Plantas Medicinais Saúde Integral

Pitanga: Saiba tudo sobre esse pequeno e poderoso fruto

A pitanga é uma frutinha azeda de polpa aquosa que vem da árvore pitangueira (Eugenia uniflora), de origem brasileira, mas que é cultivada até o norte da Argentina. Sua produção é predominante na região do Nordeste e é nativa nas regiões da Mata Atlântica.

Apesar disso, é uma espécie de fácil adaptação, fazendo com que ela se habitue rapidamente aos variados tipos de solo e condições de clima, distribuindo-se ao redor do Brasil quase que inteiro e em algumas partes do mundo, tanto que existem registros da pitanga em lugares como Estados Unidos, China, França, ilhas do Caribe, entre outros. Também é comum encontrar pitangueiras nos quintais de algumas casas e em praças públicas ao longo das cidades.

A pitangueira nasce de forma predominante na Floresta Tropical Atlântica, alcançando uma altura de cerca de 4 metros, podendo, em alguns casos, atingir até 12 metros de altura, enquanto o fruto em si mede entre 2 e 3 cm de diâmetro. O nome “pitanga” tem origem indígena e vem do tupi-guarani “pi´tãg”, que significa “vermelho”, em referência à cor da pitanga.

Embora as cores principais costumem ser branca, laranja e vermelho-escuro, a coloração desse frutinho pode variar do laranja ao roxo; ela tem essa coloração vermelha devido à presença de licopeno, um antioxidante eficaz no combate ao câncer.

Para que serve a pitanga?

A pitangueira contém vários tipos de vitaminas: A, C, complexo B, além de minerais como cálcio, ferro, fósforo e magnésio. Sua coloração avermelhada ou alaranjada também ajuda a determinar a presença dos flavonoides, carotenoides e antocianinas, que possuem propriedades antioxidantes, anti-inflamatórias, analgésicas e anti-hipertensivas, que ajudam a combater o envelhecimento precoce, sintomas de artrite e gota, problemas respiratórios, desenvolvimento de doenças cardiovasculares e o câncer. Sendo assim, quanto mais desses compostos na pitanga, mais vermelha ou roxa ela será.

As folhas das pitangueiras são plantas medicinais que oferecem benefícios à saúde, possuem os mesmos compostos fenólicos que o fruto apresenta e propriedades medicinais, sendo elas diuréticas, anti-inflamatórias e hipotensoras. Os indígenas guaranis já utilizavam essas folhas para ajudar em sintomas de má digestão e diarreia. Elas também eram utilizadas como tônico. Além disso, o chá da folha de pitanga é recomendado em casos de depressão, tristeza, equilíbrio da pressão arterial (seja ela alta ou baixa) e para controlar a agitação. Outro fato sobre as folhas da pitangueira é que seu extrato tem ação antiviral contra o vírus influenza, principal causador da gripe.

Alguns estudos realizados em 1987 afirmaram que a folha da pitangueira causa efeito estimulante no organismo, devido à ação inibitória da enzima xantino-oxidase, que pode se potencializar juntando se a juntarmos a grãos de café, folhas de chá preto ou erva-mate. Além de todos os outros benefícios, a pitanga também ajuda a manter a pele saudável e bonita, a ter uma boa visão e auxilia no emagrecimento, porque tem poucas calorias, além de ser nutritiva e ter ação diurética, que reduz o inchaço do corpo.

Como consumir pitanga

O consumo da pitanga é bem variado. Ela pode ser consumida crua, como uma maçã, por exemplo, e pode ser encontrada em supermercados na forma de sorvete, compota e outros tipos de doces, além de geleia, como polpa congelada para sucos, refrescos em sachê, óleo essencial, sobremesa, sucos, vitaminas e bolos. Com suas folhas, é possível preparar banhos; o banho com as folhas da pitangueira contribui para a limpeza e o controle da oleosidade da pele e dos cabelos, além de ajudar a acalmar o corpo e atrair boas energias.

