Saúde Integral

Plantas que os mosquitos odeiam

Eu Sem Fronteiras
Escrito por Eu Sem Fronteiras

Asplantas não são apenas decorativas, elas trazem vários benefícios. O isolamento acústico é um deles, já ficou comprovado que corredores de plantas e arbustos próximos a janelas absorvem ruídos. Já muros com trepadeiras diminuem a temperatura em até 10º, além de reduzir partículas de mofo e material fecal do ar. A hera, espécie mais comum de trepadeira, é originária da Europa Central e Ocidental.

As plantas aumentam a umidade e, consequentemente, deixam o ar mais limpo.
Espada de São Jorge, dama do lago, mais conhecida como jiboia e palmeira areca são plantas super conhecidas e ótimas nessa tarefa. É preciso quatro unidades de palmeira por pessoa e oito unidades de espada.

As plantas também processam gases tóxicos da fotossíntese. O formaldeído, gás incolor que evapora facilmente, está presente nos esmaltes para unhas, produtos de limpeza, tintas e materiais de construção. A função desse material é dar aquele “cheirinho de novo” aos produtos. O formaldeído causa problemas respiratórios e até câncer. O tricloroetileno é utilizado como solvente industrial e em processos de lavagem a seco. Ele causa irritação na pele, problemas respiratórios e perda de memória temporária. O benzeno é solvente e matéria-prima da gasolina, tinta e borracha sintética. Esse líquido é capaz de diminuir a quantidade de glóbulos brancos.

Algumas plantas absorvem esses compostos. Vamos conhecê-las?

Lírio da paz: a “rainha despoluidora” elimina o formaldeído, amoníaco, benzeno e o tricloroetileno. Essa espécie dura dez anos.

Antúrio: flor ideal para banheiro e cozinha. O antúrio retém o amoníaco dos detergentes.

Crisântemo: absorve o formaldeído, benzeno e amoníaco. Durante o dia, deixe-o nos cantos das janelas. À noite, leve para fora, porque o crisântemo adora clima mais fresco.

Gérbera: retém o benzeno, tricloroetileno, formaldeído e tolueno, material presente em tintas e colas que, irrita pele e mucosas.

Babosa: elimina o formaldeído e o benzeno.

Lírio amarelo: absorve monóxido de carbono.

Azalea: elimina o formaldeído presente em madeira compensada e espuma isolante. Ainda camufla o cheiro de amoníaco.

Clorófito: ideal para locais com queima de gás (cozinha e banheiro). O clorófito retém o tolueno, benzeno, formaldeído e o monóxido de carbono.

Não podemos ignorar o poder das plantas. Os cuidados que elas demandam dão um pouco de trabalho, entretanto, os benefícios compensam.
Agora, você sabia que além de reduzir a temperatura e limpar o ar, as plantas ainda afastam os mosquitos? Eles estão por aí o ano todo, mas é no verão que eles vêm com força total.  As picadas coçam muito e deixam marcas na pele. Muitos fatores atraem os mosquitos, alguns deles bem curiosos:

  • Há quem afirme que pessoas loiras são os maiores alvos
  • Lua cheia faz os mosquitos ficarem mais ativos
  • Quem adora uma cervejinha torna-se mais propenso as picadas.

Existem atrativos realmente comprovados. Ao consumir banana, é liberado um óleo que atrai os insetos. Luz também chama a atenção deles. Você já deve ter visto vários dentro das lâmpadas. Isso acontece devido às ondas luminosas do espectro UV (ultravioleta). A solução? Substituir por lâmpadas de LED.

Cheiro, visão e calor

É isso que faz os mosquitos escolherem suas vítimas, principalmente o cheiro e calor.  Pesquisadores americanos estudaram o comportamento dos insetos dentro de um túnel de vento. Os mosquitos foram para um túnel de CO2 (gás carbônico), semelhante ao hálito humano. Após o contato com a substância, os insetos foram atraídos pelo calor. Isso aconteceu porque os mosquitos são ótimos para farejar CO2. Os cientistas traçaram as estratégias dos insetos:

  • O CO2 é o que atrai, principalmente em distância entre 10 e 50 metros.
  • Procurar estímulos visuais a uma distância entre 5 e 15 metros, caso estejam atraídos pelo cheiro.
  • Calor corporal é estimulante quando a vítima está a um metro.

