Plantas Medicinais Saúde Integral

Garra-do-diabo: uma planta com propriedades medicinais

De nome polêmico, a garra-do-diabo é uma planta medicinal que tem esse título por causa de suas raízes, que têm uma espécie de espinhos que são muito similares a garras animais. Também conhecido como harpago, esse vegetal é famoso não só pelos benefícios que traz à saúde, mas também por conter símbolos e usos no âmbito da espiritualidade.

Típica da Namíbia, país do sul do continente africano, a garra-do-diabo é curiosa por crescer em solos muito maltratados pelo pastoreio e cumpre uma função importante para seu ecossistema, expulsando predadores e protegendo sementes. Para mergulhar fundo em todas as características e potências dessa planta, venha com a gente e surpreenda-se com esse tesouro da natureza!

A garra-do-diabo para a espiritualidade

Apesar de ser confundida com a garra-de-exú, poderosa planta muito utilizada em rituais da umbanda e do candomblé, a garra-do-diabo, por mais que não esteja associada à religião, também tem forte poder espiritual. De natureza guerreira, a garra-do-diabo foi descoberta por indígenas da África do Sul e cresce especificamente em solo degradado, a proteger solos fragilizados contra ataques pelas características de suas sementes e raízes, que possuem ganchos (“garras”) que explicam o nome da planta.

Tendo essa essência de proteção, a garra-do-diabo é uma potente erva para banimento de energias ruins e quebra de maldições, sendo um instrumento de purificação. Recomenda-se que, ao mudar-se para uma casa nova, uma raiz de garra-do-diabo deve ser queimada com carvão por todo o ambiente para remover energias residuais dos inquilinos antigos. Do mesmo modo, pode-se usar a planta para defumar lugares densos e pesados.

Por fim, essa planta medicinal deve também ser usada como amuleto, podendo ser colocada em portas e janelas para agir contra intrusos indesejados ou visitas de má intenção. A garra-do-diabo pode também ser usada para afastar mau olhado e obter algo de volta, como itens perdidos ou roubados.

Benefícios da garra-do-diabo para a saúde

  1. Alivia dores articulares
    Com propriedades analgésicas e anti-inflamatórias, a garra-do-diabo é muito indicada para questões como artrite, reumatismo, tendinite, gota, bursite, fibromialgia, dores na coluna e na região lombar, epicondilite e osteoartrite.
  2. Alivia a febre
    Antipirético natural, essa planta medicinal inibe o mecanismo que eleva a temperatura corporal, aliviando um dos piores sintomas de gripes e resfriados, a febre.
  3. Estimula o apetite
    Principalmente por suas ações em prol dos processos digestivos e intestinais, a garra-do-diabo pode ser um estimulante do apetite, muito procurado por pessoas que pretendem ganhar peso.
  4. Ajuda processos intestinais
    Apesar de não ser recomendada para quem sofre de úlceras do estômago ou do duodeno, bem como para quem tem estômago sensível, a garra-do-diabo é um tônico natural que melhora a digestão e previne contra constipações e diarreias.
  5. Fortalece o sistema imunológico
    Provocando ações como o aumento do colesterol bom e a diminuição do colesterol ruim, desintoxicação do fígado e estímulo ao melhor funcionamento do sistema digestivo, a garra-do-diabo promove um melhor sistema imunológico.
Planta garra-do-diabo no meio da terra seca, na natureza
Roger de la Harpe / Shutterstock

Tabela nutricional

Valores referentes a uma porção de 1,5 g.

Valor energético17 kcal = 71,4 kJ
Carboidratos0 g
Proteínas0 g
Gorduras totais0 g
Gorduras saturadas0 g
Gorduras trans0 g
Fibra alimentar85 mg
Sódio0 g

Como consumir a garra-do-diabo?

Além do delicioso chá de garra-do-diabo, não há muitas opções de se consumir essa planta medicinal no dia a dia, seja com receitas ou tentando utilizá-la como tempero. Na verdade, seu uso mais comum é na forma de remédio em cápsulas, tintura ou até mesmo em pó, mas essa finalidade deve ser procurada apenas em caso de orientação médica.

Outras formas de usar a garra-do-diabo

Para além do uso medicinal, já que a garra-do-diabo é um composto farmacológico muito utilizado para aliviar dores, inflamações, entre outras soluções para a saúde, essa planta também é bem famosa por seu significado espiritual. Assim sendo, suas raízes acabam sendo tanto utilizadas como incenso e defumador, para purificar ambientes e quebrar as más energias, como também são tidas como amuletos para a proteção e o afastamento do mau olhado.

Existem contraindicações?

Além de não ser recomendado para gestantes, a garra-do-diabo também não é indicada para portadores de úlceras estomacais e duodenais. Também é contraindicado o seu uso concomitante a drogas anti-arrítmicas e anti-hipertensivas. O exagero do consumo da planta ainda pode provocar efeitos colaterais como cefaleia, zumbido, gastralgia, perda da gustação, efeitos laxativos e desconfortos estomacais.

Receitas com garra-do-diabo

Chá de garra-do-diabo

Ingredientes:

• 1 g da raiz da garra do diabo
• 150 mL de água filtrada

Modo de Preparo:

Na água fervente, faça a infusão da raiz de garra-do-diabo desligando o fogo e deixando descansar por 5 minutos. Depois, coe o chá e beba da forma que preferir.

Você também pode gostar:

É impressionante como a natureza nos proporciona tesouros como a garra-do-diabo, não é mesmo? Agora que você já conhece essa planta medicinal, pode procurá-la com o auxílio de um profissional fitoterápico quando tiver algum problema de saúde ou mesmo utilizá-la como amuleto espiritual. Para ampliar os horizontes sobre esse tema, navegue pelo nosso conteúdo de outras plantas e aprenda cada vez mais!

Outras plantas medicinais

Sobre o autor

Eu Sem Fronteiras

O Eu Sem Fronteiras conta com uma equipe de jornalistas e profissionais de comunicação empenhados em trazer sempre informações atualizadas. Aqui você não encontrará textos copiados de outros sites. Nossa proposta é a de propagar o bem sempre, respeitando os direitos alheios.

"O que a gente não quer para nós, não desejamos aos outros"

Sejam Bem-vindos!

Torne-se também um colunista. Envie um e-mail para colunistas@eusemfronteiras.com.br