Tabela nutricional

Tabela baseada em cada 100g de pitangas frescas
Quantidade por porção:

Energia46,7 Kcal
Proteínas1,02 g
Gorduras1,9 g
Carboidratos6,4 g
Vitamina C14 mg
Vitamina A210 mcg
Vitamina B130 mcg
Vitamina B260 mcg
Cálcio9 mg
Fósforo11 mg
Ferro0,20 mg

Benefícios da pitanga

Apesar de pequena, essa plantinha medicinal possui vários benefícios para a saúde, como bem-estar físico e estético, principalmente por ser rica em compostos antioxidantes. Alguns desses benefícios são:

  1. Melhora e ajuda os sistemas imunológico e respiratório
    Pela riqueza em vitaminas A e C, carotenóides e polifenóis, a pitanga ajuda a fortalecer o sistema imunológico, que ajuda na prevenção de doenças crônicas. Além disso, esses compostos se relacionam com a melhora de asma e de bronquite, quando vaporizado o óleo extraído das folhas da pitangueira.
  2. Ajuda no emagrecimento e a melhorar a qualidade da pele
    Com poucas calorias, aproximadamente 33 kcal a cada 100 g, a pitanga se torna uma boa aliada para quem está pensando em emagrecer, principalmente por não precisar ser, necessariamente, consumida “in natura”, podendo ser consumida como suco ou geleias também. Além disso, por suas propriedades diuréticas, a pitanga elimina os líquidos retidos e reduz o inchaço no corpo todo.
  3. Previne a artrite e a gota:
    Os efeitos anti-inflamatórios e antioxidantes da pitanga ajudam a reduzir a inflamação das articulações, diminuindo ou evitando os sintomas de artrite e da gota, como o inchaço, inflamação, dor ou rigidez nas articulações.
  4. Melhora a saúde da pele:
    As vitaminas A e C também ajudam a combater o envelhecimento da pele. A vitamina C age no aumento da produção de colágeno, que combate a flacidez, as rugas e as linhas de expressão, enquanto a vitamina A protege a pele de danos causados pelos raios solares, responsáveis pelo envelhecimento da pele. Algumas propriedades da pitanga podem ser incorporadas a cremes hidratantes também, sendo elas antimanchas, cicatrizantes, amaciantes e hidratantes.
  1. Previne doenças cardiovasculares:
    A ação antioxidante dos polifenóis e da vitamina C reduz os danos nas células, deixando os vasos sanguíneos saudáveis, fazendo com que as artérias funcionem melhor, protegendo o coração de doenças relacionadas, como insuficiência cardíaca, derrame cerebral e infarto. A pressão sanguínea também pode ser controlada pela propriedade diurética que a pitanga possui, portanto ela auxilia o bom funcionamento do sistema cardiovascular.
Uma pitanga em galho na natureza
DaviPeixoto / Pixabay

Pitanga na espiritualidade

A pitanga é utilizada para atrair amor, e sua cor laranja também é ótima aliada para quem deseja sucesso e prosperidade. Ela auxilia o pensamento, alinhando cada coisa em seu devido lugar, ajudando a encontrar o caminho certo, aumentando a autoestima, eliminando o cansaço, além de ser ótima para quem deseja se livrar da tristeza e depressão, limpando energias negativas estagnadas. Ela pode ser consumida na forma de chá e de alimento, e o banho com suas folhas faz bem para a pele, para o cabelo e para a parte vital do corpo.

Os indígenas da cultura tupi-guarani costumam tomar banho com essas folhas para espantar a preguiça e também para os ritos amorosos, nos quais as mulheres esfregam as folhas no corpo durante a Lua Cheia, para aumentarem a fertilidade. Acredita-se que benzer um ramo das folhas e bater nas pernas da pessoa a auxilia a não perder a direção e continuar firme em suas batalhas. Na umbanda, a pitanga significa elevação, aumentando as vibrações; ela também é ligada a limpeza e prosperidade, sendo atribuída aos orixás Oxum, Ogum, Iansã e Oxóssi.

Suas folhas costumam ser usadas para forrar barracões em dias de ritos aos orixás, com o objetivo de atrair prosperidade. Para eles, quando as folhas são utilizadas em defumações, dissipam as energias densas que estão paradas. Em banhos, ajudam a tirar a negatividade. De acordo com o misticismo ancestral africano, a pitangueira recebe influência do elemento Fogo e tem o poder de movimentar e estimular, podendo abrir caminhos, atrair boas energias, fortalecer campos extrassensoriais e melhorar relacionamentos e as finanças.