Então, depois que sair da academia, cuidado! A transpiração fará você um alvo fácil para os insetos. Se estiver com roupas escuras então, eles agradecerão.

Como afastá-los?

Os cientistas afirmam que é impossível escapar. Porém, algumas medidas podem “distrair” os mosquitos. As dicas são bem simples:

  • Não fique em ambiente externo durante o entardecer e ao amanhecer
  • Deixe portas e janelas fechadas ou com telas
  • Use repelentes (reaplique após sudorese ou banho de mar ou piscina)
  • Prefira roupas claras e use chapéu
  • Cuidado com perfumes e cremes com fragrâncias florais ou frutais

Plantas são ótimos parceiros nessa luta. Sabia que existem espécies que afastam os mosquitos? São plantas super populares que você precisa ter em casa. Vamos conhecer as plantas que os mosquitos odeiam. Com algumas delas, você ainda pode temperar a comida e faz chá.

Alecrim

Já falamos dela por aqui no artigo “Como o alecrim faz bem ao cérebro”. O nome científico é Rosmarinus Officinalis, que em latim significa “orvalho que vem do mar”, remetendo o mar do Mediterrâneo. A erva é utilizada para temperar carne de porco, frango, molhos e sopas.

O alecrim é um arbusto ramificado que chega a 1,5 metros. Suas folhas são pequenas e finas, de cor verde acinzentado. As mudas podem ser plantadas durante a primavera ou verão. O cultivo também pode ser feito com sementes. Nesse caso, use sementeiras, vasos pequenos ou contêineres. As sementes podem levar até três anos para crescer. Espere 90 dias para colher o alecrim. A planta dura mais de dez anos.

A erva possui finalidades religiosas, cosméticas e medicinais. O alecrim é fonte de cálcio, ferro, potássio, fósforo, magnésio e vitamina B6. É uma das ervas campeãs de benefícios para a saúde. Ela ameniza o estresse, alivia cólicas menstruais, diminui mau hálito e combate queda de cabelo. A simples presença já repele mosquitos, pulgas e carrapatos, mas você ainda pode moer as folhas e passar nas pernas e nos braços.

Manjericão

shutterstock_274973366

Planta originária da África e áreas tropicais da Ásia, o manjericão mede 60 centímetros. O tempero é muito usado na culinária italiana, na preparação do molho pesto. A erva também é bem vinda nas saladas, carnes e massas. O manjericão é fonte de ômega 3, cálcio, ferro e vitaminas A, C e K. Suas inúmeras propriedades são conhecidas desde a Grécia Antiga. A planta alivia dor de cabeça, previne a acne, age como anti-inflamatório e melhora o sistema imunológico. O chá de manjericão com azeite de gergelim e suco de damasco é um poderoso demaquilante. A erva ainda pode ser usada no escalda pés.

O manjericão tem associações astrológicas com o Sol, Vênus e Marte. Em rituais espirituais, a erva é usada como símbolo de amor, coragem e riqueza. Folhas de manjericão que viram cinzas rapidamente após serem jogadas em carvão ardente, indicam casamento harmonioso. O banho de manjericão atua na aura, eliminando energia negativa. Quem carrega uma folhinha de manjericão no bolso atrai dinheiro. Comerciantes podem colocar a erva próximo ao caixa ou na soleira da porta para atrair fregueses.

Não dá trabalho fazer o repelente. Bata no liquidificador 100 gramas de citronela, 100 gramas de manjericão e 1 litro de álcool. Coe os ingredientes e coloque em um borrifador. Aplique no ambiente uma ou duas vezes por dia.

Alho

Esse tempero versátil tem mais de 6 mil anos. Pesquisas indicam que surgiu no deserto da Sibéria e chegou ao Egito pelas mãos de nômades asiáticos. O alho combate a gripe, faz bem ao coração, reduz o colesterol ruim, aumenta o colesterol bom e melhora a circulação. É fonte de vitaminas A, B1, B2 e C.

