Nutrição

O que é a dieta ortomolecular?

Eu Sem Fronteiras
Escrito por Eu Sem Fronteiras
Dieta ortomolecular auxilia na perda de peso e em outros fatores saudáveis

Se você é daquelas pessoas que vive no mundo das dietas, aposto que já ouviu falar na dieta da clara do ovo, do leite, da proteína, da lua e outras infinitas formas para emagrecer. Mas e a dieta ortomolecular? Já ouviu falar? Diferente de todas essas que você já conhece, a ortomolecular baseia-se em equilibrar os níveis de vitaminas e minerais no organismo.

É fato que no dia a dia vários fatores que julgamos comuns contribuem para desregular o andamento do nosso corpo, entre eles estão dormir pouco, consumir excessivamente alimentos industrializados, poluição, fumar e beber. Suas consequências desestabilizam uma série de fatores como pele, cansaço, peso etc.

Além da perda de peso — há uma estimativa da redução de dois quilos por semana —, a dieta ortomolecular previne o envelhecimento e controla os sintomas da TPM. É por essas e outras que tem sido um sucesso também entre atrizes famosas como Giovanna Antonelli, Priscila Fantin e Juliana Paes. De acordo com Sylvana Braga, médica ortomolecular do Hospital das Clínicas de São Paulo (SP), “o ajuste de nutrientes, baseado na mudança na alimentação, mexe também com o metabolismo e melhora o funcionamento do intestino, facilitando a queima de gordura e a eliminação de toxinas”.

A dieta ortomolecular visa os elementos essenciais para um bom andamento de todo o corpo e para isso é preciso ser realizada uma série de exames que detectam do que seu corpo precisa e o que tem em excesso. Os exames consistem em fios de cabelo, urina e sangue; só assim o profissional poderá prescrever uma dieta de acordo com suas necessidades, além de uma série de suplementos para garantir o equilíbrio de seu organismo. O grande inimigo neste caso é o preço das consultas e dos medicamentos. Mas há algumas mudanças saudáveis que podem ser aderidas desde já e que certamente farão uma grande diferença na sua vida, veja agora:

A dieta abaixo foi indicada pela terapeuta alimentar Gabriela Marques, tem 1200 calorias e prioriza alimentos funcionais, orgânicos e integrais que podem reduzir até dois quilos por semana.