Banhos terapêuticos feitos com ervas e plantas têm propriedades que promovem benefícios para corpo e alma; um desses banhos é o banho feito com folhas de pitanga, que costuma ser utilizado pelos umbandistas, mas que, independentemente da linha espiritual que se siga, pode ser utilizado para diversos fins, devido às suas propriedades revitalizantes, purificantes, energéticas e vibracionais. Quando as folhas da pitanga são utilizadas em banhos, elas favorecem a limpeza espiritual, fortalecem a confiança e a capacidade de decisão, o que contribui para destravar a vida.

Independentemente do uso místico e religioso, o banho com folhas de pitanga tira o cansaço, melhora o astral, limpa as energias e faz bem para pele e cabelo. Confira algumas receitas de banhos com essa planta:

Banho de limpeza e energização

Para fazer esse banho, serão necessárias 10 folhas de pitangueira e 2 litros de água.
Para o preparo, coloque a água para ferver e, então, quando a água levantar fervura, desligue o fogo. Adicione as folhas de pitanga, tampe a panela e deixe em infusão por 10 minutos.

Tome um banho normalmente. Em seguida, despeje a infusão com as folhas de pitanga da cabeça aos pés, caso não tenha alguma restrição religiosa, como pode ocorrer se a pessoa for da umbanda. Nessa religião, o banho se faz do pescoço para baixo. Conforme a água molha o corpo, sinta-se energizando seu campo vital.

Banho para ativar prosperidade

Nesse banho serão utilizadas várias plantas que promovem o aumento da energia, elevando a vibração e alinhando-o ao estado de prosperidade. Separe 8 folhas de pitangueira, 3 paus de canela e 2 litros de água. Leve a água para ferver e adicione os paus de canela. Deixe ferver durante 5 minutos, desligue o fogo e acrescente as folhas de pitanga, deixando em repouso por mais 10 minutos. Coe as folhas e o paus de canelas e use-os como adubo no jardim, para não haver desperdícios. Tome o banho normalmente. Em seguida, jogue a água de pitanga e canela sobre o corpo, sentindo-se uma pessoa próspera.

Banho de proteção espiritual

Você vai utilizar 3 folhas de eucalipto, 3 folhas de boldo, 3 folhas de pitangueira e 2 litros de água.
Leve a água para o fogo. Quando começar a ferver, desligue; em seguida, adicione as folhas, tampe e deixe em infusão durante 5 minutos. Tome o banho de rotina. Depois do banho habitual, faça esse banho de ervas e sinta toda a negatividade sendo dissipada.

Banho para abertura de caminhos

Este banho promove mais disposição, melhora o astral e amplifica a mente. Você vai utilizar 5 folhas de pitangueira, 2 ramos de alecrim e 2 litros de água. Ferva a água e desligue o fogo. Acrescente as ervas, abafe e deixe-as descansando por 10 minutos. Coe as folhas e as descarte na natureza.

Após o banho rotineiro, jogue a água de ervas no corpo. Respire o aroma das plantas para se sentir mais leve.

Banho para potencializar a abundância

Use 5 folhas de pitangueira, 5 folhas de louro e 2 litros de água.
Ferva a água e desligue o fogo. Coloque as folhas na água e deixe em infusão por 10 minutos. Em seguida, coe as folhas e as coloque em suas plantas. Banhe-se normalmente. Depois, com essa infusão, e conforme essa água molha o corpo, mentalize o aumento da sua vibração.

Há contraindicações no consumo da pitanga?

A pitanga é contraindicada para pessoas com problemas cardíacos e que fazem tratamento para hipertensão, pois sua ação diurética e seu efeito hipotensor (queda da pressão arterial) podem interagir com os medicamentos, alterando seus efeitos e gerando complicações clínicas, se consumida em excesso. Fora isso, não há nenhum efeito colateral que a pitanga cause nas outras pessoas.