O alho afasta energias negativas. O banho é recomendável para quem trabalha com o público. Ele também é utilizado na indústria cosmética. O óleo é indicado para pele e cabelos oleosos. Como repelente, o alho também é eficiente. A receita é muito simples. Coloque dois dentes em um borrifador com 350 ml de água e vinagre. Misture bem e aplique a mistura nas plantas para afastar os mosquitos. Esse repelente também afasta formigas e pulgas.

Tomilho limão

A erva tem os aromas do tomilho e do limão. As diferenças do tomilho limão em relação ao tomilho comum são as folhas e a cor. Aqui, temos folhas maiores, mais carnudas e verdes. O tomilho limão é resultado do cruzamento de duas espécies: o Thymus pulegioides e o Thymus vulgaris. As folhas dessa variedade de tomilho são usadas em sopas, peixes, carnes, legumes e até bolos. O tomilho limão fornece fibras, cálcio, ferro, potássio e vitaminas A, B6 e C. Seu chá é indicado para resfriados, gripes e asma. O óleo essencial é utilizado para tratar asma, bronquite e outros problemas respiratórios. O óleo também age como repelente.

Erva cidreira

Arbusto que mede entre 20 e 80 centímetros, pertence à família da hortelã e do boldo. A erva cidreira também é conhecida como Melissa, homenagem a Melona, ninfa grega protetora das abelhas. As folhas são verdes escuras na parte superior e verde clara na parte inferior. O chá de erva cidreira tem efeito calmante, ação antioxidante e alivia problemas estomacais. Na aromaterapia, é indicada para depressão. O incenso combate a falta de confiança. Pode ser usado no final do cozimento de peixes, aves, frutos do mar e sopas. É fonte de vitamina C. Para usar como repelente, amasse as folhas e esfregue em partes descobertas do corpo.

Capim limão

shutterstock_210147922

O capim limão também é conhecido como capim cidreira, capim santo e erva príncipe. A planta é originária das áreas tropicais da Ásia. A Índia é grande produtor de capim limão, onde é utilizado na medicina ayurveda como medicamento ou tempero. A erva cidreira age como calmante e sua ação anti-inflamatória alivia cólicas menstruais e dor de cabeça. A planta ainda ajuda a emagrecer.

Para deixar os mosquitos ainda mais longe, faça uma loção. Você precisa de 150 ml de glicerina líquida, 150 ml de tintura de capim-limão, 350 ml de álcool e 350 ml de água destilada. Misture tudo até ficar homogêneo. Coloque em frascos de creme e aplique na pele. Lembre de reaplicar após sudorese intensa e banho de mar ou piscina.

Erva dos gatos

Também conhecida como erva-gateira. Surgiu na Europa e na Ásia e logo chegou à América do Norte. Pode alcançar 1 metro de altura e assemelha-se a hortelã e a menta no cheiro e no sabor. As folhas podem ser brancas, rosas ou lilases. A planta atrai gatos quando é cortada ou esfregada. A nepetalactona, ao contrário do que pensam, não provoca estado de euforia nos gatos domésticos, tigres e leopardos. Veterinários indicam dar a erva duas vezes por semana. Plante em solos arenosos e mantenha entre 4º e 21º. Deixe o gato longe da planta.

Pesquisa feita na Universidade de Iowa (Estados Unidos) aponta que o extrato de erva-dos-gatos apresentou eficiência superior ao dietil-m-toluamida (DEET). O DEET é a substância mais utilizada nos repelentes.

Lavanda

Já falamos sobre ela no artigo “Lavanda para insônia”. A planta é oriunda da região mediterrânea. Flores roxas são mais comuns, entretanto, existem variedades rosadas e brancas. As flores possuem um revestimento prata. O tamanho varia de 30 centímetros a 2 metros de altura e pode ser cultivada em jardins e vasos. Floresce com mais intensidade após dois anos. A produção de flores dura até dez anos.