Café da manhã
  • Opção 1: shake (1 copo de leite de soja ou de amêndoa + 1 col./sopa de aveia + 1/2 papaia +  1/2 banana + 1 col./sobremesa de mel).
  • Opção 2: 1 fruta, sendo pera, maçã, goiaba ou figo + 1 fatia de pão integral com mix de grãos + 1 colher de sobremesa de cottage e 1/2 colher de sobremesa de geleia de frutas sem açúcar ou adoçante + 1 xícara de chá-verde adoçado com mel.
  • Opção 3: 1 taça de frutas picadas sendo maçã, pera, figo e banana, com 1/2 xícara de chá de leite de soja ou de amêndoa + 1/2 xícara de chá de aveia e 1 colher de sobremesa de mel + 1 xícara de chá-verde.
  • Opção 4: müesli suíço (1 maçã ralada com casca + 1 colher de sobremesa de aveia + 1 colher de sobremesa de nozes ou amêndoas cruas + 1 colher de chá de mel + 2 colheres de sobremesa de iogurte natural desnatado e suco de 1 laranja-lima) + 1 xícara de chá-verde.
  • Opção 5: omelete de 2 claras, 1 gema, sal marinho e salsa à vontade (cozinhe sem óleo e abafe com uma tampa por em média 7 minutos) + 1 taça de frutas picadas (maçã, pera e mamão) com suco de 1 laranja-lima + 1 xícara de chá-verde.
  • Opção 6: mingau (cozinhe 3 colheres de sopa de aveia em flocos com 1 xícara de chá de leite de soja e canela em pó). Adoce com 1 colher sobremesa de mel e sirva com frutas vermelhas (morango, amora e framboesa) + 1 xícara de chá-verde. 
Lanche (manhã/tarde)
  • Opção 1: 1 fruta (maçã, pera, goiaba vermelha ou caqui) e 10 amêndoas cruas, podendo ser substituídas por castanhas-do-pará.
  • Opção 2: 1 copo (300 ml) de suco antioxidante (bata 1 maçã, 2 cenouras, 1 talo de salsão, 1 pedaço pequeno de gengibre com 1 copo de água mineral e coe).
Almoço
  • Opção 1: salada de folhas verdes-escuras (rúcula, agrião, couve-manteiga ou almeirão) + legumes crus ralados (chuchu, abobrinha e abóbora) temperados com salsa e alecrim frescos batidos com azeite de oliva, limão e shoyu + 3 colheres de sopa de arroz integral + 2 colheres de sopa de soja em grão + 3 colheres de couve-flor refogada.
  • Opção 2: omelete de champignon + salada de folhas verdes-escuras temperada com alecrim, manjericão, salsa e hortelã batidos com azeite de oliva, limão e shoyu + 3 colheres de sopa de arroz integral.
  • Opção 3: salada mista (4 colheres de sopa de brócolis – flor e talo – cozido no vapor + 1/2 xícara de chá de salsa, 2 tomates, 1 pepino em cubos e 2 colheres de sopa de atum conservado em água, temperados com 1 pedacinho de gengibre batido com azeite de oliva, alho, limão e shoyu) + 3 colheres de sopa de arroz integral + 2 colheres pequenas de feijão.
  • Opção 4: frango com ervas aromáticas + salada de folhas verdes-escuras temperada com azeite de oliva, sal e limão.
  • Opção 5: salada de folhas verdes-escuras temperada com semente de mostarda batida com azeite de oliva e vinagre balsâmico ou limão + 1 prato (raso) de carpaccio de carne + 1 fatia de pão de centeio.
  • Opção 6: 1 filé de badejo assado com azeite + 3 colheres de sopa de arroz integral + 2 colheres de sopa de espinafre refogado com azeite, cebola, alho e sal.
Jantar
  • Opção 1: sopa de agrião + 1 filé pequeno de alcatra grelhada + 1 caqui.
  • Opção 2: 1 prato (raso) de espaguete ao pesto de manjericão + 1 prato (sobremesa) de legumes refogados + 1/2 banana-da-terra assada no forno com canela.
  • Opção 3: caldo de vegetais com aveia + salada mista (1 sardinha sem pele e sem espinho com salsão, maçã verde, erva-doce e cenoura cortados em cubinhos e temperados com limão, shoyo e mel).
  • Opção 4: sashimi (15 fatias finíssimas variadas de salmão, atum e robalo temperadas com shoyu, suco de laranja-lima, cebolinha e pedacinhos de gengibre) + 1 prato (sobremesa) de legumes (abobrinha, berinjela, cenoura, cebola) grelhados + 1 prato (sopa) de missoshiro (missô dissolvido em água quente com cebolinha picada e tofu em cubos).
  • Opção 5: salada de triguilho cozido com cenoura e abobrinha raladas e rúcula temperada com shoyu, sal e azeite + 1 prato (raso) de nhoque de ricota com molho de tomate e polvilhado com queijo parmesão.
  • Opção 6: 1 filé grande de salmão grelhado + 3 colheres de sopa de couve-manteiga crua em tirinhas temperada com azeite, limão e shoyu + 1 prato (sobremesa) de abóbora japonesa cozida com casca e temperada com azeite, limão, sal e salsa.

Texto escrito por Natália Nocelli da Equipe Eu Sem Fronteiras.

Sobre o autor

Eu Sem Fronteiras

Eu Sem Fronteiras

O Eu Sem Fronteiras conta com uma equipe de jornalistas e profissionais de comunicação empenhados em trazer sempre informações atualizadas. Aqui você não encontrará textos copiados de outros sites. Nossa proposta é a de propagar o bem sempre, respeitando os direitos alheios.

"O que a gente não quer para nós, não desejamos aos outros"

Sejam Bem-vindos!

Torne-se também um colunista. Envie um e-mail para [email protected]as.com.br