Receitas com pitanga para o dia a dia

Aqui estão algumas receitas com pitanga simples e gostosas para serem feitas durante o dia a dia:

Chá de pitanga: bom para combater a diarreia

Ingredientes:

  • 2 colheres de sopa de folhas frescas de pitanga;
  • 500ml de água fervente.

Modo de preparo:

Coloque a água no fogo e espere ferver. Após isso, desligue o fogo e adicione as folhas da pitanga; tampe e deixe em infusão por 10 minutos. Coe e beba. Você pode tomar até três vezes por dia.

Suco de pitanga: bom para emagrecer

Ingredientes:

  • Meia xícara de pitangas frescas;
  • 100ml de água gelada;
  • 1 colher de chá de mel.

Modo de preparo:

Lave as pitangas e retire os talinhos, depois leve ao liquidificador e adicione a água. Bata até que a semente se solte da polpa. Coe e adicione o mel.

Várias pitangas soltas dentro de uma tigela
mandarpramim / Pixabay

Caipirinha de pitanga

Ingredientes:

  • 15 pitangas frescas e maduras;
  • 4 colheres de sobremesa de açúcar;
  • 60ml de cachaça, saquê ou vodka;
  • Gelos em cubos;

Modo de preparo:

Amasse as pitangas junto ao açúcar em um copo para caipirinha. Acrescente a bebida escolhida e o gelo. Misture tudo e está pronta.

Mousse de pitanga

Ingredientes:

  • 1 pacote de gelatina sem sabor;
  • 400g de iogurte grego;
  • 200g de polpa de pitanga congelada;
  • 3 claras de ovo;
  • 2 colheres de sopa de açúcar mascavo.

Modo de preparo:

Adicione 5 colheres de sopa de água fria à gelatina e leve ao fogo em banho-maria até dissolver, então reserve. Leve ao liquidificador o iogurte, a polpa de pitanga, meio copo de água, a gelatina e bata. Em uma batedeira, bata as claras com o açúcar até dobrar de volume. Depois, adicione ao creme de pitanga e misture delicadamente. Coloque o mousse em uma travessa de vidro e deixe na geladeira por 4 horas ou até ficar firme. Está pronto!

Geleia de pitanga

Ingredientes:

  • 300g de polpa de pitanga;
  • 2 xícaras de açúcar;
  • 1 limão;
  • Casca de uma maçã;

Modo de preparo:

Esprema o limão em uma panela e adicione todos os ingredientes. Leve ao fogo, deixando que cozinhe em fogo baixo por 15 minutos. Retire uma amostra da geleia e coloque em um prato até esfriar; caso esteja com uma consistência gelatinosa, está no ponto certo; caso não, deixe no fogo por mais um tempinho. Quando estiver no ponto, retire as cascas da maçã e coloque em um recipiente ou em um pote hermético sem tampa até esfriar. Quando esfriar, ponha a tampa e armazene na geladeira.

Você também pode gostar:

Assim como vimos, a pitanga possui vários benefícios para nós, principalmente no quesito medicinal. Podemos usá-la para evitar o envelhecimento e até combater problemas cardiovasculares. A pitanga pode ser uma solução natural e eficiente para quem não gosta de se prender a medicamentos sintéticos, embora para isso seja necessário acompanhamento médico. Nunca substitua um remédio por ela sem falar com seu médico antes, para evitar possíveis efeitos colaterais ou indesejados. Os atributos medicinais da pitanga atuam na espiritualidade também, pois é por meio do tratamento feito com banhos espirituais que essa erva consegue aumentar nossas energias, nos revitalizar e purificar. E aí? O que achou sobre os benefícios e utilidades desse pequeno grande frutinho?

Outras plantas medicinais

Sobre o autor

Eu Sem Fronteiras

O Eu Sem Fronteiras conta com uma equipe de jornalistas e profissionais de comunicação empenhados em trazer sempre informações atualizadas. Aqui você não encontrará textos copiados de outros sites. Nossa proposta é a de propagar o bem sempre, respeitando os direitos alheios.

"O que a gente não quer para nós, não desejamos aos outros"

Sejam Bem-vindos!

Torne-se também um colunista. Envie um e-mail para colunistas@eusemfronteiras.com.br