A lavanda ajuda no combate a insônia, dor de cabeça, hipertensão e problemas respiratórios. A planta ainda pode ser usada no preparo de doces, salgados, sorvetes e chás. O famoso óleo essencial é extraído das flores recém-colhidas. Ele é indicado para desinfetar feridas, massagens, tratamento de peles oleosas e fortalecimento do couro cabeludo. Misture o óleo essencial de lavanda com óleo de girassol, aplique no corpo e tenha um bom repelente natural.

Tagetes

O tagetes é original do México. No país, é peça importante no “Dia dos Mortos”, comemorado de 31 de outubro a 2 de novembro. A flor também é conhecida como cravo-de-defunto, cravo-amarelo, cravo-africano, cravo-da-índia e rosa-da-índia. É encontrado nas cores amarelo e laranja. O tagetes é usado para tingir tecidos. Na Europa Ocidental, o extrato das flores é base para corantes de sucos, sorvetes e molhos para saladas. Sua utilização medicinal é aplicada no tratamento digestivo, sedativo e da diarreia.

O verão está aí e os mosquitos também. As plantas ajudam a afastar os insetos, têm propriedades medicinais e ainda embelezam. Está esperando o que para começar seu jardim?

Fontes

http://casaadorada.blogspot.com.br/2013/02/as-plantas-nos-ambientes-internos.html

http://veja.abril.com.br/noticia/ciencia/vapor-liberado-pelas-plantas-ajuda-a-moderar-aquecimento-global

http://www.ecycle.com.br/component/content/article/67/2105-formaldeido-formol-perigos-riscos-o-que-e-cabelo-cabeleireiro-quimico-esmalte-carpete-verniz-cigarro-glutaraldeido-cosmeticos-cancerigeno-carcinogenico-alternativas.html

http://compromissoconsciente.blogspot.com.br/2012/08/plantas-que-purificam-nossas-casas.html

http://www.bbc.com/portuguese/noticias/2015/07/150717_mosquito_picada_causas_fn

https://www.facebook.com/angela.agresta/posts/1226414327374733

http://temperaria.com.br/serie-temperos-alecrim/

http://hortas.info/como-plantar-alecrim

http://ciclovivo.com.br/noticia/10-beneficios-do-alecrim-para-a-saude/

http://www.mundoboaforma.com.br/13-beneficios-do-manjericao-para-que-serve-e-propriedades/

http://mulherverde.blogspot.com.br/2008/09/ervas-mgicas-manjerico.html

http://blogarthome.blogspot.com.br/2011/11/origem-dos-alimentos-alho.html

http://www.ehow.com.br/repelente-inseto-caseiro-feito-vinagre-agua-estrategia_125084/

http://www.deverdecasa.com/2010/10/tomilho-limao-tomilho-limao.html

http://naturezaviva.net.br/index.php?option=com_content&view=article&id=153&Itemid=151

http://www.bolsademulher.com/medicina-alternativa/1771/repelente-caseiro-com-capim-limao

http://hortas.info/como-plantar-erva-dos-gatos

http://www.petmag.com.br/14113/erva-do-gato-estimula-sentidos-do-felino-e-nao-vicia/

http://clickeaprenda.uol.com.br/portal/mostrarConteudo.php?idPagina=2462

http://hortas.info/como-plantar-lavanda

http://www.bolsademulher.com/medicina-alternativa/889/beneficios-da-lavanda-para-a-saude-e-a-beleza

http://www.jardineiro.net/plantas/tagetes-tagetes-erecta.html

http://jardimdecalateia.com.br/acervo-botanico/tagetes-erecta-cravo-de-defunto/


Texto escrito por Sumaia Santana da Equipe Eu Sem Fronteiras.

Sobre o autor

Eu Sem Fronteiras

Eu Sem Fronteiras

O Eu Sem Fronteiras conta com uma equipe de jornalistas e profissionais de comunicação empenhados em trazer sempre informações atualizadas. Aqui você não encontrará textos copiados de outros sites. Nossa proposta é a de propagar o bem sempre, respeitando os direitos alheios.

"O que a gente não quer para nós, não desejamos aos outros"

Sejam Bem-vindos!

Torne-se também um colunista. Envie um e-mail para [email protected]