. Desde quando foi criado, o feng shui é aplicado de forma a trazer harmonia e equilíbrio para casas, templos e pequenos centros comerciais. Com o passar do tempo, passou a ser usado em grandes empresas para criar um ambiente de estímulo à competição e à alta produtividade.

Sendo assim, os benefícios do feng shui podem ser obtidos em diversos ambientes. Em uma casa, por exemplo, o feng shui pode atrair proteção, união e amor para quem vive no espaço. Em empresas, essa técnica tem a capacidade de estimular negócios, trabalho em equipe e produtividade. Por fim, quando utilizado somente por uma pessoa, promove o equilíbrio entre corpo e mente.

Vários Sinos de Feng Shui pendurados fora de casa para trazer proteção e boa sorte para todos os residentes do espaço.

Como aplicar o feng shui?

O feng shui é uma técnica de equilíbrio energético que evoluiu com o tempo. Agora, é possível identificar as mudanças que um ambiente precisa a partir de símbolos, gráficos e estudo de cores. A seguir, explicamos cada um desses processos. Aprenda!

O primeiro símbolo do feng shui é um octógono, conhecido como baguá. Em cada um dos oito lados, há conceitos que definem a nossa vida. Ele funciona como um mapa de centro de energia de um ambiente.

Você também pode gostar

Os oito segmentos são, em sentido horário, começando pelo lado que corresponderia ao número 12 em um relógio: sucesso, relacionamento, criatividade, amigos, trabalho, espiritualidade, família e prosperidade. Ao centro desse mapa, está o yin e yang, que representa o equilíbrio entre energias positivas e negativas.

Antes de entender como usar o mapa na sua casa, é preciso conhecer os materiais e as cores associadas a cada um dos oito segmentos dele. Veja:

Estátua de sapo de bronze sobre moedas douradas. Trata-se de um souvenir para trazer dinheiro e boas finanças.

1) Sucesso

Elemento: fogo

Cor: vermelho

Forma: triangular

Planta: alecrim e louro

Pedra: ágata e granada

2) Relacionamento

Elemento: terra

Cor: rosa

Forma: quadrada

Planta: hibisco

Pedra: quartzo rosa

3) Criatividade

Elemento: metal

Cor: pastel e branco

Forma: circular

Planta: salsa e zínia

Pedra: branca

4) Amigos

Elemento: metal

Cor: cinza e branco

Forma: oval e esférica

Planta: margarida

Pedra: ametista

Uma grande bússola chinesa feita de um bom material na cor dourada.

5) Trabalho

Elemento: água

Cor: preto e tons escuros

Forma: sinuosa

Planta: jasmim e tomilho

Pedra: turmalina negra

6) Espiritualidade

Elemento: terra

Cor: lilás e verde

Forma: quadrada

Planta: arruda

Pedra: lápis-lazúli

7) Família

Elemento: madeira

Cor: verde e azul

Forma: oval

Planta: hortelã

Pedra: ametista

8) Prosperidade

Elemento: madeira

Cor: púrpura

Forma: oval

Planta: manjericão

Pedra: malaquita

Talismã feito de moeda para Feng Shui. A moeda está armazenada em um recipiente de vidro decorado com um laço de fita vermelho com três moedas douradas penduradas.

Tendo conhecimento do baguá, você deve ter um mapa assim em mãos, quando começar a analisar as energias da sua casa. Você pode posicionar o mapa na entrada de cada ambiente ou direcionar o norte do baguá para a área de trabalho do espaço. O mapa é como um guia de onde cada energia deve estar.

Depois de aprender como cada energia estará presente na sua casa e como cada uma delas pode ser motivada (para um ambiente criativo, por exemplo, deve prevalecer a cor branca, de acordo com o baguá), basta aplicar outros conceitos do feng shui no espaço.

Em primeiro lugar, você precisa identificar qual é a posição de comando dos móveis, de acordo com o feng shui. Em geral, o móvel mais importante de um cômodo é aquele que o define como tal. A mesa na sala de jantar, o computador no escritório, a cama no quarto. Esses itens sempre devem estar no centro do ambiente, sem que você fique de costas para a porta quando estiver usando esse móvel.

Em segundo lugar, remova os objetos pesados ou mal instalados, que podem acumular energias negativas pelo risco de caírem ou de machucarem alguém. É importante evitar espelhos em cabeceiras de cama, porque eles repelem as energias positivas, que deveriam estar concentradas nessa região.

Velas em copos decorados com letras chinesas. Os copos estão sobre uma mesa de madeira pintada na cor verde. Ao lado um leque decora os mesmos.

Em terceiro lugar, se você quiser atrair dinheiro para a sua vida, deve acrescentar alguma fonte de água no espaço que corresponde ao quadrante da prosperidade no feng shui. Pode ser uma fonte, um lago ou até mesmo um aquário. Use a sua imaginação!

Em quarto lugar, lembre-se de deixar a entrada da sua casa sempre livre para caminhar, mas sempre protegida de energias negativas. Ao incluir vasos de plantas ou ao criar uma passagem curva do portão de entrada para a porta, você consegue bloquear as energias negativas e criar um ambiente agradável para as visitas.

Em quinto lugar, tenha em mente que os elementos do feng shui são responsáveis por equilibrar as energias dentro de cada ambiente. Ou seja, você deve incluir metal, terra, ar, água, fogo e madeira em todas as partes da sua casa, mas sem exagerar. Você não precisa incorporar esses elementos de forma literal. É possível incluir objetos transparentes para representar a água ou luminárias para representar o fogo.

Finalmente, lembre-se de manter a porta do banheiro fechada constantemente. É nesse ambiente que as boas energias podem acabar se concentrando e descendo pelo esgoto. Esse ambiente precisa de atenção para que a casa concentre a força chi em outros locais.

Sobre o autor

Eu Sem Fronteiras

Eu Sem Fronteiras

O Eu Sem Fronteiras conta com uma equipe de jornalistas e profissionais de comunicação empenhados em trazer sempre informações atualizadas. Aqui você não encontrará textos copiados de outros sites. Nossa proposta é a de propagar o bem sempre, respeitando os direitos alheios.

"O que a gente não quer para nós, não desejamos aos outros"

Sejam Bem-vindos!

Torne-se também um colunista. Envie um e-mail para [email protected]